Matérias Mais Lidas

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemVeja diz que David Coverdale só passa vergonha nas redes sociais

imagemKerry King explica por que não assumiu o posto de guitarrista do Megadeth

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemCuecão de couro: Rob Halford posa com suas "great balls of fire" em camarim

imagemAvenged Sevenfold e o álbum do Guns N' Roses que deveria ser mais valorizado

imagemPróximo disco do Avantasia será lançado em outubro; confira capa e tracklist

imagemMike Portnoy e a música do Rush que virou um grande sucesso do Guns N' Roses

imagemNergal diz que Behemoth é mais que anti-religião e emociona-se com LGBTQ e aborto

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemCinco álbuns que serão lançados no segundo semestre de 2022 e merecem a sua atenção

imagemCinco músicas que são covers, mas você acha que são as versões originais - Parte 2

imagemA resposta de John Lennon quando perguntado se retornaria aos Beatles em 1975


Stamp

Burzum: Varg Vikernes critica o filme "Lords Of Chaos"

Por César Enéas Guerreiro
Fonte: BraveWords
Em 22/12/09

Nota: uma outra versão desta matéria, menos completa, foi postada no Whiplash! algumas horas atrás.

O líder do BURZUM, Varg Vikernes, postou em seu website um comentário sobre o filme "Lords Of Chaos", baseado no livro de mesmo nome de Michael Moynihan e Didrik Soderlind, que fala sobre o início da cena Black Metal na Noruega e detalha a série de incêndios de igrejas e assassinatos que ocorreram no país em 1993.

"A primeira pergunta que me ocorreu quando soube dos planos para o filme ‘Lords of Chaos’ foi ‘Por quê’? Por que diabos alguém iria querer fazer um filme baseado num livro inútil? Como isso poderia ser possível se o livro é composto de nada além de várias entrevistas mal feitas acrescentadas de alegações infundadas, além de teorias absurdas e totalmente ignorantes criadas pelos autores? Quando vi que eu era um personagem no filme, fiquei ainda mais perplexo e minha pergunta seguinte foi: ‘Eles podem fazer isso?’ Eles nunca pediram minha permissão para usar meu nome ou minha história.

Agora eles estão aparentemente baseando a história do filme não em minha história, mas na do livro ‘Lords of Chaos’. Mas, infelizmente, a história de ‘Lords of Chaos’ não é apenas absurda, incoerente e totalmente contraditória, mas também não possui informação alguma em relação às vidas e personalidades das pessoas que foram incluídas como personagens no filme. Alguém poderia pensar que seria impossível que alguém fizesse um filme baseado nesse livro mas, é claro, se você simplesmente preencher as lacunas você mesmo...

Enquanto escrevo isto estou sorrindo, porque isso tudo é engraçado. De uma maneira bizarra e estranha, realmente é. Eles basearam o filme numa história fictícia que é baseada em fatos reais e muito mal escrita por dois amadores ignorantes, depois escrevem um roteiro sem nem mesmo falar com alguém que poderia saber algo sobre a história na qual os dois amadores ignorantes basearam a história deles e ainda contrataram alguns indivíduos de Hollywood para re-escrever o roteiro algumas vezes e fazer com que se ajustasse aos padrões de Hollywood, obviamente. Com o que ficamos? Bem, com mais um filme de Hollywood baseado em ‘fatos reais’, é claro. (Você não acha que os outros filmes de Hollywood baseados em ‘fatos reais’ são melhores, acha!?)’

Honestamente, eu não tenho o menor interesse no que esse filme possa fazer para a cena Black Metal contemporânea para qualquer outra cena Metal, então nem vou discutir isso. Sendo um bastardo egocêntrico e egoísta eu, naturalmente, me preocupo somente com o que esse filme possa fazer para mim, e, quer saber? Ele não pode me ferir, de jeito nenhum. Ele pode somente aumentar o meu valor de mercado tornando mais fácil, para mim, vender mais álbuns, publicar e vender mais livros e assim por diante, então... Ele vai até mesmo me dar mais liberdade para fazer o que quero. Se quiser, posso sempre contar a verdadeira história eu mesmo, mais tarde, e ainda mais pessoas estarão interessadas na verdadeira história se esses caras lançarem o filme. Eu não sei se eles pensaram nisso, ou mesmo se eles se importam, mas isso é um fato.

Mas, na verdade, eu não gosto de ver outros espalhando mentiras sobre mim e posso contar a minha verdade muito bem sem o filme promovendo meu nome então, se o filme for um completo fracasso, eu ficarei contente. E se for um sucesso eu também ficarei feliz porque isso aumentaria o meu valor de mercado ainda mais. Então boa sorte, caras, ou nenhuma... Eu realmente não me importo. Para mim é ganhar ou ganhar.

Tendo dito isso, eu realmente tenho que dizer que os produtores desse filme deveriam ter vergonha deles mesmos. Eles nunca pediram permissão da família de Euronymous para usar sua trágica história. E tampouco pediram minha permissão para usar a minha história. Ao invés disso, eles simplesmente nos desprezaram e foram atrás dos infames autores de ‘Lords of Chaos’. Eles fazem parte, na minha visão e pelas razões acima, de nada além da mais desonesta escória e merecem ser boicotados por todos. Vão procurar outro hospedeiro, seus parasitas covardes!"

Varg Vikernes
Dezembro de 2009
BURZUM: Official Website
http://www.burzum.org/eng/library/the_lords_of_lies06.shtml

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Varg Vikernes: vídeo de ensaio nos tempos do Old Funeral

Black Metal: A política do Black Metal Norueguês


Death Metal: menina de 6 anos detona no America's Got Talent


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre

Mais matérias de César Enéas Guerreiro.