Abril Pro Rock 2015: anunciando primeiras atrações

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Ver Acessos

O festival chega a sua 23ª edição e confirma seis bandas da programação.

"Você precisa superar o Rock'n Roll", sugere com ironia a música de trabalho do novo álbum do PATO FU. Cheia de guitarras e com videoclipe que mostra o veterano guitarrista do grupo, John Ulhoa, andando de skate com vários amigos quarentões, a música trata de uma suposta dicotomia entre o rock e a maturidade. Chegando à sua 23ª edição, o Abril pro Rock aposta nesta mesma pegada para compor a sua grade de atrações: o rock é a principal referência para as duas noites de shows no Chevrolet Hall, nos dias 24 e 25 de abril.

Rockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmesSimone Simons: a nudez na capa de Divine Conspiracy

Além dos mineiros do PATO FU, a lista de atrações confirmadas inclui a banda FAR FROM ALASKA (RN), o peso europeu da MARDUK (Suécia) e da CORONER (Suíça) e as bandas de hardcore CAMBIO NEGRO HC (PE) e
DEAD FISH (ES). O festival é apresentado pela Petrobras, e tem incentivo do Governo de Pernambuco, Prefeitura do Recife, Copergás e Pitu. A realização é da Astronave Iniciativas Culturais.

"Até ano passado, o festival vinha numa linha de MPB contemporâneo para a primeira noite, mas percebemos que concorríamos com alguns festivais da cidade, como Porto Musical, e até com a programação do carnaval. Este ano, a curadoria se concentra na origem do que é o Abril: dar espaço para bandas novas, agradar ao público jovem e também focar numa programação mais rock", afirma Paulo André Pires, idealizador do APR.

A banda FAR FROM ALASKA está entre as atrações da noite de sexta. O grupo, que também está confirmado no Festival Lollapalooza, lançou o álbum ModeHuman em 2014 pelo selo DeckDisk. "ModeHuman" figura nas principais listas de melhores do ano e é apontado como revelação pela Revista Rolling Stone e também pelo site da MTV. A banda se define "com influências tão diversas quanto controversas, resultando em uma proposta no mínimo interessante. O que dá pra garantir é que é rock".

Lançando o novo disco "Não Pare Para Pensar" com pegada mais rock dos que os trabalhos anteriores, o PATO FU toca pela quarta vez no Festival. A presença da banda endossa a ideia da noite da sexta ser mais voltada para o rock, mas ainda atrair um público que busca artistas com características mais ligadas ao pop.

Para a tradicional noite dos "camisas pretas", o festival confirma quatro atrações pesadas: CAMBIO NEGRO HC (PE), com show do disco clássico da música pernambucana "O Espelho dos Deuses", que completa 25 anos. Do Espírito Santo e lançando o novo disco "Vitória", DEAD FISH vem ao festival com toda a força dos fãs, que realizaram uma vaquinha virtual inédita para bancar a gravação do álbum. O festival também anuncia suas primeiras atrações internacionais: MARDUK (Suécia) e CORONER (Suíça). A primeira é um dos expoentes do Black Metal e está em turnê pelo Brasil divulgando o álbum "Frontschwein", recém-lançado. Os suíços, por sua vez, seguem a linha do Thrash Metal e são conhecidos pelo apuro técnico e complexidade das suas composições.

MÚSICA, ARTE E FORMAÇAO- Pelo quarto ano consecutivo, o APR apresenta a mostra Pôster Arte Design, com uma verdadeira memorabília que conta a história da música não só do festival, mas de bandas nacionais e internacionais. São cerca de cem obras entre quadros, cartazes, posters e gravuras, com materiais raros e curiosos. O local da mostra ainda será confirmado. Além da Pôster Arte Design, o APR realiza pelo sexto ano uma série de oficinas que abrangem o universo musical ligado a outras artes, entre design, produção, audiovisual e fotografia. Até o dia 10 de março serão anunciadas as inscrições e oficinas de 2015.

SERVIÇO:
Petrobras apresenta: ABRIL PRO ROCK 2015
24 e 25 de Abril de 2015
Chevrolet Hall - Recife/PE
Ingressos: R$ 30 (meia entrada) / R$40 + 1kg de alimento não perecível (social) / R$60 (inteira) - em breve abertura de vendas dos ingresso.
Patrocínio: Petrobras, Fundarpe / Governo de Pernambuco, Prefeitura do Recife, Copergás, Pitu.
Realização: Astronave Produções

SOBRE AS BANDAS:

PATO FU
O grupo mineiro acaba de lançar o álbum "Não Pare Para Pensar", depois de um hiato de sete anos em que os músicos se dedicaram a projetos paralelos e aos shows do espetáculo Música de Brinquedo, voltado para o público infantil. Conhecidos pelo apelo pop-rock de suas canções na voz doce da vocalista Fernanda Takai em contraste com as experimentações sonoras de John Ulhoa, o grupo chega ao décimo primeiro álbum de estúdio com uma nova formação (além de Takai e Ulhoa, o baixista Ricardo Koctus continua na banda, junto com o tecladista Lulu Camargo e o baterista Glauco Mendes). Esta é a quarta apresentação do Pato Fu no festival (eles já subiram ao palco do APR em 1995, 1997 e 2010).

FAR FROM ALASKA
O grupo é uma das grandes promessas da nova música do nordeste e vem chamando a atenção da crítica e de músicos conceituados como Shirley Manson, vocalista da banda americana Garbage, que recomendou a música Thievery nas suas redes sociais. O álbum ModeHuman, lançado em 2014 pelo selo DeckDisk, mistura o peso das guitarras com programações eletrônicas e a presença vocal de Emily Barreto e figura nas principais listas de melhores do ano e é apontado como revelação pela Revista Rolling Stone e também pelo site da MTV. Além do Abril pro Rock, o FFA também está no line-up do Festival Lollapalooza, que acontece em março, em São Paulo.

DEAD FISH
Com mais de vinte anos de carreira, o Dead Fish escreve mais um capítulo do hardcore nacional ao gravar, com a ajuda dos fãs em uma campanha de Crownd Funding, o álbum Vitória, que será lançado no Abril pro Rock. Formada na década de 1990, o grupo do Espírito Santo é um dos nomes mais fortes do hardcore melódico nacional e volta ao APR depois de tocarem em 2003, 2005 e 2010 (no APR Club).

CAMBIO NEGRO HC
O Câmbio Negro HC volta ao Abril para celebrar os 25 anos de lançamento do álbum "O Espelho dos Deuses" (1990), primeiro LP de Hardcore gravado no Norte e Nordeste e que carrega o peso de ser uma das principais referências do gênero no Brasil. Originalmente formado em 1983, o CNHC é responsável por movimentar a cena underground com shows, festivais e eventos que possibilitaram a formação de uma cena alternativa no Recife.

MARDUK
Comandada pelo guitarrista Evil (Morgan Steinmeyer Håkansson), a banda de Black Metal da Suécia é reconhecida como um dos expoentes do gênero. Na ativa desde 1990, o grupo tem 13 álbuns de estúdio e está no Brasil em turnê de divulgação de Frontschwein, trabalho recém-lançado. A formação que vem ao APR ainda conta com o baixista e guitarrista Devo (Magnus Andersson), que tocou com a Marduk entre 1992 e 1994.

CORONER
A Coroner é conhecida como um das precursoras do Thrash Metal em sua vertente mais técnica e pelo apuro nas letras que abordam temas políticos. O trio de músicos suíços aposta numa musicalidade intricada e a complexidade das composições aproximam o grupo do rock progressivo. O ápice criativo da Coroner durou entre 1986 e 1993, quando lançaram cinco álbuns de estúdio variando entre o Speed e o Thrash. A banda terminou em 1995 e voltou a se reunir em 2010 e é inédita no Brasil.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Abril Pro Rock"Todas as matérias sobre "Marduk"Todas as matérias sobre "Coroner"Todas as matérias sobre "Far From Alaska"Todas as matérias sobre "Pato Fu"Todas as matérias sobre "Dead Fish"Todas as matérias sobre "Cambio Negro HC"


Marduk: festival cancela show por falta de profissionalismoMarduk
Festival cancela show por "falta de profissionalismo"

Marduk: guitarrista tem pedaços do crânio de DeadMarduk
Guitarrista tem pedaços do crânio de Dead


Rockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmesRockstars
18 roqueiros que já apareceram em filmes

Simone Simons: a nudez na capa de Divine ConspiracySimone Simons
A nudez na capa de Divine Conspiracy


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin