Matérias Mais Lidas

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

O sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitidoO sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitido

Raul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositorRaul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositor

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

Homem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeoHomem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeo

A opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o MetallicaA opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o Metallica

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

Após treta com Max Cavalera, Marc Rizzo elogia Andreas Kisser e novo disco do SepulturaApós treta com Max Cavalera, Marc Rizzo elogia Andreas Kisser e novo disco do Sepultura

COVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro TullCOVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro Tull

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

A importante dica sobre política que Tico Santa Cruz recebeu de Fábio AssunçãoA importante dica sobre política que Tico Santa Cruz recebeu de Fábio Assunção

YouTube ajudou Eric Clapton a montar o quebra-cabeça anti-vacina; me chamam de loucoYouTube ajudou Eric Clapton a "montar o quebra-cabeça anti-vacina"; "me chamam de louco"


Burzum: Um épico minimalista cheio de contrastes

Resenha - Umskiptar - Burzum

Por Daniel Cassin
Fonte: O Curupira Metal WebZine
Em 02/05/12

O nome Burzum despertou e continua a despertar um sem número de polêmicas que, ao longo dos anos, garantiu a publicidade necessária para manter a one man band sob os holofotes. Assassinato, queima de igrejas, declarações xenofóbicas, racistas, ou mesmo nazistas, dão a tônica para uma história pra lá de controversa. Porém, sem nos determos a tais detalhes, temos que admitir, por mais que alguns discordem, Burzum é uma das maiores e mais influentes bandas da história do black metal, ditando mudanças e propondo novos paradigmas dentro do estilo. Aliás, praticamente todas essas novas tendências vanguardistas "pós-norueguesas", surgidas no final dos anos 1990, tais como depressive black metal, post-black metal ou ambient black metal, devem alguma coisa para o sujeito em questão. O projeto vem indicando novas referências para a obscura arte, através do uso e criação de atmosferas depressivas, cósmicas, cheias de guitarras sujas, gravações repletas de ruídos e composições minimalistas.

Pois eis que o (anti) herói - se é que da pra chamar esse maluco disso - nos brinda com mais uma pérola surpreendente. Varg Vikernes lança "Umskpkar" o terceiro álbum desde que saiu da prisão, em 2010. As letras foram tiradas do poema nórdico "Völuspá", que fala sobre a criação e a destruição do universo, além de ser uma das grandes narrativas da mitologia daquele país. Só que tudo aparece de maneira sui generis, para além de irritantes estereótipos "RPGísticos" levados a cabo por milhares de bandas de metal. O disco é carregado em referências à mitologia e cultura nórdicas, sim. Mas é contemplativo, meditativo, filosófico de uma maneira unusual para o universo da cena extrema. Amparado, como sempre, pela noção de escuridão, Varg continua a saga de criar obras totalmente ritualísticas com a intenção de invocar um encantamento do mundo. Mundo esse, segundo palavras do músico expressas em artigos e entrevistas, cada vez mais repleto de luz e monotonia "judaico-cristã-capitalistas". Um mundo moderno que perdeu suas referências ancestrais e se entregou à lógica racionalista, amparada pelo lucro, pela tecno-ciência e pela escravidão da população global. Portanto, por mais que o discurso de Varg esteja enraizado nas asneiras de extrema-direita, é contra esse desencantamento do mundo que ele luta com sua música.

Deixando um pouco o lado político da mágica, a musicalidade presente em "Umskiptar" é única. Muitas introduções atmosféricas, também minimalismo, climas épicos e sutilezas convidam o ouvinte para embarcar numa viagem cosmogônica. A tradução da palavra "Umskiptar" é metamorfose. É exatamente isso que prevalece no álbum: camadas de guitarras, vozes, momentos de quase silêncio, sugerindo o movimento de transformação e destruição que regem o universo. Algo que remonta também ao processo de envelhecer, à passagem do tempo e do amadurecer. Talvez, assumindo o peso da idade e experiência, esse seja o álbum da maturidade do Burzum. Um trabalho que alguns artistas privilegiados têm a possibilidade de lançar dentro de uma carreira longeva. Sereno, sem a agressividade e a urgência tão caras à juventude. Por outro lado, as canções, apesar de sua singularidade e experimentação, têm muito ainda da tradição do heavy metal. Algo de Iron Maiden nas linhas de baixo na belíssima "Join". Aliás, a influência da Donzela está presente em vários momentos como em "Alfadanz", canção cheia de riffs de heavy metal tradicional e pianos que evocam a melancolia do compositor erudito Eric Satie. Ecos dos anos 1980’s (neo folk, post-punk, Cure, Smiths), influência assumida em entrevistas por Vikernes, se fazem ouvir aqui e acolá . Os vocais, grande destaque do álbum, são um caso à parte. Vão do grito ao sussurro, passando pelo rasgado até chegar ao grunhido. A impressão que se tem é que várias pessoas estão cantando e não apenas um cara. Enfim, um trabalho genial que, se não supera os clássicos do início de carreira, marca uma nova fase para o projeto. Uma era mais rica em sutilezas e arranjos inusitados para o metal. Da trilogia iniciada após a saída da prisão, com "Belus" (2010) e "Fallen" (2011) esse é, de longe, o melhor capítulo. Provavelmente muitos fãs vão torcer o nariz para o álbum, já que se trata de um trampo diferente na discografia do norueguês. Varg criou um épico minimalista cheio de contrastes.

Nota do Pé Virado: 9

http://curupirametal.blogspot.com.br


Outras resenhas de Umskiptar - Burzum

Burzum: "Umskiptar" eleva o grupo a outro patamar

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Facebook: Burzum e Absurd na lista vazada de organizações perigosas da rede socialFacebook: Burzum e Absurd na lista vazada de "organizações perigosas" da rede social

Black Metal: os dez álbuns mais ouvidos do Black Metal PromotionBlack Metal: os dez álbuns mais ouvidos do Black Metal Promotion

Black metal: assista um tour pelos lugares marcantes do black metal em BergenBlack metal: assista um tour pelos lugares marcantes do black metal em Bergen

Burzum: quando Varg disse para frontman da banda japonesa queimar igrejasBurzum: quando Varg disse para frontman da banda japonesa queimar igrejas


Euronymous: o paradoxo do caos e da liberdadeEuronymous: o paradoxo do caos e da liberdade

Lords Of Chaos: Senhores do caos ou rebeldes sem causa?Lords Of Chaos: Senhores do caos ou rebeldes sem causa?

Black Metal: os dez álbuns mais ouvidos do Black Metal PromotionBlack Metal: os dez álbuns mais ouvidos do Black Metal Promotion


Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

The Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todosThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos