Metalmorphose

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal
Enviar Correções  

A banda se formou em 1983 quando Marcelo Ferreira, Celso Suckow (guitarras) e André Delacroix eram colegas de colégio. O vocalista Tavinho Godoy era um fanático por Gillan e conheceu os dois primeiros no clube Caiçaras do qual eram sócios. A formação se completou com a entrada de André Bighinzoli no baixo, fanático por Ozzy Osbourne e 2 anos mais novo que o resto da galera da banda.

Dave Mustaine: Maroon 5 o deixou boquiaberto

MTV: experts indicam as maiores bandas de Heavy Metal

Eles ensaiavam direto na casa do Celso e todos eram fãs de bandas como Judas Priest, Manowar e Deep Purple, entre outras. Com essa formação, a banda gravou sua primeira demo tape em Dezembro de 83, gravando em um estúdio caseiro. A fita nunca foi comercializada. O Metalmorphose se apresentou várias vezes no planetário da gávea, junto a outras bandas da época, como Warlock, Mortalha e Kronus, onde começou a formar seguidores, tornando-se uma das mais populares bandas de metal do Rio.

Nessa época, fizeram uma forte amizade com a banda Dorsal Atlântica e gravaram com eles, em 84, o split Ultimatum, um dos primeiros LPs de metal brasileiro (junto à Karisma, Stress, SP Metal e Robertinho do Recife). A primeira mudança de formação ocorreu com a saída de André Bighinzoli, por imcopatibilidade de gênio com outros membros do grupo. Em seu lugar entrou o baixista Plínio Júnior (antes de sua entrada, Milton "Muguinho" Martins e João "Juquinha" seguraram o baixo por alguns ensaios).

Com essa formação, a banda gravou uma demo tape no estúdio Master em Dezembro de 85, com 06 músicas ("Rebeldia", "Maldição", "Ela tem Sempre uma Desculpa", A Esperança Nunca Morre", Não Vou Mais Ouvir Voce" e "Minha Droga é o Metal" (que se tornou um hino da banda), com qualidade muito superior ao LP. A banda fez, também, suas primeiras apresentações fora do Rio: Friburgo (colégio Anchieta) e Natal (em Outubro de 85 , na cidade da criança - festival da mocidade). A última apresentação do baterista André foi em Janeiro de 86 (no dia do seu aniversário), no Cassino Titanic, junto com Arame Farpado e Robertinho de Recife. O show lotou apesar de ser em uma casa completamente contra mão.

No lugar de André, entrou, por um breve período de tempo, Marcos "Aimal" (recém saído da Dorsal Atlântica), sendo substituído por Walter "Careca", do Kronus.

A banda lançou um maxi-single com duas músicas, inclusive fazendo um clip para uma delas e em seguida encerrou suas atividades.

Hoje em dia:

- Marcelo abandonou a música.
- Celso tocou com a banda hard rock, Roxy (continuação do Metalmorphose, que contou por um tempo, também com Delacroix) e com os Copacabanas, grupo de brega/humor (na geladeira, no momento).
- Bighinzoli está tocando com a banda de pop/rock, Genoma, (ex-DNA).
- Tavinho está com o Gato de Louça, banda de blues/rock progressivo.
- Delacroix está na banda de heavy/doom metal, Imago Mortis, Os Copacabanas, Stagedive e Dust From Misery.
- A gravadora Dies Irae relançou o LP Ultimatum em vinil e está planejando o lançamento também, em cd.

Alguns lugares onde a banda tocou: Planetário da Gávea, Circo Delírio, Caverna 2, Marina Barra Clube, Churrascaria Labareda, Bar Opinião, Colégio Anchieta (Friburgo), Cidade da Criança (Natal), SESC Tijuca. Colégio Anglo Americano, Clube Caiçaras, Colégio Gimk, etc.

Bandas com as quais tocou: Dorsal Atlântica, Azul Limão, Mortalha, Warlock, Kronus, Kheops, Navio Fantasma, Metalurgia, Tilt Geral, Arame Farpado, Overdose no Crânio, Robertinho de Recife, Scarpelli, etc.

Alguns covers que tocaram ao vivo: "Thor the Powerhead" e "Battle Hymns" (Manowar), "Metal on Metal" (Anvil) e "You've Got Another Thing Coming" (Judas Priest).

25 anos depois...

Em 21 de junho de 2009, o METALMORPHOSE se reuniu com sua formação original para uma apresentação antológica, depois de um jejum de shows de 21 anos. A ocasião foi especial por sua relação com 3 lançamentos importantes:

1. Marcou os 25 anos do ULTIMATUM, um dos primeiros LPs de Heavy Metal do Brasil, split com a Dorsal Atlântica.
2. Celebrou o lançamento do CD MALDIÇÃO, gravação inédita de 1986.
3. Deste evento resultou o CD ODISSÉIA (O DVD sai em breve).

A banda voltou de vez à ativa, e está atualmente na sua melhor forma. A clássica química foi preservada. Da formação original permanecem:

Nos vocais, o fantástico frontman TAVINHO GODOY
Na bateria, ANDRÉ DELACROIX (Imago Mortis, Dust From Misery)
No baixo, ANDRÉ BIGHINZOLI (Genoma, Big Gilson)

Os reforços nas guitarras são os competentíssimos PP (Genoma, Volt) e LEON MANSSUR (Apokalyptic Raids).

O METALMORPHOSE atualmente está preparando um esperado disco de músicas inéditas, seu primeiro full-lenght de estúdio. O que esperar deste álbum?

" ... a essência do Heavy Metal.... "

Histórico recente:

Em 2008, o Metalmorphose se reuniu, na sua formação original, com Celso Suckow e Marcelo Ferreira nas guitarras, para participar do disco em homenagem aos 40 anos do Álbum Branco, dos Beatles, produzido por Marcelo Fróes, e contando com nomes como Dr. Sin e Andreas Kisser.

Em janeiro de 2009, a Metalli Records lançou pela primeira vez em CD, o disco split com a Dorsal Atlântica "Ultimatum", de 1984. O material original foi remasterizado fielmente e a parte gráfica foi cuidadosamente restaurada e ampliada pelo próprio Carlos "Vândalo" Lopes, da Dorsal. Um item de colecionador. Em maio de 2009 foi lançado o CD "Maldição", com material inédito de estúdio de 1986 + gravações ao vivo do período de 1984 e 1985 + o EP Correntes.

Em 2010, o Metalmorphose lançou exclusivamente na Europa, pelo selo Metal Soldiers, o CD "Nossa Droga é o Heavy Metal", que é uma compilação do material da banda dos anos 80. Saiu também o CD ao vivo "Odisséia", gravado em 2009, que está sendo lançado simultaneamente na Europa pelo selo Metal Soldiers e no Brasil pelos selos Urubuz (RJ) e Encore Records (SP). Em 31 de julho de 2010, o Metalmorphose realizou um show antológico no Canecão, a casa de shows mais tradicional do Brasil, juntamente com o Stress.

O grupo também está participando do projeto Brasil Heavy Metal, filme documentário do guitarrista Ricardo "Micka" Michaelis sobre a história do Heavy Metal no Brasil. A banda entrará no CD Brasil Heavy Metal com uma faixa inédita, juntamente com outras bandas que fizeram história como Stress, Korzus, Viper, Centúrias, entre outros.

A história continua. Vida longa ao Metal.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Dave Mustaine: Maroon 5 o deixou boquiabertoDave Mustaine
Maroon 5 o deixou boquiaberto

MTV: experts indicam as maiores bandas de Heavy MetalMTV
Experts indicam as maiores bandas de Heavy Metal


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin