Matérias Mais Lidas

Foo Fighters: Dave Grohl surpreende ao revelar significado da letra de Learn to FlyFoo Fighters: Dave Grohl surpreende ao revelar significado da letra de "Learn to Fly"

Judas Priest: o problema com o baixo de Ian Hill conforme a banda ficava mais pesadaJudas Priest: o problema com o baixo de Ian Hill conforme a banda ficava mais pesada

Metallica: banda fará 4 shows no Brasil em maio de 2022; confira datas e locaisMetallica: banda fará 4 shows no Brasil em maio de 2022; confira datas e locais

Guns N' Roses: turnê continua milionária, veja os assombrosos númerosGuns N' Roses: turnê continua milionária, veja os assombrosos números

Rush: Mike Portnoy diz que fazer tour ao lado de Geddy Lee e Alex Lifeson seria um sonhoRush: Mike Portnoy diz que fazer tour ao lado de Geddy Lee e Alex Lifeson seria um sonho

Angra: Fabio Lione recebeu proposta para compor quatro músicas de Rebirth, mas recusouAngra: Fabio Lione recebeu proposta para compor quatro músicas de "Rebirth", mas recusou

Guns N' Roses: a curiosa e humilde reação de Axl Rose ao ser eleito melhor vocalistaGuns N' Roses: a curiosa e humilde reação de Axl Rose ao ser eleito "melhor vocalista"

Adrian Smith: quando Roy Z o chamou na xinxa para apontar falta de técnica na guitarraAdrian Smith: quando Roy Z o chamou na xinxa para apontar falta de técnica na guitarra

Britney Spears: Agitando o Instagram dançando famoso som da era GrungeBritney Spears: Agitando o Instagram dançando famoso som da era Grunge

Judas Priest: Rob Halford fala sobre tour com Ozzy em 2022; Deus, deixe acontecer!Judas Priest: Rob Halford fala sobre tour com Ozzy em 2022; "Deus, deixe acontecer!"

Amazon: seleção de CDs, LPs e livros de rock e metal com até 70% de desconto hojeAmazon: seleção de CDs, LPs e livros de rock e metal com até 70% de desconto hoje

After Forever: Há chance de retorno? Floor Jansen comenta e alfinetaAfter Forever: Há chance de retorno? Floor Jansen comenta e alfineta

Kiss: Destroyer ganhará edição de 45 anos; ouça versão inédita de Detroit Rock CityKiss: "Destroyer" ganhará edição de 45 anos; ouça versão inédita de "Detroit Rock City"

Slash: explicando o título do novo álbum para quem não entendeuSlash: explicando o título do novo álbum para quem não entendeu

Luísa Sonza: roqueira, ela cita blues como gênero predileto e revela banda favoritaLuísa Sonza: roqueira, ela cita blues como gênero predileto e revela banda favorita


Casa do Rock
Stamp

Mayhem: "Varg é um cara muito talentoso e inteligente!"

Por Emanuel Seagal
Fonte: Blabbermouth
Em 27/01/10

Victoria Maksimovich do Music-Photocalypse.net, entrevistou Attila Csihar, frontman do MAYHEM durante o show do grupo no dia 20 de Novembro de 2009 em Helsinque, Finlândia. Confira abaixo alguns trechos da entrevista.

Music-Photocalypse.net: Um ano atrás o guitarrista Blasphemer deixou a banda. Ele disse entre outras coisas que não estava satisfeito com seu papel na banda. O que você acha que o fez se sentir assim?

Attila: É uma história muito complicada que se desenvolveu durante um longo período de tempo. Ele sempre foi comparado aos outros guitarristas, e ao Euronymous em particular. Ele passou por isso por muitos anos na verdade: por parte da imprensa e fãs. No entanto, ele tinha 100% de respeito na banda e de fato tinha o papel principal nela: ele foi o compositor de muitos álbuns. Ele é um guitarrista muito bom e talentoso. Mas algumas pessoas não o tratavam como um membro completo do MAYHEM, então isso o irritou após algum tempo. Ele estava na banda por quase dez anos. Sabe, as pessoas mudam. Ele tem interesses diferentes agora. Sua namorada é de Portugal e ele tem seus próprios assuntos a tratar, e claro, nós tínhamos uma agenda apertada com o Mayhem. Então Blasphemer não quis mais continuar banda. A sua decisão de sair foi dele, não nossa.

Music-Photocalypse.net: Sobre a formação que vocês usaram para a turnê: Morpheus e Silmaeth, com duas guitarras. Esta é a formação que vocês utilizarão para estúdio também?

Attila: Veremos como as coisas acontecerão ao compor novas músicas. Com a formação atual é muito mais fácil tocar ao vivo - soa bem com dois guitarristas. Devido a isso, podemos tocar músicas mais antigas. Mas o futuro mostrará e tudo dependerá disso, veremos o que acontecerá e qual formação final teremos.

Music-Photocalypse.net: Você já trabalhou em material novo ao menos um pouco?

Attila: Já tentamos algumas coisas, é claro. Não estamos com pressa. E o Mayhem não é o tipo de banda que lança muitos álbuns. Durante dez anos fizemos apenas quatro álbuns. Então eu acho que um novo álbum levará algum tempo. Não o lançaremos até estarmos 100% satisfeitos com ele. Já tentamos uma música nova. Então, sim, há algo acontecendo.

Music-Photocalypse.net: Agora que Varg Vikernes (líder do Burzum preso por queimar igrejas e assassinar Euronymous, guitarrista do Mayhem, em 1993) foi solto, você tem algum contato com ele?

Attila: Não, não após ele ter ido para a prisão. Apenas ouví algum tempo atrás os rumores de que ele estava fora da prisão, e agora que você diz, é obviamente um fato que ele saiu. Eu tinha uma boa relação com ele nos anos noventa. Mas, é claro, eu fiquei muito irritado pelos seus atos e discordei do que ele fez. Mas, por outro lado, eu acho que ele já cumpriu sua pena agora. Ele merece sua liberdade e deve continuar vivendo sua vida. Eu ouví que ele iria fazer um novo álbum - é muito interessante! Eu acho que ele é um cara muito talentoso, um cara muito inteligente. São estas as minhas memórias dele. Ele é muito educado e gentil também.

Music-Photocalypse.net: Você era amigo do Varg. Agora que você olha para o passado sobre a queima de igrejas, o que você pode dizer a respeito?

Attila: Bem, ele era 16 anos mais novo naquela época. Era uma cena diferente, uma era diferente. E então ele era louco o suficiente para queimar uma igreja ou duas. Por um lado, é uma forma muito boa de mostrar sua resistência, mas por outro lado talvez não seja muito esperto destruir construções antigas que fazem parte da cultura do país. Eu estou um pouco confuso quanto a isso. Mas, novamente, não estou lamentando ou negando isso.

Music-Photocalypse.net: Todas estas queimas de igrejas, anticristianismo, letras provocantes, usando símbolos nazistas, sobre o que se trata tudo isso? Você está tentando provocar alguma reação nas pessoas usando elas?

Attila: Eu acho que o único lugar onde você pode ver símbolos nazistas no Mayhem é no merchandise da banda, o que de fato faz parte da provocação. Isso não tem um significado político. Por algum tempo pensamos que era legal: aqueles uniformes e alguns aspectos da Segunda Guerra Mundial. Se você pesquisar a história há muita coisa interessante. Eu sou contra a merda nazista e não tenho nada a ver com a política. O Mayhem nunca mencionou nada político em nossos discos. Mas eu li muito sobre a grande quantidade de coisas espirituais e esoterícas que foram utilizadas no simbolismo e propaganda nazista.

Attila: Há ainda muitas perguntas a serem respondidas sobre a Segunda Guerra Mundial. Por exemplo, quem estava nos bastidores? Quem apoiou os nazistas financeiramente? Mas você nunca ouve a respeito. As pessoas apenas focam no aspecto superficial e é isso. E a Alemanha está sofrendo eternamente devido ao seu karma malévolo. No entanto eles não foram os únicos na história que executaram nações inteiras.

Attila: Voltando a sua pergunta, em nosso merchandise nós temos alguns símbolos Alemães, mas no momento, pegue por exemplo a cruz. Você olhar no período pré-histórico e procurar pelo significado deste símbolo e descobrir que ele era um símbolo esotérico para o sol. Mesmo a suástica foi retirada de culturas orientais. A idéia base dos arianos é uma idéia da mitologia indiana. Então os nazistas ou alguém que estava por trás instalou todos estes símbolos, mas não era algo realmente novo: apenas algumas ideologias roubadas de outro lugar. Tudo isso é um pouco provocante e se encaixa bem no Mayhem que trata de lidar com o caos e os aspectos negativos do universo.

Leia a entrevista completa no link abaixo.

http://www.music-photocalypse.net/interviews/mayhem.php

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Tunecore 2
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Mayhem: Nechobutcher não se acha famoso (e o seu netinho tem a mesma opinião)Mayhem: Nechobutcher não se acha famoso (e o seu netinho tem a mesma opinião)

Mayhem: fique longe das redes sociais, aconselha NecrobutcherMayhem: "fique longe das redes sociais", aconselha Necrobutcher

Mayhem: baixista conta porque é comparado ao baixinho irritado do MetallicaMayhem: baixista conta porque é comparado ao "baixinho irritado" do Metallica

Mayhem: Necrobutcher nega ter deixado a banda e afirma que Euronymous era um cuzãoMayhem: Necrobutcher nega ter deixado a banda e afirma que "Euronymous era um cuzão"

Mayhem: Necrobutcher conta lição que aprendeu com Mick Jagger, do Rolling StonesMayhem: Necrobutcher conta lição que aprendeu com Mick Jagger, do Rolling Stones

Mayhem: Satã tira férias em versão criada por Teloch; De Mysteriis dom BahamasMayhem: Satã tira férias em versão criada por Teloch; "De Mysteriis dom Bahamas"

Cogumelo Records: relançada a coletânea "Warfare Noise II", resgate do metal nacional

Epica: guitarrista do Mayhem posta emoji de vômito para a banda e fãs dão o trocoEpica: guitarrista do Mayhem posta emoji de vômito para a banda e fãs dão o troco

Mayhem: ritual satânico em animação criada para Black Glass CommunionMayhem: ritual satânico em animação criada para "Black Glass Communion"

Black metal: assista um tour pelos lugares marcantes do black metal em BergenBlack metal: assista um tour pelos lugares marcantes do black metal em Bergen

Joey Jordison: seu disco favorito dos últimos 50 anos era um clássico do black metalJoey Jordison: seu disco favorito dos últimos 50 anos era um clássico do black metal

Mayhem: Euronymous tinha receio que a Interpol estivesse ouvindo suas ligaçõesMayhem: Euronymous tinha receio que a Interpol estivesse ouvindo suas ligações


Mayhem: Necrobutcher apresenta o famoso galinheiro onde a banda ensaiavaMayhem: Necrobutcher apresenta o famoso galinheiro onde a banda ensaiava

Marduk: Morgan Hakänsson diz ter pedaços do crânio de DeadMarduk: Morgan Hakänsson diz ter pedaços do crânio de Dead

Lords Of Chaos: Senhores do caos ou rebeldes sem causa?Lords Of Chaos: Senhores do caos ou rebeldes sem causa?


Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

The Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todosThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais informações sobre

Mais matérias de Emanuel Seagal.