Metalium: Entrevista exclusiva com o baixista Lars Ratz

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar correções  |  Ver Acessos

Entrevista por Marcos M. Franke

Raramente vi uma lista tão grande de integrantes de um fã -clube como o do Metalium, que faz sempre questão de divulgá-los em todas as entrevistas. E também raramente vi uma pessoa com um coração tão aberto e simpático para poder aturar esta verdadeira "manada" de fanáticos pelo mundo afora. Lars Ratz, baixista do Metalium, é realmente um verdadeiro herói e um lutador, como aquele para quem escreveu a música "Heart of The Tiger", já que ele é um, assim carinhosamente denominado, "Metalian". Se todos os "Metalians" são fortes e determinados a ponto de se tornarem invencíveis, e até inesquecíveis, como alguém poderá derrotá-los? Com vocês, Lars Ratz, o verdadeiro herói de uma nação que não cabe mais numa folha de papel, mas em seu coração...

Whiplash! - "Hero Nation Chapter Three" é realmente um ótimo trabalho. Alguém entre vocês é um fã de revista em quadrinhos para dar este toque de criatividade ao personagem?

Lars / Eu, desde criança sou um fanático pelo Kiss e inclusive tinha os gibis lançados naquela época. Nosso elaborador de arte também é um fanático pelos quadrinhos, o que ajudou a criar um herói que ouvisse um som pesado e de alguma maneira servisse o Mundo como um Herói, incorporando naqueles que já uma vez existiram.

Whiplash! - Como o "Metalian" lentamente se personificou em suas vidas?

Lars / O "Metalian" espelha na verdade minha vida, e representa realmente a maneira de viver de um verdadeiro fã do Heavy Metal!

Whiplash! - Carolin Fortenbacher e Don Airey (ex-Uriah Heep) também participaram deste novo trabalho. Como aconteceu esta estranha e até engraçada união, já que meus pais ouvem a soprano Carolin?

Lars / Como um velho fã de Ozzy e Rainbow, eu naturalmente também achei Don um herói para mim. De uns tempos para cá ele se tornou um grande amigo meu, e ao fazer um churrasco perguntei se existia a possibilidade de ele tocar teclado em meu novo álbum. Carolin é somente uma boa amiga e nossas famílias vão esquiar juntas. Com ela e Arjen Lucassen, estarei elaborando um projeto clássico.

Whiplash! - Todas as músicas em "Hero Nation Chapter Three" contam como Metalian se transforma em cada personagem, de Deuses até Homens. Como surgiu a idéia de contar a história destas lendas juntamente com o personagem?

Lars / Ele é um lutador, um guerreiro, que acredita naquilo de mais honrado na face da terra. Estes heróis lendários de uma maneira são, cada um, uma parte de "Metalian".

Whiplash! - Vocês pesquisaram quem eram estas Lendas no mundo inteiro, ou procuraram uma lenda específica?

Lars / Nós juntamos as "Metalian Forces" em 13 países no Mundo inteiro e perguntamos a opinião deles. Assim estamos muito orgulhosos que "Hero Nation Chapter Three"
foi um trabalho em conjunto, aonde reuni 13 países no mundo inteiro perguntando a opinião deles. Desta maneira estamos até mais orgulhosos ainda, que "Hero Nation Chapter Three" surgiu da união da banda e dos fãs de todo o Mundo.

Whiplash! - A primeira coisa que me chamou a atenção e sempre vai chamar é a voz fantástica de Hennig Basse. Como ele trata dela? Já existiu qualquer problema numa turnê neste
sentido?

Lars / Não. Hennig não bebe nem fuma, assim nunca houve problemas. Como profissional imagino que ele seja responsável o suficiente para saber como deve cuidar dela.

Whiplash! - Nos shows vocês sempre utilizam-se de suas roupas tradicionais assim chamadas de "armaduras" (na verdade não são de verdade, mas a semelhança é fantástica)?

Lars / É, boa pergunta, é sempre o Henning que tem uma, mas sempre o invejei por causa disto. Acredito que logo todos nos adaptaremos a isto.

Whiplash! - Como é um show do Metalium?

Lars / Essa pergunta realmente é boa e digo para todos que estão aí lendo estas palavras: 110% METAL!

Whiplash! - Vocês já organizaram um set-list para o show aqui no Brasil?

Lars / Não, mas logo ela estará sendo feita, e acredite, você será o primeiro a saber !

Whiplash! - Quem você tem como ídolo para ter uma sintonia tão pesada e metálica com o baixo?

Lars / Na verdade não tenho ninguém como um ídolo hoje em dia, mas quando jovem sempre me influenciei e gostei dos estilos de Steve Harris, Neil Murray, Nikki Sixx e Bob Daisley.

Whiplash! - Quais são as bandas que vocês não tiram de seu cd-player ultimamente?

Lars / Eu, no caso, ouço só música clássica, para me abastecer de energia para o Metalium.

Whiplash! - Para mim não foi nada fácil achar uma música preferida em seu mais recente trabalho. "Accused to Be a Witch", "Rasputin" e "Fate Conquered the Power" são as minhas preferidas. Qual para você é a melhor música do Metalium neste álbum?

Lars / Eu acho "Odin's Spell" uma das melhores músicas já feitas por nós. E acredito que esta simboliza não só um ápice como também um grande progresso em nossa carreira.

Whiplash! - Você pode me dizer se estas serão tocadas aqui o Brasil?

Lars / Todas, até "Fate Conquered the Power", iremos com certeza tocar ao vivo em seu país.

Whiplash! - Este trabalho com certeza destaca-se dos anteriores, mesmo vocês insistindo em que todos merecem o mesmo respeito e tiveram o mesmo carinho ao serem criados. Todos dizem a mesma coisa, e as mídias não se decidem se "Hero Naton" é ou não é o álbum símbolo de um crescimento e amadurecimento do Metalium. Como você define isto?

Lars / Perguntinha difícil esta. Mas vamos ver. Todos os capítulos (todos os álbuns) se encaixam perfeitamente, como uma sequência de uma novela, ou de um "Metalian". O "Metalian", que no caso sou eu, estou em todos, o que diz que aonde eu estiver existirá uma sequência do Metalium. Por isso os três álbums são muito importante para um entendimento da história. É um retrato vivo de minha vida e luta pelo METAL!

Whiplash! - O que vocês esperam do show aqui no Brasil com Edenbridge ?

Lars / A casa irá tremer, o chão se quebrar e rock n' roll estará na veia de cada um naquele ambiente. Ouvi muito de Kai Hansen e Luca Turilli que vocês são um barato de audiência. Quero ver isto também, e faço questão de sempre dar tudo de mim até que eu esteja esgotado.

Whiplash! - Edenbridge e Metalium já estiveram num mesmo palco juntos? Você gosta do som deles e do estilo Edenbridge?

Lars / Eles foram nossa banda de suporte na turnê "Heronation Over Europe". Os respeito em primeiro lugar, mas gosto de um som mais pesado! A gente se dá muito bem juntos.

Whiplash! - Chris Cafrey (Savatage) e Mike Terrana (ex-Rage) já foram integrantes do Metalium. Por que eles abandonaram o Metalium?

Lars / Chris estava ocupado com o Savatage e no caso tinha coisas melhores para fazer... nós ainda mantemos contato e talvez trabalhemos juntos novamente em outros projetos. Ele é um ótimo guitarrista. Com Mike eu não quero mais trabalhar. Estamos felizes com Michael Ehre, já que ele toca para a banda e não só para ficar mostrando sua técnica mirabolante. Música é mais que técnica. É alma também...

Whiplash! - Vocês tem planos para um novo CD? Quando entrarão em estúdio? Vocês já tem um nome para este suposto novo álbum?

Lars / Assim que voltarmos do Brasil estaremos entrando no Tornado Studio em Hamburgo. O título é SURPRESA!!!

Whiplash! - Já estou ansioso em ver vocês ao vivo e mostrando do que o verdadeiro metal é feito. Deixe uma mensagem para os animados e fiéis headbangers!

Lars / E aí meus queridos fãs brasileiros! Estou mais que ansioso de poder comemorar uma enorme queima de fogos de artifício para vocês!!! STAY METAL, BROTHERS AND SISTERS!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Metalium"


Luís Ricardo: rockstars mostram como se cospe fogo de verdade!Luís Ricardo
Rockstars mostram como se cospe fogo de verdade!


Black Metal: o lado mais negro da cena brasileiraBlack Metal
O lado mais negro da cena brasileira

Deuses do Rock: o tempo passa para (quase) todos elesDeuses do Rock
O tempo passa para (quase) todos eles


adClioIL