Aerosmith: Tudo que esconderam de você - Parte V

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 


339 acessosLoja de Discos do Cassio: Aerosmith no Rock in Rio5000 acessosMetallica: Bob Rock revela segredos do "Black Album"

“Uma das razões para o hiato que a banda teve foi porque havia problemas internos e pra ser completamente honesto, um deles são as drogas legais”, disse Joey Kramer, quando nos falamos em Abu Dhabi antes do show em 2009. “Precisamos lidar com isso e com certeza o faremos. Para os mais jovens, é mais fácil entrar e sair das drogas. Mas quando você tem 61 anos [Tyler tinha 61 anos à ocasião da entrevista] e você está abusando de remédios controlados, é muito mais difícil parar; tem a ver com pessoas, lugares e coisas. Se você está cercado de pessoas erradas, todo mundo te adula e você está com a cabeça fraca, é praí que você vai”.

Muitas histórias rolaram sobre o estado de saúde de Tyler nos últimos anos, e a mais famosa foi sua aparição no MAP Awards de Maio de 2008 dando a Slash um prêmio por sua sobriedade. Tal como alguém observou, “ele estava tão chapado que não sabia onde estava e não dizia nada com nada”.

Enquanto isso, alguns dos amigos do cantor na desintoxicação confirmaram que houve uma vez em que o controverso cantor levou sua recuperação muito a sério.

“Eu lembro de quando toquei com o Aerosmith no Marquee e em Donington em 1990, e eles realmente haviam abraçado a sobriedade”, lembra Jimmy Page. “Isso foi antes de eu me limpar e foi inspirador estar com eles”.

“Eu sou o único membro sóbrio da banda no momento”, alguém do grupo me diz extra-oficialmente, e é difícil de medir o atual estado de saúde da banda. Um deles bebe abertamente e há suspeitas de que não fosse apenas Tyler que estivesse abusando de automedicação, o que faria da hostilidade eles contra Steven algo hipócrita.

Vista panorâmica do Ferrari Stadium
Vista panorâmica do Ferrari Stadium

Tal como Tim Cain do [jornal estadunidense] Illinois Herald apontou: “É interessante assistir ao Aerosmith jogar Steven Tyler pra debaixo de um ônibus, e em seguida passar com as rodas do ônibus sobre ele pra garantir que ele seja abatido: não é o caso do sujo falando do mal-lavado aqui?”.

Parece que em um esforço para reconquistar a confiança da indústria, o Aerosmith se colocou num canto e encobertos por uma imagem bolada por um empresário muito zeloso e não apoiada totalmente pelo resto da banda.

É um cenário triste que isso tenha demorado tanto para chegar às manchetes. Não só por causa dos arrebatadores shows ao vivo ou pela falta de um disco representativo, mas pelo fato do frontman da banda ter saído do palco e alguns dias depois aparecer no YouTube comprando cachaça.

Para os padrões de Keith Richards, esse tipo de comportamento é obrigatório. Para Tyler, é um passo em falso que parece o princípio de uma nova queda pro fundo do poço;

“É tão triste que o racha na banda seja devido às mesmas coisas de antes: drogas e namoradas”, lamenta Billie Perry. “Era de se pensar que as pessoas tivessem aprendido com os erros do passado. Eu acho que a história se repete. É muito egoísmo porque envolve quatro outros colegas”.

“Não podemos ficar sentados esperando por Steven”, Joe Perry diz firmemente, soando como um homem perdendo a paciência. “Não é justo com o resto da banda. Esse é um ano importante para nós e precisamos sair, excursionar e celebrar nosso aniversário”.

O resto da banda foi atrás de possíveis substitutos. A revista inglesa Classic Rock afirmou categoricamente que BILLY IDOL, CHRIS CORNELL e PAUL RODGERS foram todos convidados. LENNY KRAVITZ, enquanto isso, recusou a oferta publicamente devido aparentemente à lealdade por Tyler, um amigo da família.

“Seria ótimo achar um talento novo, mas honestamente, precisamos achar alguém com um belo currículo. Não conseguiríamos tocar em lugares de tamanho decente”, admite Perry. “Se pegássemos alguém como Chris Cornell, daí poderíamos tocar material um do outro, dar um belo show e receber um belo cachê!”

E o Aerosmith sem Tyler, funcionaria?

Segue…

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Top 20Top 20
Os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR

339 acessosLoja de Discos do Cassio: Aerosmith no Rock in Rio549 acessosAerosmith: tres vídeos retrospectivos de shows recentes460 acessosSteven Tyler: de volta ao American Idol?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Aerosmith"

AerosmithAerosmith
Tocante homenagem a Chris Cornell com "Dream On"

Ultimate Classic RockUltimate Classic Rock
Os 100 maiores clássicos do rock

AerosmithAerosmith
A história do roubo da canção do filme "Armageddon"

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Aerosmith"

MetallicaMetallica
Bob Rock revela segredos do "Black Album"

Paul DiAnnoPaul Di'Anno
"Harris é como Hitler e estar no Maiden é entediante!"

A7XA7X
Curiosidades sobre a banda que talvez você não saiba

5000 acessosSilverchair: a história por trás da capa de Freak Show5000 acessosAerosmith: Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro5000 acessosIron Maiden: o pior momento de Bruce Dickinson no palco5000 acessosSolos de guitarra: os 100 melhores segundo a Classic Rock Magazine5000 acessosRaul Seixas: contando sobre tortura durante a ditadura militar4519 acessosJoão Gordo: "Você não pode peidar na Olimpíada que te prendem"

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online