Mayhem: o novo álbum retoma as rédias do Black Metal e demonstra ser um novo clássico

Resenha - Daemon - Mayhem

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por César Rezende
Enviar correções  |  Ver Acessos

Caro leitor, iniciarei a resenha desta obra prima com incisiva afirmação: caso exista algo superior a 100% de aproveitamento, então este será o valor da avaliação. Grandes e icônicas bandas demonstram que o sucesso e reconhecimento inicial de seu trabalho permanecem ao longo dos anos e, em casos singulares, aumenta a cada novo lançamento. Não é raro ouvir ou ler que determinada banda já foi gigante, que lançou boas músicas nos primeiros álbuns, que seu passado foi áureo e revolucionário. O mais novo álbum "Daemon" - trabalho de estúdio criado pela banda MAYHEM - é atemporal, genial e proporciona a sensação de estarmos no início dos anos 90 acompanhando o surgimento da segunda geração do Black Metal. Aos fãs mais exigentes deixo minha indicação de audição, visto que esta obra de arte está muito próxima em qualidade e originalidade do magistral "De Mysteriis Dom Sathanas". A diferença está apenas na qualidade superior de gravação e no toque de certa forma mais contemporâneo das harmonias musicais. As linhas de bateria são retas, velozes e apresentam viradas brutais criadas por Hellhammer; Teloch e Ghul criam ótimas harmonias de guitarra e alternam - de forma tradicional - entre tons agudos e médios com muita velocidade de palheta; Necrobutcher segura as pontas no baixo bem pronunciado e limpo - como não se vê facilmente nas gravações de bandas que, mesmo aos ouvidos mais atentos, parecem não possuir o som das graves cordas; o vocal de Attila parece não ter sofrido com as intempéries que afligem a maior parte dos cantores de metal extremo e, com isso, garante um vocal rasgado e até mesmo grave em algumas passagens.

Black Metal: A política do Black Metal NorueguêsMetallica: Trujillo e seus primos, membros de gangues

"Daemon" foi lançado em outubro de 2019 com o selo da gravadora Century Media, possui 12 faixas está disponível nas principais plataformas streaming de música.

Faixas do álbum "Daemon":

1 - The Dying False King
2 - Agenda Ignis
3 - Bad Blood
4 - Malum
5 - Falsified and Hated
6 - Aeon Daemonium
7 - Worthless Abominations Destroyed
8 - Daemon Spawn
9 - Of Worms and Ruins
10 - Invoke the Oath
11 - Everlasting Dying Flame (bonus track)
12 - Black Glass Communion (bonus track)

Confira abaixo a música "Worthless Abominations Destroyed":



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Mayhem"


Black Metal: A política do Black Metal NorueguêsBlack Metal
A política do Black Metal Norueguês

Fotos de Infância: Euronymous (Mayhem)Mayhem: em abril, box-set de De Mysteriis Dom Sathanas

Ozzy Osbourne: ator que o interpretou em clipe fez Dead em Lords Of ChaosOzzy Osbourne
Ator que o interpretou em clipe fez Dead em "Lords Of Chaos"

Mayhem: lançado Daemon, sexto álbum de estúdio da banda; ouçaMayhem: confira "Falsified And Hated", nova música da banda norueguesa

Mayhem: baixista Necrobutcher afirma que ele iria matar EuronymousMayhem
Baixista Necrobutcher afirma que ele iria matar Euronymous

Mayhem: lançado lyric video de "Of Worms and Ruins", faixa do próximo disco; vejaMayhem: ouça a nova música "Of Worms And Ruins"Canal Barbônico: Dead e o Mayhem, como tudo acabou (vídeo)

Horns Up: O ódio ao Mainstream. Por que os fãs torcem o nariz?Horns Up
O ódio ao Mainstream. Por que os fãs torcem o nariz?

Lords Of Chaos: Varg critica filme e fala de homossexualidade de EuronymousLords Of Chaos
Varg critica filme e fala de homossexualidade de Euronymous


Metallica: Trujillo e seus primos, membros de ganguesMetallica
Trujillo e seus primos, membros de gangues

Rock e metal: o outro lado das capas de discosRock e metal
O outro lado das capas de discos


Sobre César Rezende

César Rezende. 28 anos. Duque de Caxias - RJ.

Mais matérias de César Rezende no Whiplash.Net.

adWhipDin