Hammerfall: "Nossa música é eterna e não é datada!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Emanuel Seagal, Fonte: Antenna, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Foto da chamada: Suelen

Joacim Cans, vocalista do HAMMERFALL, concedeu recentemente uma entrevista para a Antenna. Confira trechos da entrevista:

5000 acessosAs novas caras do metal: + 40 bandas que você deve conhecer5000 acessosLoudwire: as dez melhores bandas da era Grunge

Antenna: Você mencionou algo sobre a diminuição das vendas mas eu percebo que vocês tiveram boas vendas e posições nos charts com seus álbuns anteriores; por que você acha que o HAMMERFALL é tão interessante para o fã de metal de hoje?

Joacim Cans: Eu não sei, mas as pessoas com seus quarenta anos todas cresceram nos anos oitenta e têm aproximadamente minha idade agora. Para elas, esse é o estilo final de música e acho também que, se você ver nos festivais, há mais pessoas nos festivais de rock do que nos festivais mainstream hoje em dia. Além disso, como eu disse, nossa música é eterna e não é datada. Qualquer artista, de shows como "Ídolos", eles têm uma data de validade. Em alguns meses eles precisam de outra pessoa e terá outro artista similar ao primeiro, mas para o Metal... nós (HAMMERFALL), temos crescido constantemente nos últimos doze anos e este não é o fim. Nós não chegamos ao teto ainda. Ao menos eu tenho mais alguns degraus ainda. A razão para estarmos nos charts é porque o fã de metal é dedicado às bandas que ele ou ela gosta e não vai para a versão de download mas sim quer ter os CDs, ter a coisa real.

Antenna: Você está provavelmente certo sobre isso; quais são suas expectativas para "No Sacrifice, No Victory"?

Joacim Cans: É difícil de dizer. Eu espero que nós sejamos número 1 na Suécia novamente. Isso realmente faria com que nos sentíssemos bem. E então talvez entrar nos charts de mais alguns países... mas, no final das contas, nós estamos muito felizes com o álbum e apenas esperamos que os fãs também fiquem felizes, então poderemos fazer outra grande turnê. Você poderia colocar desta forma: Nós apenas esperamos que ele nos mantenha por mais alguns anos.

Antenna: E isso é mais importante pra você do que as vendas do disco?

Joacim Cans: Absolutamente, mas você tem que perceber que isso anda de mãos dadas. Porque nós precisamos das vendas, você precisa receber de volta para poder ter um orçamento para o próximo álbum. Se você tem um álbum pobre talvez o próximo álbum corra perigo; toda banda neste mercado está vivendo dia a dia. Eles não sabem como será o futuro. Eles fazem um álbum sabendo que ele poderá ser o último.

Leia a entrevista completa (em inglês) no link a seguir.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de junho de 2012

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias

As novas caras do metalAs novas caras do metal
Mais 40 bandas que você deve conhecer

LoudwireLoudwire
As dez melhores bandas da era Grunge

Iron MaidenIron Maiden
Bruce Dickinson diz não haver muito diálogo na banda

5000 acessosOut: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revista5000 acessosSlipknot: 12 histórias que retratam o quão insana a banda é5000 acessosElvis Presley: A filmografia do Rei do Rock5000 acessosRaul Seixas - Perguntas e Respostas5000 acessosMarcel Castro: De ingressos e tour-books a guitarras autografadas5000 acessosRegis Tadeu: "Roots" do Sepultura e o mimimi dos metaleiro troo

Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online