Dynahead: vocalista do grupo em entrevista ao Road to Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Eduardo Macedo, Fonte: MS Metal Press, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

O vocalista do DYNAHEAD, Caio Duarte, recentemente concedeu uma elucidativa entrevista ao zine Road To Metal, na qual falou sobre o atual estado do mercado musical no Brasil. Confira abaixo alguns trechos:

Metal Hammer: dez capas que provocam ânsia de vômitoKiko Loureiro: ele intimidou Chris Adler quando mostrou CD solo

Road to Metal: "Unknown", a primeira demo, já mostrava um trabalho único, mas muitas criticas apontavam como uma banda que exagera na dosagem de vários estilos musicais. Isso em algum ponto chegou a preocupar vocês, o fato de muitos bangers não entenderem a proposta do grupo inicialmente?

Caio Duarte: Tanto não nos preocupa que de lá pra cá só aumentamos nosso experimentalismo (risos). Gostamos de confrontar essa mentalidade conservadora, o Rock e o Metal nunca foram provincianos! Todos os estilos musicais surgiram da experimentação, do ímpeto criativo. Infelizmente muita gente acha que esse trabalho não deve continuar, e que a função da música no século XXI é reproduzir os padrões do século passado, mas isso não passa de um pensamento colonial criado pelo mercado.

Road to Metal: O mercado internacional soa muito mais receptivo para a sonoridade do DYNAHEAD, certo? O que justifica essa triste realidade? Sendo você, Caio Duarte, um produtor, como você avalia o mercado musical nacional que ignora bandas excelentes e engole verdadeiras aberrações coloridas?

Caio Duarte: Muitas coisas justificam essa realidade, mas a principal é a submissão cultural do brasileiro à mídia e ao que vem de fora. A mídia pode fazer praticamente qualquer coisa vender se quiser: Agora são os coloridinhos, mas poderia ser qualquer outra coisa. A cultura popular é totalmente dominada pelo corporativismo.

Como produtor eu enxergo que existe música enquanto mercadoria: Os emos, duplas sertanejas, pop stars, são produtos fabricados e vendidos como sapatos ou brinquedos. Isso é música que movimenta a economia e alimenta famílias, e mesmo discordando muito dos mecanismos pelos quais isto é 'injetado' no gosto popular, não posso culpar um músico que toca algo assim para pagar as contas.

Mas também existe música artística, feita por paixão, criatividade: Antigamente esse nicho também era rentável, agora não é mais. O que me incomoda é que nesse universo ainda tem muita gente com mentalidade comercial, querendo ganhar dinheiro e colocando o mercado acima da música, o que no underground chega a ser estúpido. São essas pessoas que geram as modinhas, rivalidades, e a longo prazo afundam tudo.

Para conferir a entrevista de Caio Duarte na íntegra, basta acessar o link abaixo:

http://roadtometal.blogspot.com/2011/11/entrevista-dynahead-complexidade-e.html

O novo trabalho do DYNAHEAD, "Youniverse", já se encontra disponível, possui formato em digipack e foi oficialmente lançado no Brasil no dia 25 de abril pela MS Metal Records, contando ainda com a distribuição de uma das principais gravadoras do Rock/Metal atuantes no país, a Voice Music.

A versão virtual de "Youniverse" se encontra sendo distribuída na rede através do selo DigMetalWorld.

O DYNAHEAD continua montando sua agenda para shows para a próxima turnê em suporte ao seu segundo álbum. Para mais informações de como ter um dos principais representantes do Metal nacional em sua cidade, basta enviar um e-mail para contato@msmetalpress.com.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Dynahead"


Thrash Metal: 20 bandas brasileiras de qualidade inquestionávelThrash Metal
20 bandas brasileiras de qualidade inquestionável

Metal Brasileiro: 10 bandas recomendáveis fora o SepulturaMetal Brasileiro
10 bandas recomendáveis fora o Sepultura


Metal Hammer: dez capas que provocam ânsia de vômitoMetal Hammer
Dez capas que provocam ânsia de vômito

Kiko Loureiro: ele intimidou Chris Adler quando mostrou CD soloKiko Loureiro
Ele intimidou Chris Adler quando mostrou CD solo

Iron Maiden: as 20 melhores músicas da Era de OuroIron Maiden
As 20 melhores músicas da "Era de Ouro"

Bateria: imagine se ele tocasse um equipamento mais decenteBateria
Imagine se ele tocasse um equipamento mais decente

Blasfêmias?: Rockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e DeusBlasfêmias?
Rockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e Deus

Linkin Park: o sucesso e a depressão, a triste história da bandaLinkin Park
O sucesso e a depressão, a triste história da banda

O $onho de Azoff: GN'R e Van Halen juntos em turnê nos EUAO $onho de Azoff
GN'R e Van Halen juntos em turnê nos EUA


Sobre Eduardo Macedo

Teve a felicidade de descobrir o Metal com um álbum de um grupo nacional, Theatre Of Fate dos paulistanos do Viper. Atuante no cenário nacional, Eduardo Macedo administra a empresa de assessoria de imprensa MS Metal Press, juntamente com seu trabalho de redator para o site Portal Novo Metal e para a revista Lucifer Rising, esta última voltada ao que existe de melhor no Metal extremo mundial. Amante de todas as vertentes do Metal, Eduardo tem como foco o cenário brasileiro, onde já contribuiu como vocalista das bandas Tharsis e Veuliah, além de ser um colecionador incondicional de todo material lançado por bandas tupiniquins.

Mais matérias de Eduardo Macedo no Whiplash.Net.