Megadeth & Slayer: King e Dave falam da simbiose entre as bandas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto abaixo é a tradução de um segmento de autobiografia do baixista do MEGADETH, DAVE ELLEFON, ‘My Life With Deth – Discovering Meaning In A Life of Rock & Roll’, escrita em parceria com Joel McIver [e sem data para lançamento em português] e que relata a breve passagem do guitarrista do SLAYER, KERRY KING, pela banda de Dave Mustaine em 1984.

12 acessosHeavy Metal Finlandês: a história contada por cineastas brasileiras5000 acessosAs regras da NWOBHM

[...] Fizemos alguns shows com KERRY KING do SLAYER na guitarra no começo de 1984. Ele tinha uma guitarra B.C. Rich, do que gostamos, porque significava que ele estava pensando como nós. Havíamos considerado alguns outros guitarristas, incluindo aí JIM DURKIN do DARK ANGEL, mas Kerry foi o único que veio e acertou as músicas de cara. Eu me lembro de Dave mostrar uns riffs a ele – coisas realmente complexas – e Kerry os reproduziu instantaneamente e os tocou de volta para Mustaine, nota por nota. Eu fiquei embasbacado. Era como se ele tivesse parte do DNA de Dave. Até hoje, Kerry é um dos melhores guitarra-base que já passou pelo Megadeth.

Kerry King:

“Eu encontrei David pela primeira vez algumas semanas antes de eu tocar em cinco shows com o Megadeth, em idos de Fevereiro de 1984. Eu fiquei empolgado com aquilo: eu entrei para a banda porque eu tinha visto Mustaine tocar com o METALLICA e fiquei de fato impressionado. Eu achei que ele sabia tocar pra valer, e quando ouvi dizer que ele estava procurando por um guitarrista, eu pensei em tentar porque, a meus olhos, ele era fabuloso. Ellefson era um baixista muito bom. Ele sempre foi um cara legal, e ele sempre foi autêntico. Eu realmente curtia o material antigo do Megadeth.”

Depois daqueles primeiros shows do Megadeth na Bay Area em Fevereiro e Abril de 1984, eu pude ver que o fogo de reativar o Slayer estava mesmo vivo nos olhos de Kerry. Foi como se os shows na Bay Area com a gente tivessem aberto os olhos dele para outro modo de fazer aquilo, diferente de como as coisas eram feitas em Los Angeles, com penteados, maquilagem, cintos com rebites, e por aí vai. Eu realmente acredito que aqueles shows com Kerry estabeleceram um novo rumo para que ele revigorasse o Slayer e permitisse que eles se tornassem o fenômeno mundial que eles são hoje.

Então Kerry voltou para o Slayer, e, mais uma vez, éramos só eu e Dave. [...]o -

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

MegadethMegadeth
Fãs só se identificaram com 3 guitarristas, segundo Mustaine

12 acessosHeavy Metal Finlandês: a história contada por cineastas brasileiras35 acessosEm 31/03/1962: Nasce Jeff Scott Young (Megadeth)9 acessosEm 06/03/1970: Nasce Chris Broderick (Megadeth, Act Of Defiance)1831 acessosMegadeth: Youthanasia, um dos discos que mudou minha vida0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

SoulflySoulfly
David Ellefson fala de seu período na banda de Max

MegadethMegadeth
Assista "Holy Wars" com câmera na guitarra de Kiko

MegadethMegadeth
Dimebag e Vinnie Paul quase entraram na banda

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"


HumorHumor
As 101 regras para ser um fã da NWOBHM

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Joey Jordison, do Slipknot, muito antes da fama

Music RadarMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos

5000 acessosDebandados: saíram de uma banda e formaram outras de igual pra melhor5000 acessosSeparados no nascimento: Dave Mustaine e Mika Hakkinen5000 acessosIron Maiden: Bruce Dickinson e sua preferência pelo Brasil5000 acessosMegadeth: Dave Mustaine conta qual o seu riff favorito5000 acessosIron Maiden: Bruce reclama de fã que não largava o smartphone durante o show5000 acessosStephen King: blog elege Top 5 das canções inspiradas em sua obra

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online