Aerosmith: Tudo que esconderam de você - Parte Final

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 


E o Aerosmith sem Tyler, funcionaria? A julgar pela resposta dos fãs na internet, a maioria fica totalmente paralisada com a idéia. “Não há Aerosmith sem Steven Tyler!”, parece ser o veredito unânime.
339 acessosLoja de Discos do Cassio: Aerosmith no Rock in Rio5000 acessosCristina Scabbia: cantora fala sobre seus seios e Playboy

“É uma cirurgia muito difícil: ninguém poderia substituir Steven, ele é único,” concorda Whitford, acrescentando, “mas se alguém estiver disposto a fazê-lo e houver química, por que não?”

Perry também tem noção de que a carreira da banda tem prazo de validade; alguns membros dependem totalmente do dinheiro ganho excursionando, e tal como ele põe eloquentemente, “o fim está mais próximo do que o começo.”

“Eu cresci em um tempo quando as bandas duravam dois ou três anos e daí morriam – literalmente. Janis, Jimi e Jim…” Perry reflete. “Cinco anos depois de o Aerosmith ter voltado eu me dei conta do quão frágeis éramos como humanos. Houve um tempo em que achei que éramos è prova de balas, mas daí coisas aconteceram e eu concluí que eu tinha que fazer um show como se fosse o último.”

Perry admite que a porta sempre estará aberta para Tyler. “Seria ótimo fazer um show especial para comemorar nosso quadragésimo aniversário e se Steven quisesse aparecer e cantar algumas músicas, ele sempre será bem-vindo.”

“Num mundo perfeito, o Aerosmith entraria nos eixos de novo,” concorda Whitford. “Estamos no ocaso de nossas carreiras, então seria legal fazer algo certo. Ninguém nessa banda vai fazer algo tão grande como o Aerosmith”, ele emenda rindo, “Isso não vai acontecer.”

Quando esse artigo foi pro prelo, houve outra reviravolta nessa história interminável, de acordo com certas fontes, o Aerosmith se reuniria para ensaiar para uma série de shows em 20120. Isso coincidiria com a saída de Tyler da desintoxicação. Para jogar mais gasolina na fogueira, Perry cancelou shows na Europa e no Japão [sôo trecho da Inglaterra foi completo]. Isso implicaria que o Aerosmith – com ou sem Tyler – apareceria em público por volta de Abril daquele ano. Muitos chegaram a pensar que toda essa movimentação seria um modo de forçar Tyler a se tratar – o que a revista Classic Rock descarta.

Claro, para Steven Tyler, tudo dependia de completar seu tratamento, o que nunca PE garantido [a taxa de sucesso para pessoas completarem tratamento de reabilitação é de 30-50%] e querer voltar pra banda.

“Eu acho que ao longo dos anos nós aprendemos que a mágica está em ter cinco caras que trabalham juntos, fazem música e deixam suas personalidades de lado,” diz Perry. “Nós podemos não ser os melhores músicos do mundo, mas há algo que se completa e fica mais forte com o tempo. Ficamos mais fortes quando tocamos juntos. Somos meio que uma família por escolha e como a maioria das famílias, nem sempre todo mundo está de bem um com o outro, então você tem que dar um jeito de fazer a coisa funcionar, porque vocês estão atados um ao outro. Famílias tem laços de sangue – as bandas são ligadas por mágica de poder fazer música.”

“É como um casamento,” conclui Tyler. “Alguns de nós não se dão bem, mas quando estamos no palco, nós com certeza nos damos e isso é tudo que importa certo?”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Top 20Top 20
Os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR

339 acessosLoja de Discos do Cassio: Aerosmith no Rock in Rio549 acessosAerosmith: tres vídeos retrospectivos de shows recentes460 acessosSteven Tyler: de volta ao American Idol?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Aerosmith"

Steven TylerSteven Tyler
Admitindo ter cheirado 6 milhões em cocaína

Steven TylerSteven Tyler
Vocalista admite em livro que já queimou a rosca

Steven TylerSteven Tyler
Esquecendo a letra da clássica "Crazy"

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Aerosmith"

Cristina ScabbiaCristina Scabbia
Cantora fala sobre seus seios e Playboy

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Comendo oferenda de macumba no Rock in Rio I

Black MetalBlack Metal
O cotidiano fascinante dos fãs adolescentes

5000 acessosMetal: você acredita na "lenda do terceiro álbum"? - Parte 15000 acessosAs histórias por trás de 11 capas clássicas5000 acessosMötley Crüe: a ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda5000 acessosThe Sun: os dez melhores riffs da história do Rock5000 acessosPantera: sem guitarras, com pianos, violinos, violoncelos5000 acessosDeath Metal: melhores versões "executadas" por artistas Pop

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online