Andromeda: Dark, brutal, enérgico e inteligente

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Júlio Oliveira, Fonte: MySpace, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

As origens do quinteto Andromeda datam de 1999 quando Johan enviou a demo "Welcome To Forever" à WAR-Music garantindo assim um contrato. No outono daquele mesmo ano o Andromeda nasceu com Thomas, Martin e Gert Daun juntamente com Johan que começaram a ensaiar as músicas que estariam presentes em "Extension Of The Wish".

Saúde: bater cabeça pode causar danos ao cérebroMetallica: sobre o que fala "For Whom The Bell Tolls"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em março de 2000 o Andromeda começou as gravações do álbum no Dug-Out studio com o produtor Daniel Bergstrand. Os vocais ficaram a cargo de Lawrence Mackrory, como músico contratado. Um mês mais tarde o disco foi mixado porém chegando às lojas apenas em fevereiro de 2001. Neste meio tempo a formação do Andromeda seria completada com o vocalista David que entrou para a banda em agosto de 2000, mês esse que foi usado para regravar os vocais. Duas novas faixas foram gravadas para um lançamento francês via NTS. O resultado de "Extension Of The Wish" foi um heavy intenso ainda assim com muita melodia e bastante progressivo, o que logo atraiu a atenção de revistas e fãs.

Para divulgar o CD, a banda embarcou em uma turnê pela Suécia na primavera, chegando até a Holanda em outubro daquele mesmo ano, para uma participação especial no ProgPower. Em fevereiro de 2001 o Andromeda dividiu o palco com o Evergrey na França e naquele momento a banda já estava pronta para gravar seu segundo álbum, o "II = I". As gravações continuaram no decorrer do ano tendo Martin como produtor. Em agosto o disco estava completo contendo músicas ainda mais complexas, contudo mantendo as características do primeiro disco que se tornaria a marca registrada do Andromeda.

Em 2003 o baixista Fabian Gustavsson substituiu Gert adicionando a parte final do quebra-cabeças poderoso que é o atual lineup do Andromeda.

Após o lançamento mundial, turnê e festivais, a banda começou a escrever material para o sucessor de "II=I", "Chimera", e na primavera de 2004 as gravações tiveram início. A banda queria dessa vez um som mais direto, embora considerem o novo material como um passo adiante para a banda, o que já havia sido aprovado pelos suecos e turcos quando músicas novas foram tocadas na turnê anterior.

O terceiro álbum foi mais uma vez produzido por Martin e contem todos os elementos que o Andromeda construiu em sua existência, ainda assim soando novo, como mais um capítulo em sua evolução musical. O lançamento ocorreu na primavera de 2006.

Seguindo a turnê que cruzou quase toda a Europa, veio o lançamento do seu primeiro DVD ao vivo, "Playing Off The Board", lançado em abril de 2007. O produto de alta qualidade foi recebido com excelentes reviews que confirmam toda a capacidade da banda.

O quarto e mais recente trabalho da banda chama-se "The Immunity Zone" e foi lançado mundialmente no outono de 2008. Mais forte que nunca o Andromeda chega a 2009 para mostrar aquilo que os fãs ainda não ouviram. Dark, brutal, enérgico e inteligente. Abra seus ouvidos e você também transcenderá através da multifacetada galáxia do Andromeda!

Discografia:
2008 - The Immunity Zone
2007 - Playing Off The Board (DVD)
2006 - Chimera
2004 - Final Extension
2003 - II=I
2001 - Extension Of The Wish




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Andromeda"


Saúde: bater cabeça pode causar danos ao cérebroSaúde
Bater cabeça pode causar danos ao cérebro

Metallica: sobre o que fala For Whom The Bell TollsMetallica
Sobre o que fala "For Whom The Bell Tolls"


Sobre Júlio Oliveira

Recifense, atualmente divide seu tempo entre trabalhar em Copenhague (Dinamarca) e morar/estudar em Malmö (Suécia). Começou a escutar Metal no início dos anos 90 com os companheiros do Colégio da Polícia Militar e desde então não parou mais, mas nunca se restringindo a um estilo, mas à qualidade da musica em questão. Resolveu começar a colaborar com o site depois de anos lendo as noticias trazidas por outros. "Tava na hora de eu dar minha colaboração também...".

Mais matérias de Júlio Oliveira no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336