Led Zeppelin: Em 1973 a banda lançava o álbum Houses of the Holy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 28/03/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


5000 acessosWhitesnake: Coverdale fala de novo disco e lamenta por Jimmy Page5000 acessosIron Maiden: Bruce Dickinson em entrevista ao Fantástico

No dia 28 de Março de 1973, o LED ZEPPELIN lançava seu quinto e talvez mais diversificado álbum, ‘Houses of the Holy’.

Depois de lançar seus quatro primeiros discos em pouco menos de três anos, o Zeppelin finalmente pode respirar um pouco para criar ‘Houses of the Holy’. O disco saiu 16 meses depois de seu divisor de águas [e tecnicamente não intitulado]’Led Zeppelin IV’. Eles responderam elaborando uma porção de suas obras mais complexas e abrangentes já feitas, ao explorar novos gêneros nas faixas como o reggae ‘D’yer Maker’ e o funk inspirado por James Brown ‘The Crunge’.

“Apesar de todo mundo querer um outro ‘Led Zeppelin IV’, é muito perigoso tentar se repetir”, explica o guitarrista JIMMY PAGE no livro “Light & Shade: Conversations with Jimmy Page”. “Eu não vou dar nomes, mas tenho certeza que você já ouviu bandas que se repetem infindavelmente. Depois de quatro ou cinco álbuns, elas simplesmente se esgotam. Com a gente, você nunca sabia o que estava por vir.”

Os pontos altos do LP incluem a dinâmica ‘Over The Hills and Far Away’, com pegada folk,a lindamente complexa ‘The Rain Song’ e a exibição da tecladeira de John Paul Jones ‘No Quarter’. O álbum se encerra com uma canção de amor aos fãs versada por Robert Plant, ‘The Ocean’.

De modo a manter a duração da obra a apenas um disco de vinil, a banda teria supostamente deixado futuros clássicos como ‘The Rover’, ‘Black Country Woman’, e mais notoriamente, ‘Houses of the Holy’ ou inacabados ou não lançados ao término das gravações.

Quando perguntado sobre a razão da faixa-título nunca ter entrado no álbum, Plant recusou-se a mentir para o autor de ‘Get The Led Out’, Danny Somach, e declarou, ‘Besteira, não? Digo, eu poderia fazer um raciocínio profundo, mas… eu não consigo me lembrar do motivo. Eu acho que pensamos, ‘Bem, vamos segurar essa e faremos algo com ela’. Era só uma graça.”

O Led Zeppelin excursionou extenuantemente para divulgar ‘Houses of the Holy’, com a banda lotando o palco com lasers,bolas espelhadas, pirotecnia, roupas mais sofisticadas e coisas do tipo. Naturalmente, eles quebraram quase todo recorde de vendas de ingressos conhecidos pelo homem.

Apesar de viajar pelo mundo em um jato jumbo pintado com o logo da banda, a empreitada [e claro, o efeito acumulativo de vários anos anteriores] esgotou a banda física e psicologicamente. Levaria mais 18 meses até que eles saíssem de novo em turnê, e quase dois anos até que lançassem sua obra-prima de 1975, ‘Physical Graffiti’.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

WhitesnakeWhitesnake
Coverdale diz que haverá um novo disco e lamenta por Jimmy Page

2132 acessosChris Cornell: última canção foi "In My Time of Dying"553 acessosDesert Trip: festival não será realizado em 20170 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Led Zeppelin"

The Voice KidsThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos

AC/DC, Wings, Eagles e maisAC/DC, Wings, Eagles e mais
Os grandes álbuns lançados em 1976

Capas de discosCapas de discos
Agora com ícones da cultura pop

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 28 de março de 2013

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Bruce Dickinson em entrevista ao Fantástico

Guns N RosesGuns N' Roses
O sucesso que a mídia forjou e destruiu - Parte 1

GuitarristasGuitarristas
Os 100 melhores segundo a Rolling Stone

5000 acessosMax Cavalera: relembrando vomitada em Eddie Vedder5000 acessosRegis Tadeu: uma declaração apimentada sobre público de Metal Extremo5000 acessosGhost: uma foto assustadora dos bastidores do Rock In Rio5000 acessosKiss: veja a capa em 3D do álbum Monster4228 acessosMy Tracks: Ed Motta explica sua coleção e gosto musical4407 acessosMegadeth: era hora de sair, diz Ellefson sobre Drover e Broderick

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online