Tradução - Diabolus In Musica - Slayer

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - Diabolus In Musica - Slayer

Traduzido por Alex Cutovoi

  | Comentários:
Imagem

Colaboração: Fernando P. Silva

BITTER PEACE

Initiate blood purge
Coalition in massacre
Mechanized high tech
Whole sale death in effect
Mutually assured
Destruction will occur
Genocide revised
Same pain through diverse eyes

Can't stop the warring factions
Hostile from the start
Always war always
Ending Bitter Peace

Not the last third war
Blood spills for evermore
Patriot hard line
Lay siege till the end of time
No longer kill your brother
Just slaughter one another
Watch for the deadly other
This sibling is a fucker

Can't stop the warring factions
Global tension starts aggression
Peace breaks out then
Breeds contempt unrest

(Solo - Hanneman/King)

Without a reason to fight
A time to kill
Sick lust for skeletal flesh
A taste for all decay
Enter the soldier blind
Stalking the faceless hunt
There is no conscience in this world
That can be reached for peace
Why face the human question
The need to hate
Dead stare through cynical eyes
A trust in only pain
Murder within the skin
Engrave the art of war
Become death's vile parade
March on embrace the violent mind

Can't stop the warring factions
Global tension starts aggression
Peace breaks out then
Breed contempt unrest
One cryptic reason for life murder

PAZ AMARGA

Iniciada a purgação do sangue
Coalizão em massacre
Alta tecnologia mecanizada
A venda da morte em andamento
Mutuamente assegurada
A destruição ocorrerá
Genocídio revisado
A mesma dor através de diversos olhos

Não podem parar as facções combatentes
Hostis desde o começo
Sempre a guerra, sempre
Acabando com a Paz Amarga

Não a última Terceira Guerra
O sangue derrama para todo sempre
Patriota linha dura
Sitiado até o fim dos tempos
Não mais matarás seu irmão
Apenas abaterá algum outro
Atenção com o outro funesto
Este irmão é um filho da puta

Não podem parar as facções combatentes
Tensão global inicia a agressão
Paz quebrada, então
Gera um pandemônio

(Solo - Hanneman/King)

Sem motivo para lutar
Hora de matar
Luxúria doentia por carne esquelética
Um sabor por toda decadência
Entra o soldado cego
Seguindo a caçada sem face
Não há consciência neste mundo
Que pode ser alcançada pela paz
Por que encarar a questão humana?
A necessidade de odiar
Um olhar morto através de olhos cínicos
Uma confiança somente na dor
Assassinato dentro da pele
Esculpi a arte da guerra
Torna-se o vil desfile da morte
Marcha adiante, abraça a mente violenta

Não podem parar as facções combatentes
Tensão global inicia a agressão
Paz quebrada, então
Gera um pandemônio
Uma razão oculta para o assassinato da vida

DEATH'S HEAD

Death's pointed at your head
Your mind's on the trigger pull it
Bludgeon bodies give up
Their muted horror story
Scene of your rage
Death is not strange
Blood on the walls
You stand alone satisfied
I'll wake the silence in you
I'll shoot the violence through you

Terrified by the thought
That you are all alone
Paralyzed by the fact
That you are not alone
You're losing your mind
I'm losing control
You're losing your mind
As I bury your world
I'll wake the silence in you
I'll shoot the violence through you

I can't remember yet someone
Always seems to die
You are the reason why
I became the chosen one
I've got the right
God makes no sense
I've got the right
I feel my back against the wall

(Solo – Hanneman)

Death's pointed at your head
Your mind's on the trigger pull it
Bludgeon bodies give up
Their muted horror story
Scene of my rage
Scene of my rage
Death is your name
You're facing your grave
I taste your tears caress your face
I watch you lie insane
Dying for love
Praying to die
I want what's inside you
Dressed in your blood
You wear it well
Dying because I care
Your eyes are wide
But you can't see
Rotting my lust away
I'll shoot the violence through you
And wake the part that's dead
I hate the silence in you
I want what's in your head

CAVEIRA

A morte está apontada para a sua cabeça
Sua mente está no gatilho, puxe-o
Corpos espancados, se rendem
Suas histórias mudas de horror
Cena de sua raiva
A morte não é estranha
Sangue nas paredes
Você sobrevive sozinho satisfeito
Irei despertar o silêncio em você
Irei atirar a violência através de você

Apavorado pela idéia
De estar completamente só
Paralisado pelo fato
De você não estar sozinho
Você está perdendo a cabeça
Eu estou perdendo o controle
Você está perdendo a cabeça
Enquanto eu enterro seu mundo
Irei despertar o silêncio em você
Irei atirar a violência através de você

Não consigo me lembrar de alguém
Sempre aparentando morrer
Você é a razão pelo qual
Eu me tornei o escolhido
Eu tenho o direito
Deus não faz sentido
Eu tenho o direito
Sinto minhas costas contra a parede

(Solo – Hanneman)

A morte está apontada para a sua cabeça
Sua mente está no gatilho, puxe-o
Corpos espancados, se rendem
Suas histórias mudas de horror
Cena de minha raiva
Cena de minha raiva
Morte é seu nome
Você está encarando seu túmulo
Eu provo suas lágrimas, acaricio seu rosto
Vejo você deitar, insano
Morrendo pelo amor
Rezando para morrer
Quero o que está dentro de você
Vestido em seu sangue
Você o veste bem
Morrendo porque me preocupo
Seus olhos estão arregalados
Mas você não consegue enxergar
Apodrecendo minha luxúria
Irei atirar a violência através de você
E despertar a parte que está morta
Odeio o silêncio em você
Eu quero o que está na sua cabeça

STAIN OF MIND

Imagine Humanity's decline
Step inside my Stain of Mind
Infesting superiority
Infectious immorality oh yeah
Come worship the place no truths are told
Praise the land where sins are sold
No passion no love your faith evades
Never see yourself again that way
Death becomes your bride
Lifelessness invades your eyes

In fire baptized
All pain sifts through my soul
You'll never feel greater misery
Master of my enemy
Let the purest Stain of Mind
Wash the virtue from your eyes

As one the collective unifies
Emanate a faithless shine
Forever creation has conceived
Birth of destruction spreads its wings
Chaotic rebirth a new domain
Re-live the sight the sound the pain

Erotic the taste of agony
Adorn the scars of inhumanity
This is what you see
Deep inside of me
Agony is life
Lechery is life
Godlessness is life
Purgatory magnified

In fire baptized
All pain sifts through my soul
You'll never feel greater misery
Master of my enemy
Let the purest Stain of Mind
Wash the virtue from your eyes

Enticing malevolence allures
Bastardize the clean and pure
Salvation forever crucified
I choose the other side oh yeah
Entire, complete serenity
Injected intravenously
Transgression euphoric bliss divine
Initiate a timeless Stain of Mind
Blood will sterilize
In fire baptized
All pain sifts through my soul
You'll never feel greater misery
Master of my enemy
Let the purest Stain of Mind
Wash the virtue from your eyes

MANCHA DA MENTE

Imagine o declínio da humanidade
Pise dentro da minha Mancha da Mente
Infestando a superioridade
Imoralidade contagiosa, oh yeah
Venha adorar o lugar (onde) nenhuma verdade é dita
Louve a terra onde os pecados são vendidos
Sem paixão, sem amor, sua fé se esquiva
Jamais se verá de novo daquele jeito
A morte se torna sua noiva
A inércia invade seus olhos

No fogo batizado
Toda a dor se espalha pela minha alma
Você nunca sentirá um sofrimento maior
Mestre do meu inimigo
Deixe a mais pura mancha da mente
Lavar a virtude dos seus olhos

Como um, o coletivo se unifica
Emana um brilho sem fé
Para sempre a criação concebeu
O nascimento da destruição abre suas asas
Renascimento caótico, um novo domínio
Reviver a visão, o som, a dor

Erótico o sabor da agonia
Adorna as cicatrizes da inumanidade
Isso é o que você vê
Dentro de mim
Agonia é vida
Luxúria é vida
Ateísmo é vida
Purgatório engrandecido

No fogo batizado
Toda a dor se espalha pela minha alma
Você jamais sentirá um sofrimento maior
Mestre do meu inimigo
Deixe a mais pura mancha da mente
Lavar a virtude dos seus olhos

Sedutora, a malevolência atrai
Abastarda o casto e o puro
A salvação para sempre crucificada
Eu escolho o outro lado, oh yeah
Inteira, completa serenidade
Injetada intravenosamente
Transgressão eufórica, felicidade divina
Inicia uma eterna Mancha da Mente
O sangue esterilizará
No fogo batizado
Toda a dor se espalha pela minha alma
Você nunca sentirá um sofrimento maior
Mestre do meu inimigo
Deixe a mais pura Mancha da Mente
Lavar a virtude dos seus olhos

OVERT ENEMY

I breach your life
Indoctrinate
Police your thoughts
Ask why I hate
I lose control
When I see your face
Abusing power
I infiltrate
Continue lies
Then masturbate
I walk the line
I'll do no time
I hate your church
I'll burn your state
A bleeding heart
A seal of fate
There is no crime
Within my mind
I'll sell your life and preach your death
A wicked plan born of contempt
Bleeding my ideology through pain

(Solo – Hanneman)

Audacious plans
I calculate
A new world view
I'll re-instate
Don't cross my path
Or I'll see you burn

You'll meet your end
Find death alone
No grave to mark
The seeds you've sown
You've pushed too far
My secrets I defend
I'll sell your life and preach your death
A wicked plan born of contempt
Bleeding my ideology through pain

(Solo – Hanneman)

Demonize what is feared
Profane architect
Skull and bones through the mind
Barbaric thoughts of old
Celebrate all unknown
At last the dead await
The die is cast for the meek
Inherit endless dead time
Smell the victims are near
Consume the catalyst
Hunting masses for game
Implanting septic thoughts
Reaping terror through words while
Armed behind your back
Pseudo leaders betray
Enslaving all of mankind
Cast out the Demi God
Dethrone the demagogue
Cast out the church god
I command your life
And I don't care
Let bullets rain
From everywhere
No suicide
Will save you from yourself

INIMIGO VISÍVEL

Eu arrombo sua vida
Doutrino
Policio seus pensamentos
Pergunte por que eu odeio
Perco o controle
Quando vejo seu rosto
Abusando do poder
Eu infiltro
Mentiras contínuas
Então masturbo
Eu ando na linha
Não cumprirei nenhuma pena
Eu odeio sua Igreja
Eu vou queimar seu estado
Um bom coração
Um selo do destino
Não há crime
Dentro da minha mente
Venderei sua vida e pregarei sua morte
Um plano malvado nasce do desprezo
Sangrando minha ideologia através da dor

(Solo – Hanneman)

Planos audaciosos
Eu calculo
Uma nova visão do mundo
Irei reinstalar
Não cruze meu caminho
Ou verei você queimar

Você encontrará seu fim
Procure a morte sozinho
Sem túmulo pra marcar
As sementes que você semeou
Você empurrou para longe
Defendo meus segredos
Venderei sua vida e pregarei sua morte
Um plano malvado nasce do desprezo
Sangrando minha ideologia através da dor

(Solo – Hanneman)

Endemoninhar o que é temido
Arquiteto profano
Caveiras e ossos através da mente
Pensamentos bárbaros de outrora
Celebra todo o desconhecido
Finalmente os mortos aguardam
A sorte é lançada para os humildes
Herança infinita de uma época morta
Cheire, as vítimas estão próximas
Consuma o catalisador
Caçando as massas para o jogo
Implantando pensamentos sépticos
Colhendo o terror através das palavras enquanto
Armados atrás das suas costas
Pseudo-líderes traem
Escravizando toda a humanidade
Excomungue o Semi-Deus
Destrone o demagogo
Excomungue a igreja de Deus
Eu comando sua vida
E não me importo
Deixe a chuva de balas
De toda a parte
Nenhum suicídio
Salvará você de si mesmo

PERVERSIONS OF PAIN

You better learn my name
Cause I'm the one insane
And I'm a constant threat
You run in fear from my dark silhouette
Inside my violent mind
Chaos is all you'll find
Anarchy uncontained
Bear witness to the scorn of my campaign
Observe a fresh new dawn
Seep from my eyes
Into your brain
Visualize
Within my world of hate
Disruption I instate
Malicious entity
Defile and desecrate humanity
Alone they all will die
Corroding from inside
With no one left to save them
As I'm dancing
On their fucking graves
Perversions of pain
Seep from my eyes
Into your brain
Visualize

(Lead - King)

Take a look into my mind
Where pleasure is refined
Endless burning holes
Of scarred souls
Step inside my world of hate
Where everything mutates
Your senses under siege
Ingest the virtues I feed
A higher level of pain
Is racing through my veins
There's nothing more intense
Than mental misery that I dispense
So follow right along
Observe a fresh new dawn
Of super sensation
My realm of torture stimulation
Perversions of pain
Seep from my eyes
Into your brain
Visualize

You better learn my name
Cause I'm a man insane
Inside my violent mind
Chaos is all you'll find
Within my world of hate
Disruption I instate
Alone you all will die
Corroding from inside
Follow right along
Observe a fresh new dawn
Racing through my veins
A higher level of pain
Higher level of pain
Higher level of pain

PERVERSÕES DA DOR

Melhor você aprender meu nome
Porque sou um cara insano
E sou uma ameaça constante
Você correrá de medo da minha silhueta negra
Dentro da minha mente violenta
Caos é tudo que você encontrará
Anarquia incontrolável
Testemunho para o desprezo da minha campanha
Observe um novo amanhecer
Penetrar dos meus olhos
Para dentro do seu cérebro
Visualize
Dentro do meu mundo de ódio
Eu nomeio a ruptura
Entidade maliciosa
Poluir e profanar a humanidade
Sozinhos, todos irão morrer
Corroendo por dentro
Sem ninguém para salvá-los
Enquanto estou dançando
Na porra dos seus túmulos
Perversões da dor
Penetram dos meus olhos
Para dentro do seu cérebro
Visualize

(Solo - King)

Dê uma olhada dentro de minha mente
Onde o prazer é refinado
Infinitos buracos em chamas
De almas cicatrizadas
Pise dentro do meu mundo de ódio
Onde tudo é mutável
Seus sentidos sob cerco
Ingerem as virtudes que eu alimento
Um alto nível de dor
Está correndo através de minhas veias
Não há nada mais intenso
Que essa miséria mental que eu dispenso
Então siga até o fim
Observe um novo amanhecer
De super sensação
Meu reino de estimulação da tortura
Perversões da dor
Penetram dos meus olhos
Para dentro do seu cérebro
Visualize

Melhor você aprender meu nome
Pois eu sou um cara insano
Dentro da minha mente violenta
Caos é tudo que você encontrará
Dentro do meu mundo de ódio
Eu nomeio a ruptura
Sozinhos, todos vocês morrerão
Corroendo por dentro
Segue o tempo todo
Observe um novo amanhecer
Correndo através de minhas veias
Um alto nível de dor
Alto nível de dor
Alto nível de dor

LOVE TO HATE

Enter my mind can you stop the rage
No one shall mourn or pity my grave
Fighting the world without remorse
Searching for blood to never grow old
A personal hell is where I reside
Taunting death sounds cadavers in pain
Judging my soul I am not his son
Screaming God's name I want some more

You love to hate me
But you won't kill me
Suicidal surge
Desensitize the world

Take what I want primordial ground
Humanity bleeds from inside my veins
Losing all grasp an evil so old
Vengeance it breeds driving you insane
Exhaust all will hanging by the neck
Anguish within let it blind the eyes
Better off dead is your epitaph
Apathy feeds the human demise
Absolute reign a malevolent mind
Conceptions so vile in this bottomless soul

Shooting up hate nothing beats the rush
Total addicting, corrupt and profane
Force-fed lies in this chapel of lust
Dancing in blood disciples enslaved
Putrefied walls adorned with your flesh
Coating this shrine of the ungodly cross

You love to hate me
But you won't kill me
Suicidal surge
Desensitize the world

Pessimistic dreams
Realistic screams
Crucify creation
Magnify damnation

Enter my mind can you stop the rage
No one shall mourn or pity my grave
Fighting the world without remorse
Searching for blood to never grow old

Absolute reign a malevolent mind
Conceptions so vice in this bottomless soul
Putrefied walls adorned with your flesh
Coating this shrine of the ungodly cross

You love to hate me
But you won't kill
Suicidal surge
Desensitize the world

ADORA ODIAR

Entre na minha mente, você pode parar a fúria?
Ninguém ficará de luto ou lamentará em meu túmulo
Lutando com o mundo sem remorso
Procurando por sangue para nunca ficar velho
Um inferno pessoal é onde eu resido
Sons da morte provocativa, cadáveres em dor
Julgando minha alma, não sou seu filho
Gritando o nome de Deus, quero um pouco mais

Você adora me odiar
Mas você não vai me matar
Onda suicida
Dessensibiliza o mundo

Toma o que eu quero, os fundamentos primordiais
A humanidade sangra de dentro das minhas veias
Perdendo todo o domínio, um mal tão antigo
A vingança se cria te levando à loucura
Exaustos, todos vão ser pendurados pelo pescoço
A angústia interior, deixe-a cegar os olhos
Melhor estar morto é o seu epitáfio
A apatia alimenta o legado humano
Reino absoluto, uma mente malévola
Concepções tão marginais nesta alma abismal

O ódio atirador, nada detém o ataque
Vício total, corrupto e profano
Mentiras alimentadas à força nesta capela da luxúria
Dançando no sangue, os discípulos escravizados
Paredes deterioradas adornadas com sua carne
Recobrindo este santuário da cruz pecaminosa

Você adora me odiar
Mas você não vai me matar
Onda suicida
Dessensibiliza o mundo

Sonhos pessimistas
Gritos realistas
Crucificam a criação
Engrandecem a danação

Entre na minha mente, você pode parar a fúria?
Ninguém ficará de luto ou lamentará em meu túmulo
Lutando com o mundo sem remorso
Procurando por sangue para nunca envelhecer

Reino absoluto, uma mente malévola
Concepções tão marginais nesta alma abismal
Paredes deterioradas adornadas com sua carne
Recobrindo este santuário da cruz pecaminosa

Você adora me odiar
Mas você não vai matar
Onda suicida
Dessensibiliza o mundo

DESIRE

No one could ever doubt my rapture
As you too will soon discover
No one will ever cross my love
Deadly consequence will rise above

Lying all alone
Visions of erotic bliss
Feel your warmth from inside your skin
A fever I can not resist

Desire I would kill for you
Right or wrong I'd do anything
True and pure the intensity
Every time death is next to me

Lying all alone
Visions of erotic bliss
Feel your warmth from inside your skin
A fever I can not resist

(Lead - Hanneman/King)

Anxiously feeling grotesque
Up against your flesh
Forbidden fantasies
Uncontrollable heat
Find yourself all alone and dead
Visions of corroding bliss
Feel the warmth from inside your skin
A sensation I can't resist

DESEJO

Ninguém poderia duvidar do meu êxtase
Como você também logo descobrirá
Ninguém jamais cruzará meu amor
Uma conseqüência mortal se elevará

Deitado e completamente só
Visões de felicidade eróticas
Sinto o calor de dentro de sua pele
Uma febre que não consigo resistir

Desejo, eu mataria por você
Certo ou errado, eu faria qualquer coisa
Verdadeira e pura a intensidade
Toda vez a morte está próxima de mim

Deitado e completamente só
Visões de felicidade eróticas
Sinto o calor de dentro de sua pele
Uma febre que não consigo resistir

(Solo - Hanneman/King)

Ansiosamente se sentindo grotesco
De encontro à sua carne
Fantasias proibidas
Calor incontrolável
Encontre a si mesmo sozinho e morto
Visões de felicidade corrosiva
Sinto o calor de dentro de sua pele
Uma sensação que não consigo resistir

IN THE NAME OF GOD

I want to - Invite you - Welcome you
To my hate - To my scorn - To myself
Saturate you - Infest you - Betray you
Stimulate you - So eager for my lies

For my lies...Lies
Lies in the name of God

(Lead – King)

I take you - I play you - Invade you
Lacerate - I scar your - Innocence
Masticate you - Ingest you - Become you
Defenseless - I fill your emptiness
With my lies...Lies
Lies in the name of God

In this world of shit I exist
Perfect world conforms I resist
Disconnect the nerves from the spine
Desecrate the walls of the mind

Through these eyes no love is alive
Through these eyes unrest never dies
Through these lies compassion is lost
Through these lies await the Ungod
Antichrist is the name of God
Antichrist is the name of God
Antichrist is the name of God
Antichrist is the name of God

EM NOME DE DEUS

Eu quero, convidar você, saudar você
Pro meu ódio, pro meu desprezo, pra mim mesmo
Saturá-lo, infestá-lo, traí-lo
Estimulá-lo, tão ávido pelas minhas mentiras

Pelas minhas mentiras...Mentiras
Mentiras em nome de Deus

(Solo – King)

Te pego - te gozo - te invado
Dilacero - cicatrizo a sua - inocência
Te mastigo - te engulo - torno você
Indefeso - preencho seu vazio
Com minhas mentiras...mentiras
Mentiras em nome de Deus

Neste mundo de merda, eu existo
O mundo perfeito conforme eu resisto
Desconecto os nervos da coluna vertebral
Profano as paredes da mente

Através destes olhos, nenhum amor está vivo
Através destes olhos, a efervescência nunca morre
Através destas mentiras, a compaixão está perdida
Através destas mentiras, aguarda o não-deus
Anticristo é o nome de Deus
Anticristo é o nome de Deus
Anticristo é o nome de Deus
Anticristo é o nome de Deus

SCRUM

No blood no glory
All pain and fury
A demonstration
Of domination
Show of pure intimidation

(Lead - King)

Full contact why I live and breathe
Side stepping all the human debris
Head strong I know that I'll prevail
Face down in my arena you will fail

Head to head eye to eye
Human pile of proven pride
Ripping flesh spitting teeth
Sacrifice for victory
Base line - Goal line
Overtime - Killing time

Relentless brotherhood of discipline
Centuries of tradition is to win
Head first into battle feel the rush
Living on adrenaline your try is crushed

(Lead - King)

No blood no glory
All pain and fury
Head to head eye to eye
Human pile of proven pride
Ripping flesh spitting teeth
Sacrifice for victory
Base line - Goal line
Overtime - Killing time

DISPUTA *

Sem sangue, sem glória
Toda dor e fúria
Uma demonstração
De dominação
Show de pura intimidação

(Solo - King)

Contato total, por que eu vivo e respiro?
Passos laterais, todos os escombros humanos
Cabeça forte, eu sei que prevalecerei
De bruços em minha arena, você falhará

Cabeça a cabeça, olho a olho
Pilha humana de orgulho comprovado
Rasgando a carne, cuspindo dentes
Sacrifício pela vitória
Linha de base - linha de fundo
Hora extra - Hora da matança

Irmandade implacável da disciplina
Séculos de tradição são para vencer
A cabeça primeiro na batalha, sinta o ataque
Vivendo na adrenalina, sua tentativa é esmagada

(Solo - King)

Sem sangue, sem glória
Toda dor e fúria
Cabeça a cabeça, olho a olho
Pilha humana de orgulho comprovado
Rasgando a carne, cuspindo dentes
Sacrifício pela vitória
Linha de base - linha de fundo
Hora extra - Hora da matança

* Scrum provém de “scrumage” que é a disputa acirrada pela bola numa partida de rúgbi.

SCREAMING FROM THE SKY

I stalk close in from above
Silent wings will test your faith
Death will never hear me pass
Launch attack you're too late

I hear flak inside my head
Deafening thunder cities burn
Carpet-bombing laid to waste
Throwed inside a death mask
Holy cross embedded in your tomb
Casualties are buried through your mind
Certain death is screaming from the sky
I live to destroy below
Hunted victims are unseen
Flying wrath a fortress hell
War machine to kill all
I leave carnage in my wake
Choking bleeding for your life
Faceless prey has been erased
Silence reigns you're dead now
Holy cross embedded in your tomb
Casualties are buried through your mind
Certain death is screaming from the sky

(Lead - King)

Listen to the rhythm of a dead man walking
Silent is the heartbeat of the predator stalking
Hear the sound of air
Feel the warmth touch your neck
Reality is not fair
No time to second guess
Hear the distant ringing of the blade
As it cuts your neck
Silent is the cry lying on your mattress of blood
An easy mark for a veteran of execution
I walk step by step with death
Where all bludgeoned bodies lie
You will see my face of rage
Cut your heart out of your chest
Leave impaled the consummation of mankind

GRITANDO DO CÉU

Eu caço me aproximando por cima
Asas silenciosas testarão sua fé
A morte nunca vai me ouvir passar
Lanço o ataque, você está atrasado demais

Eu ouço o fogo antiaéreo em minha cabeça
Trovão ensurdecedor, cidades queimam
Bombardeios aéreos devastadores
Lançados dentro de uma máscara da morte
A cruz sagrada, entalhada em sua tumba
Vítimas enterradas através de sua mente
A morte certa está gritando do céu
Eu vivo para destruir abaixo
Vítimas caçadas são invisíveis
Ira voadora, uma fortaleza do inferno
Máquina de guerra para matar todos
Eu deixo carnificina em meu rastro
Sufocando, sangrando pela sua vida
Presas sem rostos foram apagadas
O silêncio reina, você está morto agora
A cruz sagrada, entalhada em sua tumba
Vítimas enterradas através de sua mente
A morte certa está gritando do céu

(Solo - King)

Ouça o ritmo de um homem morto caminhando
Silenciosa é a batida do coração do predador caçando
Ouça o som do ar
Sinta o calor tocar seu pescoço
A realidade não é justa
Sem vez para críticas posteriores
Ouça o toque distante da lâmina
Na medida em que ela corta seu pescoço
Silencioso é o grito que jaz no seu colchão de sangue
Uma marca fácil para um veterano de execução
Eu ando lado a lado com a morte
Onde todos os corpos espancados jazem
Você verá minha face de ódio
Arranco seu coração do seu peito
Deixo empalado, o consumo da humanidade

WICKED

Cataract blinding your eyes
To the violent design
Regenerating impending genocide
It's the dawn of decay
Mark the end of your days
Just another lost casualty of the times
The wicked will feed the chaos
Control and rule disorder
Disintegration's multiplying
Till there is no more bloodline
A future of never-ending

Insane civil disorder
Free yourself from the red dawn
The time has come
Death's head shattering
Blow to the throat
At the end of the rope
Degeneration that follows into the fire
In a world gone insane
No one else left to blame
Your just another part of the collective vile

The wicked will feed the chaos
Control and rule disorder
Disintegration's multiplying
Till there is no more bloodline
A future of never-ending
Free yourself from the red dawn
The time is now

(Lead - King/Hanneman/King/Hanneman)

Era of total destruction has slowly begun
Yielding death none will survive
Order out of chaos
The true will of the Beast
A life of desolation
Ten bleeding hearts
One wicked mind
In spiritual sin
Their time is now
Era of total destruction will never decease
Only death is your savior

Order out of chaos
The true will of the Beast
A life of persecution
Ten bleeding heats
One wicked mind
In spiritual sin
Their time is now

Famine, plagues, war and death
Scourges preceding the end
Death is your only savior
Ten bleeding heats
One wicked mind
In spiritual sin
Their time is now
Bringing total annihilation

MALIGNO

Catarata cegando seus olhos
Para o propósito violento
Regeneração iminente do genocídio
Este é o raiar da decadência
Marca o fim dos seus dias
Apenas outra vítima perdida dos tempos
O maligno alimentará o caos
Controlará e ordenará a desordem
A desintegração está se multiplicando
Até que não haja mais linhagem
Um futuro que não tem fim

Desordem civil insana
Liberte-se do amanhecer sangrento
A hora chegou
A caveira está se despedaçando
Estoura até a garganta
Até o limite de suas forças
A degeneração que segue dentro do fogo
Em um mundo insano
Não sobrou ninguém para culpar
Apenas sua outra desprezível parte coletiva

O maligno alimentará o caos
Controlará e ordenará a desordem
A desintegração está se multiplicando
Até que não haja mais linhagem
Um futuro que não tem fim
Liberte-se do amanhecer sangrento
A hora é agora

(Solo - King/Hanneman/King/Hanneman)

A era de total destruição começou devagar
Morte indulgente, ninguém sobreviverá
A ordem tirada do caos
A verdadeira vontade da Besta
Uma vida de desolação
Dez bons corações
Uma mente maligna
No pecado espiritual
Sua hora é agora
A era de total destruição nunca irá falecer
Só a morte é sua salvadora

A ordem tirada do caos
A verdadeira vontade da Besta
Uma vida de perseguição
Dez bons corações
Uma mente maligna
No pecado espiritual
Sua hora é agora

Fome, pragas, guerra e morte
Flagelos precedendo o fim
A morte é sua única salvadora
Dez bons corações
Uma mente maligna
No pecado espiritual
Sua hora é agora
Trazendo aniquilação total

POINT

I'm the one that brings you war
Infiltrate unguarded shores
Master of afflicting pain
Point is where all die

(Lead - King)

I'm the one to taste your blood
Trashing through the crimson mud
Messenger of all demise
Point is where I reign
Piercing, impaling
No judgment, just punishment
Discreate, annihilate assault with no regret
I'm the one to taste your death
Basking in your dying breath

Messenger of all demise
Point is where all die
Piercing, impaling
No judgment, just punishment
Discreate, annihilate assault with no regret

Born to kill sweep and clear
Staring down the face of fear
Shrapnel flies dehumanize
Flesh and blood will fertilize
Empty all the magazines
Lethal spray from M-16's
Pace the march and sing the song
Right the fuck where I belong
Stained in blood
No fear - no sound
Penetrate your holy ground
Leave you where your comrades lie

Point is where all die
Pure destruction has begun
Fearlessly the battle's won
Spread extinction through the dawn
Signature of wrath is spawned
Minister of death unleashed
My lust for war will never cease
With no remorse I watch you die
Body count's the bottom line
Crashing slashing to the end
Your final pulse has just been spent
Leave you where your comrades lie
Point is where all fucking die

(Lead - Hanneman)

Crashing slashing to the end
Your final pulse has just been spent
Leave you where your comrades lie
Stained in blood
No fear - no pain - no life

(Lead - King)

Clouded skies rain only death
Silence all opposing threats
Quench the hunger of my gun
Exploding cities overrun
I'm the one to taste your death
Basking in your dying breath
Messenger of all demise
Point is where all die

PONTO

Eu sou aquele que traz guerra a você
Infiltrando-se nas praias desprotegidas
Mestre da dor aflitiva
O ponto é onde todos morrem

(Solo - King)

Sou aquele que prova seu sangue
Avançando através da lama rubra
Mensageiro de todas as mortes
O ponto é onde eu reino
Perfurando, empalando
Sem julgamento, só punição
Descriar, aniquilar, atacar sem remorso
Sou aquele que prova sua morte
Deleitando-se no seu suspiro agonizante

Mensageiro de todas as mortes
O ponto é onde eu reino
Perfurando, empalando
Sem julgamento, só punição
Descriar, aniquilar, atacar sem remorso

Nascido para matar, varrer e limpar
Encarando a face do medo
Metralhas voam, desumanizam
Carne e sangue irão fertilizar
Esvaziar todas as revistas
Spray mortal dos M-16
Ditam a marcha e cantam a canção
Certa é a porra de onde eu pertenço
Manchado de sangue
Sem medo - sem som
Penetro no seu território sagrado
Deixo você onde seus companheiros jazem

O ponto é onde todos morrem
Começou a pura destruição
Corajosamente a batalha é vencida
Espalha a extinção através da aurora
A assinatura da ira é gerada
O ministro da morte, libertado
Minha luxúria pela guerra nunca cessará
Sem remorso, vejo você morrer
Contagem de corpos, o ponto principal
Colidindo, retalhando até o fim
Sua pulsação final simplesmente já era
Deixo você onde seus companheiros jazem
O ponto é onde todos os porras morrem

(Solo - Hanneman)

Colidindo, retalhando até o fim
Sua pulsação final simplesmente já era
Deixo você onde seus companheiros jazem
Manchado de sangue
Sem medo - sem dor - sem vida

(Solo - King)

Céus nublados, chove somente a morte
Silencia todas as ameaças de oposição
Sacia a fome da minha arma
Explodindo cidades, invasão
Sou aquele que prova sua morte
Deleitando-se no seu suspiro agonizante
Mensageiro de todas as mortes
O ponto é onde todos morrem

UNGUARDED INSTINCT

Use the need, lose control
Hidden voice inviting
Imposing will, unconscious skill
Embraced immoral passion
Born is still, thirst for thrill
Indulgence of illusion
Neurotic, psychotic
Dead silent screams, come alive
Killing seed, first degree
I shut the world outside
Denied and laid to waste
The body and soul divide
A final thrill, a timely kill
Unbound, unguarded
Fantasized, realized
Enforced upon the dying
Free reign of the asylum
Archaic energy thrives
Dead cold, I control
Eternal screams that slowly die
Killing spree, first degree
I shut the world outside
Denied and laid to waste
The body and soul divide
Dimentia born of sin
A symptom that begins
Vengeance so divine

(Lead - Hanneman/King)

Lost my grip of what's real
Unrestrained self-induced vertigo
Manic power chills my spine
I can't erase this instinct I embrace
Two faced moral abandon

Races my blood boils my skin
Unhinging the doorway to this asylum
Releasing unshackled poison dreams
Beginning the end of temptation
A vengeance so divine
The end of temptation
A vengeance so divine
Killing spree, first degree
I shut the world outside
Denied and laid to waste
The body and soul divide

INSTINTO DESPROTEGIDO

Use a necessidade, perca o controle
Vozes ocultas convidativas
Impondo a vontade, habilidade inconsciente
Paixão imoral abraçada
Nascer ainda é, a sede de excitação
Indulgência da ilusão
Neurótica, psicótica
Gritos de silêncio dos mortos, tomam vida
Semente da matança, primeiro passo
Eu tranco o mundo lá fora
Negados e largados a mingua
O corpo e a alma se dividem
Um último tremor, a morte na hora certa
Desatado, descuidado
Fantasiado, realizado
Reforçado sob o moribundo
Reino livre do asilo
Energias arcaicas do êxito
Friamente, eu controlo
Os gritos eternos que vagarosamente morrem
Farra da matança, primeiro passo
Eu tranco o mundo lá fora
Negados e largados à míngua
O corpo e a alma se dividem
A demência nasceu do pecado
Um sintoma que começa
Vingança tão divina

(Solo - Hanneman/King)

Perdi meu domínio sobre o que é real
Vertigem auto-induzida e irrefreável
Força maníaca arrepia minha espinha
Não consigo apagar esse instinto que abraço
Abandono da moral hipócrita

Meu sangue corre e ferve minha pele
Escancarando as portas para esse asilo
Libertando os sonhos envenenados desimpedidos
Começando o fim da tentação
Uma vingança tão divina
O fim da tentação
Uma vingança tão divina
Farra da matança, primeiro passo
Eu tranco o mundo lá fora
Negados e largados à míngua
O corpo e a alma se dividem





Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Slayer"

Parcerias Brilhantes: duplas que marcaram história
Dave Lombardo: o Philm tem uma expressão musical diferenciada
Guitar World: 11 Álbuns Essenciais do Thrash Metal
Gary Holt: resistência matadora por tocar em duas bandas
E Se...: Sua banda favorita mudasse de gênero musical?
Slayer e Exodus: Gary Holt fala como é tocar em duas bandas
Dave Lombardo: Jeff não gostaria de ver o Slayer dessa forma
Lombardo: ele acha que nunca mais tocará novamente com o Slayer
Guitar World: 10 Álbuns clássicos essenciais do Metal
Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman
Pylon: recrutando Tim Gaines, do Stryper, para cover do Slayer
Slayer: Lombardo mente quanto a seu salário, afirma biógrafo
Dave Lombardo: menos de mil dólares por show com o Slayer
Dave Lombardo: eles não eram amigos, apenas parceiros de negócios
Slayer: as fotos mais legais do Instagram da mulher de Kerry King

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Alex Cutovoi

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas