Symphonic Metal: Alguns lançamentos que se destacaram em 2016

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por André Floyd, Fonte: Confraria Floydstock, Press-Release
Enviar correções  |  Comentários  | 

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

2016 foi um bom ano para os amantes do symphonic metal, sobretudo no seu segundo semestre onde as bandas mais proeminentes do estilo lançaram ótimos discos. Abaixo listo alguns deles.

773 acessosEpica e Lacuna Coil: vocalistas trocam participações em seus shows5000 acessosPlanet Rock: 40 melhores discos ao vivo de todos os tempos

Junho:

Tarja Turunen - "The Brightest Void"

Uma prequência do grande lançamento da rainha do metal lírico que chegaria dois meses mais tarde, o álbum "The Shadow Self". Destaque para as canções "No Bitter End", carro-chefe deste trabalho e mais "House of Wax", um cover do beatle Paul McCartney; "Goldfinger", tema da franquia cinematográfica 007; e "Paradise (What About Us?)", um dueto com a frontwoman da banda Whithin Temptation, Sharon Den Adel.

Julho:

Wolf Hoffmann - "Headbangers Symphony"

O guitarrista e líder da banda Accept, icônica do heavy metal tradicional, aqui mergulhou com seu instrumento no mundo da música clássica e nos brindou com um disco de extremo requinte e categoria, revisitando grandes obras-primas, tais como "Je Crois Entendre Encore", "Adagio", "Swan Lake" e a quadragésima de Mozart. Peso e lírico unidos com maestria.

Agosto:

Tarja Turunen - "The Shadow Self"

Depois de aquecer seu público com o disco "The Brightest Void" de dois meses antes, a soprano mais famosa dos headbangers lançou o seu trabalho principal deste ano, o ótimo "The Shadow Self", contendo a boa parceria vocal com a vocalista Alissa White-Gluz, do Arch Enemy. Outros destaques são as belas canções "Innocence", que abre o trabalho, a soberba interpretação em "Supremacy", cover da banda Muse, onde Tarja não economiza seus nobres agudos.

Delain - "Moonbathers"

A banda holandesa lançou no fim de agosto este trabalho pra lá de denso, pesado e de muito bom gosto. A cantora Charlotte Wessels está sensacional neste trabalho, presente como compositora em quase toda a obra e se firmando como um grande nome do estilo. "The Glory and the Scum", lançada anteriormente como single, da o tom do disco, que traz ainda as boas pancadas em "Hands of Gold", com Alissa White-Gluz, "Suckerpunch", "Scandal" (Queen cover) e "Danse Macabre".

Setembro:

Epica - "The Holographic Principle"

O nono mês do ano fechou com o lançamento do álbum que na minha opinião fora o melhor do ano na categoria symphonic metal. "The Holographic Principle" me soou um primor e convenceu pelo menos a mim que o Epica tem toda a autoridade musical para ser o melhor respresentante deste segmento. Pela primeira vez o grupo gravou com uma orquestra completa no estúdio. Destaques para as pedradas "Edge of the Blade" e "Universal Death Squad", lançadas previamente como singles e clipes e para as magnânimas "Divide and Conquer", "Beyond the Matrix" e a faixa-título "The Holographic Principle - A Profound Understanding of Reality", esta a melhor música deste segmento que já conheci.

Novembro - Sirenia - "Dim Days Of Dolor"

Após uma controversa demissão da vocalista Aylin Garcia Gimenez, a banda nórdica Sirenia apresentou sua nova frontwoman, a francesa Emmanuelle Zoldan ao eu público e ela não decepcionou. A mezzo-soprano trouxe sua voz mas densa e rascante, fazendo com que o som da banda ganhasse em força e solidez. Destaques para a faixa-título, "The 12th Hour" e "Fifth Column".

Dark Sarah - "The Puzzle"

Os finlandeses nos trouxeram no mês passado este ótimo lançamento. Segundo de estúdio da carreira, "The Puzzle traz uma excelente cantora, a soprano Heidi Parviainen com sua bela e competente voz em um trabalho repleto de boas canções. Destaques para "Island The Mist", "Deep And Deeper", "Aquarium" (dueto com Charlotte Wessels) e "Rain" (dueto com Manuela Kraller).

E 2017 promete muito som bom dentro do metal lírico-pesado já com os anunciados vindouros álbuns de Xandria, "Theater Of Dimensions", previsto para o fim de janeiro e o novo do Edenbridge, "The Great Momentum", que chegará em fevereiro.

Muitos desses sons entre outros do gênero vocês podem ouvir na minha playlist "Pesarmônica".

André Floyd - Confraria Floydstock.

Comente: Quais os melhores lançamentos de Symphonic Metal de 2016 na sua opinião?

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores. :-)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 23 de dezembro de 2016


773 acessosEpica e Lacuna Coil: vocalistas trocam participações em seus shows2653 acessosMulheres que cantam Metal: estúdio/ao vivo, expectativa e realidade1533 acessosEpica: Mark Jansen sentindo-se pressionado com o tamanho da banda675 acessosEpica: vídeo para a faixa "Immortal Melancholy"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Epica"

Simone SimmonsSimone Simmons
"Tenho cérebro, não sou apenas peitos e bunda"

Simone SimonsSimone Simons
"Rammstein me faz querer mexer a bunda"

Pouca vergonhaPouca vergonha
Blog elege as melhores capas com "nudez"

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores0 acessosTodas as matérias sobre "Tarja Turunen"0 acessosTodas as matérias sobre "Delain"0 acessosTodas as matérias sobre "Epica"0 acessosTodas as matérias sobre "Sirenia"


Planet RockPlanet Rock
Os 40 melhores álbuns ao vivo de todos os tempos

Lars UlrichLars Ulrich
O motivo pelo qual o Big Four tocou "Am I Evil"

Guns N RosesGuns N' Roses
De 1994 a 2008, a saga do álbum mais caro da história

5000 acessosCovers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo5000 acessosOs estranhos relacionamentos de Janis Joplin5000 acessosGuns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com Axl5000 acessosMyles Kennedy: os 10 discos que mudaram a vida dele5000 acessosO Metaleiro: 10 tipos diferentes de Metaleiro5000 acessosGuns N' Roses e Metallica: os problemas e as festas da turnê conjunta

Sobre André Floyd

Amante e ouvinte constante de música. Editor do blog Confraria Floydstock.

Mais matérias de André Floyd no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online