Varg: "assim como respeito outros, quero que me respeitem"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal e Diego Camara, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

Uma foto da casa de Varg Vikernes em Bø, uma municipalidade em Telemark, Noruega, pode ser conferida abaixo.

Opinião: Varg, o Vampetaço e o dilema de separar a obra do artista

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?

Varg Vikernes é o criador do BURZUM e atualmente está cumprindo pena pelo assassinato do guitarrista Oystein Aarseth, conhecido como Euronymous, em 1993, e por incendiar três igrejas. Ele comprou a fazenda no ano passado e planeja passar seu tempo na propriedade com sua esposa francesa e filho, os quais já estão vivendo na casa.

"Assim como respeito outros, quero que me respeitem," disse Varg ao Varden.no no verão passado. "Nós somos realmente pessoas comuns, e não queremos mais atenção que qualquer um."

Apesar de sua condicional ter sido negada quatro vezes - sendo a última vez em Setembro de 2008 - Varg poderá andar livremente - ele disse ao jornal norueguês Dagbladet.

"Eu terei que permanecer em contato com o oficial da condicional por um ano - inicialmente a cada duas semanas, e então uma vez por mês," disse Varg.

Nos últimos anos, Varg teve a permissão para deixar a prisão regularmente para caminhar em Tromsø, Noruega (onde a prisão está localizada) e visitar sua família.

No ano passado foi noticiado que as pessoas que trabalham no caso no Ministério da Justiça temiam que Varg não seria capaz de se ajustar à vida fora da prisão após anos na cadeia.

"Estou pronto para a sociedade - e estive por muitos anos," disse Varg ao Dagbladet em Julho do ano passado. "Aprendi com meus erros e estou mais velho. Agora só quero estar junto de minha família."

Ele acrescenta: "Minha mente nunca estava na prisão. Eu penso todo o tempo no que devo fazer no primeiro dia que estiver livre".

"Eu mal tenho visto meu filho desde que ele veio ao mundo. Apesar de ouvir sua voz no telefone quase todos os dias, é difícil não estar presente enquanto ele está crescendo.

"Sinto falta da minha família. E espero pelo dia que poderei trabalhar em minha fazenda, criar música, escrever livros e estar com minha esposa e filhos todo o tempo - e viver uma vida normal.

"Recebo um tremendo apoio da minha família. Isso significa bastante".



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Opinião: Varg, o Vampetaço e o dilema de separar a obra do artistaOpinião
Varg, o Vampetaço e o dilema de separar a obra do artista

Taylander8: precisamos falar sobre Varg Vikernes (vídeo)

Ratos de Porão: João Gordo aprova a zoeira com Varg VikernesRatos de Porão
João Gordo aprova a zoeira com Varg Vikernes

Varg Vikernes: ele teve que trancar conta no Twitter após Vampetaço de brasileirosVarg Vikernes
Ele teve que trancar conta no Twitter após "Vampetaço" de brasileiros

Varg Vikernes: ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como inferioresVarg Vikernes
Ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como "inferiores"

Em 10/08/1993: Varg assassinava Euronymous, em um episódio macabro do metalEm 10/08/1993
Varg assassinava Euronymous, em um episódio macabro do metal

Pseudônimos no Black Metal: De entidades pagãs a O Senhor dos AnéisPseudônimos no Black Metal
De entidades pagãs a O Senhor dos Anéis


Black Metal: em vídeo, uma turnê pela loja do Euronymous na NoruegaBlack Metal
Em vídeo, uma turnê pela loja do Euronymous na Noruega

Venom: Matar pessoas não é entretenimentoVenom
"Matar pessoas não é entretenimento"


Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?Slash
Por que ele usa óculos escuros o tempo todo?

Guitarpedia: Os 10 riffs de guitarra mais complicados da históriaGuitarpedia
Os 10 riffs de guitarra mais complicados da história


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre Diego Camara

Mais matérias de Diego Camara no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin