Frank Zappa: Uma faceta do seu ecletismo musical em álbum de 1981

Resenha - You Are What You Is - Frank Zappa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jonathan Pires Fernandes
Enviar correções  |  Ver Acessos

Frank Zappa - guitarrista, produtor e compositor americano-, passeou por vários estilos musicais em sua longa e fértil carreira, iniciada em 1955 e terminada em 1993, com a sua morte. Passou pelos experimentalismos de vanguarda nos anos 60, tendo também flertado com o rock psicodélico nessa mesma década; passeou pelo jazz, rock progressivo e até pela black music nos anos 70; tocou música erudita; e ainda teve um leve contato com a música digital no final dos anos 80.

Frank Zappa: Box-set de "Hot Rats" terá inéditasFotos de Infância: Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie Paul

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


"You Are What You is", álbum lançado em 1981, reflete o ecletismo musical de Frank Zappa. Em termos de sonoridade, o disco se associa ao que Zappa vinha produzindo em sua discografia no período compreendido entre o final dos anos 70 e início dos anos 80: reggae, rock progressivo, funk, hard rock e outros gêneros musicais. Em termos de conteúdo, as letras desse mesmo período faziam sátiras da sociedade americana, regadas a piadas ácidas e deboches. Foi essa mesma perspectiva que orientou os excelentes "Sheik Yerbouti" (1979) e "Joe's Garage" (1979).

"You Are What You Is" se inicia com o reggae "Teen-Age Wind", um debochado drama adolescente; seguida por "Harder Than Your Husband", divertido pastiche de música country; "Doreen", executada com guitarras pesadas com uma estrutura harmônica semelhante aos doo Wops dos anos 50; e Goblin Girl, outro reggae, que fecha a primeira parte do disco.

A segunda parte é marcada por canções com guitarras pesadas; excelentes riffs e solos de guitarra - vale lembrar a participação do virtuose Steve Vai neste disco -; e letras que discorrem sobre os jogos sociais da sociedade americana que envolvem beleza, dinheiro e drogas. Entre essas cancões, destacam-se "Society Pages"- com seu refrão e riffs empolgantes-, "I'm A Beatiful Guy" e "Charlie's Enormous Mouth".

A sátira regada a um humor extremamente ácido fica por conta das canções "Heavenly Bank Account", "Suicide Chump", "Jumbo Go Away" e "Drafted Again. A primeira, intitulada "Conta bancária celestial" (em tradução livre), versa sobre um pastor que engana seus fiéis lhes arrancando dinheiro - possui a clássica frase: "há uma grande diferença entre se ajoelhar e ficar de quatro"-; a segunda, ao estilo de um blues clássico levado por vários fraseados de guitarra, debocha de um sujeito que tenta se suicidar, mas desiste por não ter coragem; a terceira, um rock progressivo recheado de palavrões e experimentalismos, narra a história de uma groupie que é humilhada e espancada por um músico após os dois terem relações sexuais: "melhor se afastar ou seu olho vai ficar roxo depois que eu te der um tabefe (...)"; e a quarta, com participação de Moon Unit Zappa - filha de Frank Zappa que mais tarde gravaria a famosa "Valley Girl" em parceria com o pai -, ridiculariza o discurso bélico do governo Reagan narrando uma situação em que até as crianças seriam recrutadas em virtude da tamanha obsessão do presidente com guerras.

Fora isso tudo, o disco ainda possui mais um reggae: "Mudd Club"; e o eufórico funk-rock de "You Are What You Is". Reggae,funk, hard rock, rock progressivo e até country ganham espaço em um álbum que reflete o ecletismo musical de Frank Zappa. Entretanto, mesmo em uma discografia tão complexa e eclética como a de Zappa, há de se concordar que pelo menos dois elementos são comuns nela : a criatividade e o humor ácido e crítico.

Ficha técnica:

Arthur Barrow: baixo
Jimmy Carl Black: vocais
Bob Harris: trompete e vocais
David Logeman: bateria
Ed Mann: Percussão
Tommy Mars: teclados e vocais
David Ocker: baixo e clarinete
Mark Pinske: vocais
Motorhead Sherwood: saxofone e vocais
Craig "Twister" Stewart: gaita
Steve Vai - guitarras
Denny Walley: vocais e guitarra slide
Ray White: guitarra rítmica e vocais
Ike Willis: guitarra rítimica e vocais
Ahmet Zappa - vocais
Frank Zappa: compositor, arranjador, vocais e guitarra
Moon Unit Zappa: vocais.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Frank Zappa"


Frank Zappa: Box-set de "Hot Rats" terá inéditasSom de Peso: em vídeo, uma resenha do Hot Rats, do Frank Zappa

Mike Portnoy: Um santuário na perna para seus artistas favoritosMike Portnoy
Um santuário na perna para seus artistas favoritos

1966 no Rock: do Monochrome ao Technicolor1966 no Rock
Do Monochrome ao Technicolor


Fotos de Infância: Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie PaulFotos de Infância
Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie Paul

Rock In Rio 1991: 10 curiosidades sobre a 2ª edição do eventoRock In Rio 1991
10 curiosidades sobre a 2ª edição do evento


Sobre Jonathan Pires Fernandes

Apreciador de Rock.

Mais matérias de Jonathan Pires Fernandes no Whiplash.Net.

adGoo336