Coverdale/Page: O que deu errado com a parceria em 1993?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 


2182 acessosDream Theater: 10 dos melhores covers tocados pela banda5000 acessosHeavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregos

JIMMY PAGE e DAVID COVERDALE, dois veteranos ávidos para se estabelecerem fora de suas respectivas bandas de sucesso, juntaram suas forças no álbum ‘Coverdale/Page’, que foi lançado no dia 15 de Março de 1993.

Page havia passado a maior parte da década anterior procurando por seu lar pós-Led Zeppelin, e só conseguindo lançar três álbuns: dois pela banda de PAUL RODGERS, THE FIRM, e um por seu projeto solo, ‘Outrider’, em 1988. Ele também compôs a trilha sonora para o segundo episódio da série cinematográfica ‘Desejo De Matar’, em 1982.

Coverdale, enquanto isso, tinha desmontado o WHITESNAKE perto do auge do sucesso da banda no fim dos anos 80, cansado de tentar se encaixar numa indústria onde ‘os aspectos periféricos de ser um músico – os vídeos,a imprensa, a maquilagem – estavam de repente tornando-se mais importantes do que compor e cantar’,como o ex-vocalista do DEEP PURPLE lembra em ‘Light & Shade: Conversations With Jimmy Page’.

Com ambos os artistas contratados pela Geffen Records, não demorou muito para que o executivo John Kalodner sugerisse que a dupla trabalhasse junta. Ignorando as alfinetadas de seu ex-colega de banda Robert Plant – que apelidara o novo assecla de Page de ‘David Coverversion’, Page concordou em um encontro para ver como eles sedariam socialmente. Tal como ele contou a Brad Tolinski em ‘Light & Shade’, ‘Eu achei que se não pudéssemos conduzir uma conversa, não haveria como compormos juntos. Acabou que nos demos fabulosamente bem. ’

Aparentemente, essa química se estendeu ao processo de composição também, com Coverdale dizendo à revista JAM que a dupla acabou com entre 59 e 60 canções ao todo, incluindo uma [‘Shake My Tree’] baseada em um riff de guitarra que Page tinha tentado convencer seus colegas do Zeppelin a desenvolverem para o último álbum deles, ‘In Through The Out Door’, de 1979. ‘Ninguém, exceto por Bonzo [o baterista John Bonham] parecia entender de fato o que fazer com ele, então eu arquivei. Eu decidi retomá-lo, e David sacou tudo de prima.’

‘Coverdale/Page’ foi um sucesso platinado, e o primeiro single, ‘Pride And Joy’ foi um forte sucesso na rádio e na MTV, mas a dupla sofreu sim uma quantidade significante de críticas denotativas ao ‘clone do Zeppelin’. Com certeza há alguns riffs de blues bem genéricos e esquecíveis no disco, mas também há avanços plenamente respeitáveis no gênero, como a orquestração de guitarras em ‘Over Now’, o riff frenético de ‘Absolution Blues’ e em particular, a levada hipnótica e arrebatadora de ‘Easy Does It’.

No geral, a maior falta do álbum é que,ao contrário dos discos solo de Plant, Page ficou preso demais ao território cavado pela sua antiga banda, propiciando inevitáveis comparações com alguns dos maiores feitos da história do rock.

Qualquer chance maior de eles se estabelecerem como uma entidade totalmente distinta afundou quando uma turnê mundial planejada fora reduzida a apenas um punhado de shows no Japão, com Coverdale dizendo a Jam, “Todo o esquema para o projeto Coverdale/Page era ir direto para os teatros, pro palco, e nada, nem um sussurro, veio do empresário de Jimmy quando o álbum foi lançado. Foi um dos períodos mais destacadamente frustrantes de minha carreira profissional.”.

No ano seguinte, Page reuniu-se com Plant para a altamente bem-sucedida empreitada de turnê e álbum ‘No Quarter’, mas tanto ele como Coverdale tem boas memórias de seu tempo juntos. ‘Se eu recebesse uma ligação dele, perguntando se eu trabalharia com ele em um disco solo ou qualquer coisa, eu estaria lá num piscar de olhos. Eu pago pau pro cara e desejo a ele tudo de bom em sua vida’, explica Coverdale.

‘Não houve nenhuma palhaçada sob aspecto algum em como nós conduzimos aquilo’, resume Page. ‘Eu queria mostrar ao mundo que ainda estava vivo, e nesse sentido, foi um total sucesso.’

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Dream TheaterDream Theater
10 dos melhores covers tocados pela banda

1101 acessosHard Rock e Metal: em vídeo, os dez álbuns mais vendidos nos EUA662 acessosLed Zeppelin: Bonham é homenageado com placa em sua cidade natal747 acessosLed Zeppelin: advogados exigem que reclamantes paguem as custas1409 acessosThem Crooked Vultures: Grohl diz que banda deve retornar em breve0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Led Zeppelin"

Um por todos e todos por umUm por todos e todos por um
O making of de Led Zeppelin IV

Led ZeppelinLed Zeppelin
Os demos de Stairway to Heaven antes da gravação

WikimetalWikimetal
As melhores duplas do Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "David Coverdale"0 acessosTodas as matérias sobre "Jimmy Page"0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"0 acessosTodas as matérias sobre "Whitesnake"

Heavy MetalHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos

CinemaCinema
O melhor e o pior dos rockstars em filmes

Thrash MetalThrash Metal
As 10 melhores baladas de bandas do gênero

5000 acessosBandas: Por que ninguém está indo a seus shows?5000 acessosGóticas: 10 grandes bandas do gênero na Inglaterra dos anos 805000 acessosFama: 5 bandas que são grandes no exterior e nem tanto no Brasil5000 acessosBreaking Bad: produtor quer sequência com Slash e Val Kilmer5000 acessosRock in Rio: a Cidade do Rock que a TV não mostrou, parte 25000 acessosRunaways: Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim Fowley

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 16 de março de 2013
Post de 15 de março de 2016
Post de 15 de março de 2017

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online