Pussy Riot: ministro russo chama Madonna de ex-p...

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: huffingtonpost.
Enviar Correções  

Na Rússia, o ano ainda é 1964. O ministro russo Dmitri Rogozin chamou MADONNA de "p. velha", por ela ter pedido a libertação das membros da banda punk PUSSY RIOT. Na verdade, p. seria a letra russa б, correspondente a um b, primeira letra de Bitch (puta em inglês).

O que Rogozin tuitou foi:

"Каждая бывшая б. с возрастом стремится читать всем лекции о морали. Особенно во время зарубежных турне и гастролей"

publicidade

Algo como:

"Cada ex-b. com a idade, tende a dar lições de moral sobre a moralidade. Especialmente durante a turnê no exterior"

Maria Alyokhina, 24, Nadezhda Tolokonnikova, 22, e Yekaterina Samutsevich, 29, podem pegar até três anos de prisão, sob a acusação de vandalismo motivados por ódio religioso, por invadir o altar da Catedral do Cristo Salvador, em 21 de fevereiro, e cantar "Virgem Maria, mande o Putin para longe!" duas semanas antes de Vladimir Putin ganhar a presidência da Rússia pela terceira vez.

publicidade

O caso provocou indignação internacional - particularmente entre grupos de direitos humanos - e os russos têm aparecido divididos sobre o assunto, como @bezdomny20012 que disse "É melhor ser uma ex-puta, do que um ex-patriota", de acordo com uma tradução do HuffPost.

MADONNA não é a única estrela que apoia a PUSSY RIOT. YOKO ONO e a cantora eletro-pop PEACHES manifestaram a sua simpatia.

publicidade



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Fotos de Infância: Dave Mustaine, do MegadethFotos de Infância
Dave Mustaine, do Megadeth

Jimi Hendrix: Ele participou de um vídeo de sexo explícito?Jimi Hendrix
Ele participou de um vídeo de sexo explícito?


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin