Burzum: Varg Vikernes fala à Roadie Crew sobre "Fallen"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Burzum. org - Official Website, Tradução
Enviar Correções  

A Roadie Crew em sua edição 147 traz uma entrevista com Varg Vikernes. Segue a parte da entrevista feita por Luciano Krieger com o mentor do Burzum, traduzida a partir da versão em inglês publicada no site do projeto.

"Fallen" traz uma sonoridade renovada e até mesmo uma nova perspectiva do BURZUM para os ouvintes. Há mais vocais "limpos", como pode ser notado em "Jeg Faller" e "Valen", e um foco mais pessoal nas letras, conforme informado pelo "press-release". No momento em que você coloca mais experimentalismos em sua música e expande suas possibilidades, você considera "Fallen" como uma nova etapa na carreira do BURZUM e como uma nova dimensão musical que continuará a ser explorada?

Sim, penso que continuarei a tentar novas abordagens e métodos quando for compor e gravar música, mas somente se achar que isso tornará a música melhor, de uma forma ou de outra. Inovar e mudar só por inovar e mudar não faz sentido.

publicidade

O "release" também informa que "Fallen" foi masterizado como se fosse música clássica. Você poderia descrever esse processo de produção e masterização? Algum dispositivo de som analógico ou software foi utilizado durante o processo até chegar no produto final? Pytten [N.: Eirik Hundvin, produtor e engenheiro de som norueguês] também colaborou com você nessa fase?

Nós gravamos os instrumentos analógicos digitalmente. A masterização foi feita dessa forma porque queríamos manter a dinâmica da música. Masterizadores normais para Metal freqüentemente não permitem isso, como foi o caso de "Belus", então quisemos fazer assim em "Fallen".

publicidade

Leia a entrevista completa na edição número 147 da Roadie Crew.


WhiFin WhiFin