Burzum: "Fallen" traz o Black Metal inconfundível de Varg

Resenha - Fallen - Burzum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Amir R. De Toni Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Como nos velhos tempos, Varg Vikernes grava e lança dois álbuns num intervalo de um ano. E não decepciona.

Mayhem: A verdadeira face de EuronymousCuriosidade: artistas que odeiam suas próprias músicas

"Fallen" começa com uma intro que desperta curiosidade, com sons cavernosos, sussurros fantasmagóricos e um tom de crescente tensão, que se dissipa ao som do primeiro riff de "Jeg faller". É o black metal inconfundível do Burzum, com aquele som mais limpo que já se fazia presente em "Belus". A faixa segue muito bem até que alguns vocais limpos realmente perturbam o conjunto. A música termina deixando uma sensação estranha e um certo temor pelo que pode vir adiante.

"Valen" chega com um riff poderoso e mantém um bom nível o tempo todo, mas ainda há estranheza com os vocais limpos. A quarta faixa "Vanvidd" também começa muito bem, e os vocais já são recebidos sem sobressaltos, o instrumental segue impecável, até Varg soltar uns urros sem nenhum aviso.. isso não prejudica em nada a qualidade da faixa, mas impede que a estranheza que vem desde o início do disco vá embora. "Enhver til sitt" é uma faixa significativamente acima da média, com algumas passagem bem Black Sabbath e que não tem nenhum momento estranho.

"Budstikken" é a soberba melhor faixa do disco, com um baixo bem colocado e evocando momentos de "My Journey To The Stars". Uma música digna do Burzum de 1992, de "Burzum", "Det som engang var" e "Hvis lyset tar oss", guardadas as devidas proporções. E o álbum termina com uma instrumental que certamente acumula toda a estranheza que ficou de fora de "Enhver til sitt" e "Budstikken".

Um grande álbum de um artista importantíssimo para a música extrema como um todo. Que venha logo o sucessor de "Fallen".

01. Fra verdenstreet - 01:03
02. Jeg faller - 07:50
03. Valen - 09:21
04. Vanvidd - 07:05
05. Enhver till sitt - 06:16
06. Budstikken - 10:09
07. Til hel og tilbake igjen - 05:57


Outras resenhas de Fallen - Burzum

Burzum: Para ouvir Black Metal é preciso compreendê-lo



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Burzum"Todas as matérias sobre "Varg"


Mayhem: A verdadeira face de EuronymousMayhem
A verdadeira face de Euronymous

Regis Tadeu: Lords of Chaos é o Bohemian Rhapsody do Black MetalRegis Tadeu
"Lords of Chaos" é o "Bohemian Rhapsody" do Black Metal

Burzum: Varg explica o mapa de The Burzum RPGBurzum
Varg explica o mapa de "The Burzum RPG"

Metal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.comMetal norueguês
As dez melhores bandas segundo o About.com


Curiosidade: artistas que odeiam suas próprias músicasCuriosidade
Artistas que odeiam suas próprias músicas

Hall Of Fame: 500 Músicas Que Marcaram o Rock and RollHall Of Fame
500 Músicas Que Marcaram o Rock and Roll

Iron Maiden: o passado vergonhoso registrado em fotosIron Maiden
O passado vergonhoso registrado em fotos

Contra-baixo: as melhores introduções do Heavy MetalFotos de Infância: Gene Simmons, do KissZakk Wylde: o interesse de participar de uma reunião do PanteraRage Against the Machine: é um milagre terem feito quatro álbuns, declara Tom Morello

Sobre Amir R. De Toni Jr.

20 e poucos anos, engenheiro. Começou muito tarde no rock, aos 17 anos, com "The Dark Side of The Moon" e não conseguiu mais parar. Pink Floyd, Rush, Metallica, Dream Theater e Rammstein em bom volume são o sinal de que está em casa. A vontade de ser músico é suprida com resenhas e invencionices no www.figment.cc.

Mais matérias de Amir R. De Toni Jr. no Whiplash.Net.