Matérias Mais Lidas

Manowar: por que o baterista brasileiro Marcus Castellani saiu da bandaManowar: por que o baterista brasileiro Marcus Castellani saiu da banda

Kiko Loureiro: as maiores lições que ele aprendeu com Dave MustaineKiko Loureiro: as maiores lições que ele aprendeu com Dave Mustaine

Kerrang: 10 capas polêmicas de álbuns de rock e metal que sofreram censuraKerrang: 10 capas polêmicas de álbuns de rock e metal que sofreram censura

Black Sabbath: Bill Ward sabia que primeiro álbum da banda causaria alguns problemasBlack Sabbath: Bill Ward sabia que primeiro álbum da banda "causaria alguns problemas"

Tony Iommi: surpreendendo ao eleger seu Deus do RockTony Iommi: surpreendendo ao eleger seu "Deus do Rock"

Megadeth: Mustaine diz que novo álbum está quase saindoMegadeth: Mustaine diz que novo álbum está quase saindo

Black Sabbath: Todos os álbuns ranqueados, do pior ao melhor, pela Kerrang!Black Sabbath: Todos os álbuns ranqueados, do pior ao melhor, pela Kerrang!

Angra: saída do Kiko custou muito, mas não pela razão que todos imaginam, diz empresárioAngra: saída do Kiko custou muito, mas não pela razão que todos imaginam, diz empresário

Zakk Wylde: cinco músicas que mudaram sua vida, incluindo uma inesperadaZakk Wylde: cinco músicas que mudaram sua vida, incluindo uma inesperada

Guns N' Roses: as 5 músicas mais polêmicas da bandaGuns N' Roses: as 5 músicas mais polêmicas da banda

Zakk Wylde: o riff que ele queria ter criado - e a música que ele nunca conseguiu tocarZakk Wylde: o riff que ele queria ter criado - e a música que ele nunca conseguiu tocar

Deep Purple: Ian Gillan diz que o Brasil é um dos seus lares espirituaisDeep Purple: Ian Gillan diz que o Brasil é um dos seus "lares espirituais"

Black Sabbath: Lars Ulrich surpreende ao revelar seu álbum favorito da bandaBlack Sabbath: Lars Ulrich surpreende ao revelar seu álbum favorito da banda

Zakk Wylde: tocar com Ozzy é como estar na melhor banda cover do mundoZakk Wylde: tocar com Ozzy é como estar na melhor banda cover do mundo

Post-Black Metal: uma lista com dez álbuns para conhecer o confuso rótuloPost-Black Metal: uma lista com dez álbuns para conhecer o confuso rótulo


Stamp

Viper: CD ao vivo está excelente, agora só falta lançar o DVD

Resenha - To Live Again; Live In São Paulo - Viper

Por Luiz Felipe Lima
Em 29/09/15

Eu fui um dos felizardos a presenciar a turnê de reunião do Viper no já longínquo ano de 2012. Me lembro de ouvir o anúncio dessa turnê no Altas Horas, programa de sábado do plim-plim, e pela primeira vez ficar interessado em ouvir algo da banda. Até então eu só conhecia o trabalho do Andre no Shaman e no Angra, mas depois de ouvir Living For The Night resolvi ir atrás do que a banda tinha produzido.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Matéria originalmente publicada pelo site DELFOS
http://delfos.net.br

Fiquei maravilhado com os dois primeiros discos e é claro que não perderia o show que aconteceria no Rio de Janeiro. Não só estive no Teatro Rival assistindo na grade como também estive no Rock in Rio - também na grade - para ver um Viper em ótima forma. Isso me fez ficar bastante ansioso pelo lançamento do CD e do DVD ao vivo que foram anunciados posteriormente, então vocês devem imaginar como eu fiquei feliz em poder resenhar este disco (o DVD ainda não saiu). Pois bem, vamos ao que interessa.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

PEOPLE COME ON HEAR THE SOUND

A primeira coisa que eu tenho que dizer é que o setlist deste disco me decepcionou um pouco. O grande mote da turnê foi tocar os dois primeiros discos na íntegra, então foi muito estranho ver a banda retirar três faixas. As músicas retiradas foramKillera (Princess of Hell) e Signs Of The Night, do disco Soldiers of Sunrise, e At Least a Chance, do Theatre of Fate. Killera é uma instrumental que eu não faço muita questão, mas Signs Of The Night e At Least a Chance estão no meu Top 5 dos dois discos, então a ausência delas me incomodou.

Agora, de maneira geral, me chamou bastante atenção a maneira como esse disco soa mais próximo do público do que a maioria dos discos ao vivo. Na entrevista que o DELFOS fez com o Andre Matos ele já havia dito algo a respeito, e vou deixar a frase dele aqui: "O Ritualive é um DVD que eu acho, honestamente, provavelmente o melhor já feito no Brasil por uma banda brasileira desse estilo. (...)A diferença para o Viper é a seguinte: o Ritualive é muito perfeito. Ele é todo grandioso, vamos dizer assim. No caso do Viper, você se sente mais dentro do show. Ele já é um DVD com um clima mais orgânico, mas igualmente interessante."

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Ouvindo o disco eu percebi que a fala do Andre é verdadeira, e alguns detalhes evidenciam isso. A timbragem dos instrumentos está mais crua e suja do que ultimamente se tem feito em discos ao vivo, além de ficar bem claro que os músicos estão mais preocupados em curtir do que em executar as músicas de forma perfeita. Não estou dizendo que eles estão tocando mal, mas sim que você perceberá algumas escorregadas naturais de uma performance ao vivo - como acelerar um pouco a música ou entrar no compasso alguns instantes depois do momento certo.

I'M ALIVE JUST BY THE LIGHT OF YOUR EYES

Falando das performances individuais, o maior destaque para mim foi a bateria de Guilherme Martin, que está beirando a perfeição. Eu não percebi praticamente nenhuma escorregada ao longo do disco, e um baterista de metal ter uma performance tão consistente em um show de duas horas e meia é algo louvável.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O baixo de Pit Passarell ficou um tanto escondido, o que me incomodou um pouco por deixar muitos espaços "em branco". Mesmo nos momentos em que as duas guitarras fazem base, a impressão que fica é que está faltando alguma coisa, principalmente porque o timbre delas está bastante sujo e não preenche a massa sonora de forma adequada. Assim, mesmo com guitarras carregadas de distorção, o som não fica pesado pois falta uniformidade - o que seria resolvido se o baixo estivesse mais presente.

Já a performance de Andre está bastante diferente do que eu estou acostumado. Sai aquele Andre com performances quase perfeitas e entra um vocalista que foca mais em transmitir a energia necessária, sem preocupação em perder o tempo às vezes ou escorregar a nota em alguns versos. É fato que as músicas do Viper, de maneira geral, não exijam tanto dos atributos vocais quanto músicas do Angra e Shaman, mas é bastante curioso ver um vocalista conhecido por sua perfeição ter uma performance despojada como essa. Tenho certeza de que alguns vão torcer o nariz, mas eu gostei, e pode ser que você goste também.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

OUR FAITH IS IN COMMAND

Os shows cariocas da turnê do Viper foram sensacionais, e foi isso que me fez ficar tão empolgado pelo lançamento do disco ao vivo. Ainda que o disco tenha sido gravado no Via Marquês, em São Paulo, o entrosamento da banda faz ele soar realmente vivo, como um álbum desse tipo deve ser, e por isso eu recomendo que quem esteve nos shows dê uma olhada nesse lançamento. Agora resta torcer para o DVD não demorar outros três anos para ser lançado.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

WhatsApp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Despedidas: os últimos trabalhos gravados por grandes nomes do heavy metal - Parte 1Despedidas: os últimos trabalhos gravados por grandes nomes do heavy metal - Parte 1

Viper: ouça versão da banda brasileira para Prowler, do Iron MaidenViper: ouça versão da banda brasileira para "Prowler", do Iron Maiden

Yves Passarell: como o guitarrista do Viper entrou para o Capital InicialYves Passarell: como o guitarrista do Viper entrou para o Capital Inicial

Viper: Daniel Matos, irmão de Andre Matos, gravou duas faixas do próximo discoViper: Daniel Matos, irmão de Andre Matos, gravou duas faixas do próximo disco

Andre Matos: era difícil conviver com o maestro do rock?Andre Matos: era difícil conviver com o maestro do rock?

Viper: após 15 anos, banda deve lançar álbum de inéditas em 2022Viper: após 15 anos, banda deve lançar álbum de inéditas em 2022

Metal Station: Entrevista com Leandro Caçoilo (Viper/Caravellus) (vídeo)

Virgo: único álbum do projeto de Andre Matos e Sascha Paeth enfim chega ao streamingVirgo: único álbum do projeto de Andre Matos e Sascha Paeth enfim chega ao streaming

Inner Call: confira versão para música do Viper

Andre Matos: Felipe Machado faz bela homenagem ao vocalista, que completaria 50 anosAndre Matos: Felipe Machado faz bela homenagem ao vocalista, que completaria 50 anos

Angra: Rafael Bittencourt revela como foi o último encontro com Andre MatosAngra: Rafael Bittencourt revela como foi o último encontro com Andre Matos

Em 14/09/1971: nascia Andre Matos, um dos maiores nomes da história do metal nacionalEm 14/09/1971: nascia Andre Matos, um dos maiores nomes da história do metal nacional


Mente aberta: músicos de metal que tocam ou já tocaram em outros estilosMente aberta: músicos de metal que tocam ou já tocaram em outros estilos

Viper: o álbum 'Tem pra Todo Mundo' foi um tiro no escuroViper: "o álbum 'Tem pra Todo Mundo' foi um tiro no escuro"

Yves Passarell: como o guitarrista do Viper entrou para o Capital InicialYves Passarell: como o guitarrista do Viper entrou para o Capital Inicial


Guns N' Roses: Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?Guns N' Roses
Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA


Sobre Luiz Felipe Lima

Depois de ficar louco com o Ritualive do Shaman nos primórdios dos anos 2000, a sua trajetória no Metal apenas se intensificou. Fã inveterado de Pantera, aprendeu rápido que é possível achar música boa desde Death até Europe, e escreve para que cada vez mais pessoas consigam perceber que não se pode ter uma mente pequena se você quiser conhecer grandes músicas.

Mais matérias de Luiz Felipe Lima.