Rainbow: para Joe Lynn Turner, nova formação "desrespeita os fãs"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Illawarra Mercury
Enviar correções  |  Ver Acessos

O vocalista Joe Lynn Turner voltou a demonstrar sua insatisfação com a reformulação do Rainbow. O guitarrista Ritchie Blackmore, líder do grupo, retomou as atividades da banda em 2015, após quase 20 anos de hiato, com uma formação totalmente nova.

Lágrimas nos olhos: 25 músicas para chorarSlayer: quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanista

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista ao veículo australiano Illawarra Mercury, Joe Lynn Turner disse: "Trabalhei com o empresário de Ritchie por um ano, tentando fazer algo autêntico. Uma formação autêntica, independente de quem esteja por aí ou não. Teríamos pessoas que estiveram no Rainbow. E eles simplesmente desistiram no último minuto e juntaram essa formação".

Turner questionou a qualidade da nova formação do Rainbow. "Por que alguém de natureza tão icônica (Ritchie Blackmore) quer sair por aí e não ser bom como ele poderia ser? As críticas não foram tão boas. [...] É uma pena que não tenham a visão de que deveriam juntar um Rainbow autêntico, pois os fãs se sentiram desrespeitados de certa forma. Esperavam ver pelo menos uma parte de membros do Rainbow. E não foi o que aconteceu", afirmou.

Comente: Ele tem razão ou está com raiva por ter ficado de fora depois de tudo que fez?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Rainbow"Todas as matérias sobre "Joe Lynn Turner"


Coverdale: Ritchie foi um grande professorCoverdale
"Ritchie foi um grande professor"

Rainbow: Dio era legal por ser americano, diz Tony CareyRainbow
"Dio era legal por ser americano", diz Tony Carey


Lágrimas nos olhos: 25 músicas para chorarLágrimas nos olhos
25 músicas para chorar

Slayer: quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanistaSlayer
Quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanista


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor