Burzum: Varg Vikernes diz ter recusado mais de R$ 1 milhão para dois shows

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: YouTube / Ultimate Guitar
Enviar correções  |  Ver Acessos

Varg Vikernes, membro único do Burzum, disse, em um vídeo publicado no seu canal de YouTube, que não pretende fazer nenhum show com sua banda. Ele alega, inclusive, ter recusado uma oferta de 300 mil euros (cerca de R$ 1,2 milhão, na cotação atual) para fazer duas apresentações - e o motivo, curioso, envolve ter que lidar com músicos metalheads.

Deep Purple: Gillan fala sobre Ritchie, Coverdale e HughesThe Doors: A mais famosa foto do fantasma de Jim Morrison

Conforme dito no vídeo e transcrito pelo site Ultimate Guitar, Varg Vikernes disse que não gosta de tocar ao vivo. "Alguns falam de dinheiro. Ok, posso contar algo a vocês. Recebi uma oferta de 300 mil euros (cerca de R$ 1,2 milhão) para fazer dois shows em Londres, há alguns anos. E eu disse: 'não, obrigado'", afirmou.

Adepto a um estilo de vida marcado pela reclusão, Varg disse que prefere "ficar em casa e trocar o óleo do carro, tirar madeira podre da floresta, espalhar sementes na minha antiga terra agrícola, hoje arruinada". "Preciso passar tempo com minha família, com minhas crianças, ou no carro falando com os assinantes do meu canal Thulean Perspective", comentou.

O músico destacou, ainda, que não liga para dinheiro. "Nunca faço algo para ganhar dinheiro. Eu ganho dinheiro, mas é porque eu faço algo. Grande diferença. Não faço nada para ganhar dinheiro, mas ganho dinheiro porque faço algo", disse.

O homem por trás do Burzum foi além em seus comentários e disse que prefere ficar preso novamente por um mês do que tocar com "músicos metalheads". "Já passei 15 anos ou mais na prisão, não quero sair por aí e gastar meu tempo com essas coisas. Para ser honesto, prefiro passar um mês na prisão do que ensaiar com alguns músicos metalheads. Escolho a prisão, de verdade. E digo isso sabendo bem como é a prisão, então não me levem a mal, pois lá é muito ruim", pontuou o músico, que ficou preso por 15 anos após ter assassinado Euronymous, guitarrista do Mayhem.

Varg apontou que, para ele, a música é algo privado e deve ser aproveitada em particular, enquanto fazer shows é algo "embaraçoso". "Você tem um c*zão narcisista e egocêntrico que fica correndo e gritando: 'eu, eu, eu, olhe para mim'. Não gosto desse tipo de atenção. Mal consigo lidar com a atenção que recebo do meu canal de YouTube, que é 100% controlado por mim. [...] Posso fazer música no meu computador e levar o tempo que for preciso para concluir da forma que quero. É isso", explicou.

Veja o vídeo completo a seguir (com legendas em inglês).



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Burzum"


Varg Vikernes: vídeo de ensaio nos tempos do Old FuneralVarg Vikernes
Vídeo de ensaio nos tempos do Old Funeral

Black Metal: em vídeo, uma turnê pela loja do Euronymous na NoruegaBlack Metal
Em vídeo, uma turnê pela loja do Euronymous na Noruega


Deep Purple: Gillan fala sobre Ritchie, Coverdale e HughesDeep Purple
Gillan fala sobre Ritchie, Coverdale e Hughes

The Doors: A mais famosa foto do fantasma de Jim MorrisonThe Doors
A mais famosa foto do fantasma de Jim Morrison


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin