Iron Maiden: Paul Di'Anno adora as músicas do primeiro álbum, mas odeia a produção

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Eon Music
Enviar Correções  

O vocalista Paul Di'Anno falou, em entrevista ao Eon Music, sobre os trabalhos iniciais do Iron Maiden. O frontman da banda entre 1978 e 1981 disse que o primeiro álbum, autointitulado, tem boas músicas, mas deixa a desejar na produção.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O entrevistador comentou que é de conhecimento público que o baixista e líder do Maiden, Steve Harris, não gosta da produção do primeiro álbum da banda. A função foi assumida por Wil Malone.

"Ele (Steve Harris) não é o único", respondeu Di'Anno. "Amo as músicas, mas não suporto a gravação. As músicas são incríveis, mas para fazer justiça a elas, teria de ser regravado. Não remasterizado: regravado. Wil Malone era engenheiro de som de MIke Oldfield ou algo assim e isso me irrita, porque falta algo ali", completou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para o vocalista, a produção do primeiro álbum do Iron Maiden "é como pintar uma imagem que não dá toda a glória". "Nesse álbum, as músicas são de impressionar. Como primeiro disco, é brilhante, mas a produção decepciona", disse.

A banda chegou a ouvir todo o material na sala de mixagem e "parecia bom", segundo Di'Anno". "Quando foi lançado... acho que estávamos empolgados demais. Pensando friamente alguns dias depois, vimos que a produção não era tão boa, mas era tarde demais para fazer algo a respeito", afirmou.

Apesar disso, a estreia do Maiden fez sucesso e chegou à quarta posição das paradas do Reino Unido. "Lembro de Rod Smallwood (empresário) chegando, pois estávamos em turnê, e falando no camarim que estávamos em quarto lugar. Foi incrível", disse.

Di'Anno revelou, ainda, que um dos acertos do debut da banda foi a capa. "Steve e eu olhamos e pensamos: 'caramba, olha isso, é ótimo!'. Falei para ele imaginar quando alguém estiver em uma loja de discos e acabar passando por essa capa, que pula direto na frente. Decidimos mantê-la e se não me engano, fui eu quem apelidei o mascote de 'Eddie, Eddie The Head'", afirmou.

publicidade

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Humor: Não basta um machado na mão para ser Black MetalHumor
Não basta um machado na mão para ser Black Metal

Mascotes do Metal: os dez maiores segundo The GauntletMascotes do Metal
Os dez maiores segundo The Gauntlet


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 CliIL WhiFin Goo336