Tradução - So Far, So Good... So What! - Megadeth

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - So Far, So Good... So What! - Megadeth

Traduzido por Leonardo Torres Seabra e Fernando P. Silva

  | Comentários:
Imagem

INTO THE LUNGS OF HELL

(Instrumental)

NOS PULMÕES DO INFERNO

(Instrumental)

SET THE WORLD AFIRE

Red flash clouds
Choking out the morning sky
They said it'd never come
We knew it was a lie
All forms of life die
Now the humans all succumb
Time to kiss your ass goodbye
The end has just begun

Distorted figures walk the street; it's 1989
Weeds once underneath your feet
Have grown into vines
Bodies melted like a candle
A land without a face
No time to change your fate
No time left, it's too late

The arsenal of Megadeth
Can’t be rid they said
And if it comes, the living will envy the dead
Racing for power, and all come in last
No winning first stone cast
This falsehood worldly peace
Its treaties will soon cease
No one will be left to prove that numbers existed
Maybe soon the children will be born open fisted
We all live on one planet it will all go up in smoke

Too bad they couldn't see this lethal energy
And now the final scene, a global darkening

Dig deep the piles of rubble and ruins
Towering overhead both far and wide
There's unknown tools of World War III
Einstein said "We'll use rocks on the other side"
No survivors set the world afire

ATEAR FOGO NO MUNDO

Nuvens com clarões vermelhos
Sufocam o céu da manhã
Eles disseram que isto nunca aconteceria
Sabíamos que era mentira
Todas as formas de vida morrem
Agora todos os seres humanos sucumbem
È hora de dizer adeus
O fim apenas começou

Vultos destorcidos andam nas ruas, é 1989
Ervas daninhas uma vez sob seus pés
Cresceram em forma de videiras
Corpos derretidos como uma vela
Uma terra sem uma face
Não há tempo para mudar seu destino
Não há mais tempo, tarde demais

O arsenal da Mega morte (1)
Não há como se livrar, eles disseram
E se vier a acontecer, os vivos irão invejar os mortos
Corrida pelo poder, e tudo chega ao final
Sem vencedor, a primeira pedra atirada
Essa paz mundial fajuta
Seus tratados logo cessarão
Ninguém sobrará para provar que esses números existiram
Talvez em breve as crianças nasçam com os punhos abertos
Todos nós vivemos em um planeta que virará fumaça

É uma pena que eles não puderam ver esta energia letal
E agora a cena final, um escurecimento global

Cavouque fundo nas pilhas de entulhos e ruínas
No alto, por cima, em toda parte
Há aparatos desconhecidos da Terceira Guerra Mundial
Einstein disse "Usaremos pedras do outro lado" (2)
Sem sobreviventes, ateie fogo no mundo

(1) Megadeth = Mega morte. O equivalente à morte de um milhão de pessoas ou mais.

(2) Referência à frase de Einstein: "Na quarta guerra mundial, usaremos pedras como armas". Perguntado se saberia responder que tipo de armas as potências mundiais usariam em uma eventual Terceira Guerra Mundial, Einstein disse: “Não sei. Mas na Quarta Guerra Mundial, usaríamos paus e pedras”.

Essa música é sobre a destruição de toda a vida na terra através de armas nucleares e as terríveis conseqüências. A introdução dessa música é de uma banda chamada The Ink Spots.

ANARCHY IN THE USA

Right now

I am an Anti-Christ
And I am an anarchist
Don't know what I want
But I know how to get it
I want to destroy, possibly

Cause I want to be Anarchy
No dog's body

Anarchy for the USA
It's coming sometime it maybe
I give a wrong, time stop a traffic light
Your future dream is a shopping spree

Cause I want to be Anarchy, in the city

Of many ways to get what you want
I use the best, I use the rest
I use the enemy
I use anarchy

Cause I want to be Anarchy
It’s the only way to be

Is this the MPLA?
Is this the UDA?
Is this the IRA?

I thought it was the USA
Or just another country
And other cunt-like tendencies

Cause I want to be Anarchy
Cause I want to be Anarchy
You know what I mean?
Cause I want to be an Anarchist
Again I'm pissed
Destroy!

ANARQUIA NOS EUA *

É pra já

Eu sou um Anti-Cristo
E eu sou um anarquista
Não sei o que eu quero
Mas sei como conseguir
Eu quero destruir, possivelmente

Pois eu quero ser a Anarquia
Não um pau-mandado

Anarquia para os EUA
Chegará a qualquer hora, talvez
Dou uma mancada, hora de parar um sinal de trânsito
Seu sonho futuro é uma jornada de compras

Pois eu quero ser a Anarquia, na cidade

Tantas maneiras de ter o que você quer
Eu uso o melhor, eu uso o resto
Eu uso o inimigo
Eu uso a anarquia

Pois eu quero ser a Anarquia
É o único jeito de ser

Isso é o MPLA?
Isso é o UDA?
Isso é o IRA?

Achava que fosse o EUA
Ou apenas outro país
E outras bucetas de tendências parecidas

Pois eu quero ser a Anarquia
Pois eu quero ser a Anarquia
Você entende o que eu digo?
Pois eu quero ser um Anarquista
Novamente estou puto
Destruir!

* A música é um cover de “Anarchy In The UK” do Sex Pistols, com o título ligeiramente alterado para “Anarchy In The USA”.

(1) MPLA é o "Movimento Para a Libertação de Angola".

(2) UDA é a "Ulster Defense Association" (Associação de Defesa de Ulster), movimento que se opõe ao IRA.

(3) IRA é o "Irish Republican Army" (Exército Republicano Irlandês), a força parlamentarista que se opõe à junção da Irlanda do Norte ao Reino Unido.

MARY JANE

(Mustaine/Ellefson)

Forgive me father for I have sinned
I'm a child of the air
I'm a witch of the wind
And I'm still awake, Mary Jane

From the Earth, up through the trees
I can hear her calling me
Her voice rides on the breeze
Oh, it's haunting me

No, I can't get away
No, there's no escape
If I know I'm going crazy
I must not be insane

Beware my friends, as you pass by
As you are now so once was I
As I am now so you must be
Prepare my friends to follow me

Forgive me father for I have sinned
I'm a child of the air
I'm a witch of the wind
Fingers gripped around my brain
No control, my mind is lame
I'm in the astral plane
And I'll never be the same
Never, never, never, never, never, never
Never, never, never

It hurts so bad I can't breathe
Prepare to follow me

MARY JANE

(Mustaine/Ellefson)

Perdoe-me pai, por eu ter pecado
Eu sou uma criança do ar
Eu sou uma bruxa do vento
E eu ainda estou acordada, Mary Jane

Da Terra, subindo através das árvores
Eu posso ouvi-la me chamando
Sua voz caminha na brisa
Oh, isto está me assombrando

Não, eu não consigo fugir
Não, não há escapatória
Se eu sei que estou ficando louca
Eu não devo estar louca

Cuidado meus amigos, enquanto passam por perto
Como vocês estão agora, uma vez eu estava
E como eu estou agora, vocês também devem estar
Preparem-se meus amigos para me seguir

Perdoe-me pai, por eu ter pecado
Eu sou uma criança do ar
Eu sou uma bruxa do vento
Dedos agarrados em volta do meu cérebro
Sem controle, minha mente é fraca
Eu estou no plano astral
E nunca mais serei a mesma
Nunca, nunca, nunca, nunca, nunca, nunca
Nunca, nunca, nunca

Dói tanto que não consigo respirar
Preparem-se para me seguir

“Ao contrário do que muitos pensam, esta canção não é sobre a maconha, e sim sobre um fantasma chamado Mary Jane que assombra uma floresta. Por que ela assombra a floresta, você pergunta? Bem, ela começou a mexer com bruxaria e seu pai descobriu. Então ele a queimou viva e agora, em conseqüência disso, ela assombra a floresta”. (Mustaine)

502

(Mustaine)

“Pull over, shithead, this is the cops”

Full tank, pockets lined with cash
Full throttle, gonna rip some ass
Drive all day, and through the night
Romance the road, winding left and right

The stars above guide me, the moonlight is free
A feeling inside me, and the whole world to see

Driving fast makes me feel good
The speed of light trapped under my hood
Breaking laws, 'cause there's nothing to do
Driving the interstate, stopped for a 502

Hundreds of miles rolled off today
Signs lose their meaning
Minutes tick away
Dirt roads to interstate
I must have drove them all
Cigarettes and burgers
Caffeine and alcohol

Drive until daybreak, always on the go
Life on the freeway
Night shift till dawn patrol

Driving fast makes me feel good,
The speed of light trapped under my hood
Breaking laws 'cause there's nothing to do
Driving the interstate, stopped for a 502
Stopped for a 502, next time it's gonna be you

Stars above guide me
This feeling inside me
I drive until daybreak
Life on the freeway is Hell
I'm coming through

502

(Mustaine)

"Encoste, vagabundo, aqui é a polícia!"

Tanque cheio, bolsos cheios de dinheiro
A todo vapor, vamos detonar algumas bundas
Dirigir o dia inteiro, e a noite toda
Namorar a estrada, curva à esquerda e à direita

As estrelas acima me guiam, o luar é livre
Um sentimento dentro de mim, e o mundo inteiro para ver

Dirigir rápido me faz se sentir bem
A velocidade da luz aprisionada sob o meu capô
Infringindo as leis, pois não tenho o que fazer
Dirigindo na interestadual, parado por uma 502

Centenas de milhas rodadas hoje
Os sinais perdem o significado
Os minutos vão embora
Estrada de terra até a interestadual
Eu tenho que dirigir por todas elas
Cigarros e hambúrgueres
Cafeína e álcool

Dirijo até o amanhecer, sempre em atividade
A vida na auto-estrada
O plantão noturno até a patrulha da manhã

Dirigir rápido me faz se sentir bem
A velocidade da luz aprisionada sob o meu capô
Infringindo as leis, pois não tenho o que fazer
Dirigindo na interestadual, parado por uma 502
Parado por uma 502, da próxima vez será você

As estrelas acima me guiam
Este sentimento dentro de mim
Eu dirijo até o amanhecer
A vida na auto-estrada é o Inferno
Eu estou atravessando

* 502 é o código americano para quem dirige embriagado ou entorpecido, pelo qual Mustaine foi preso em 1990, forçando-o a participar de um programa de 12 passos e a se tornar ‘limpo’ e sóbrio.

"Foi um período satânico na minha vida. Eu era um cara que gostava de ficar chapado com algumas drogas, fumar maconha, beber uma garrafa de tequila e dar uma volta de carro." (Mustaine)

IN MY DARKEST HOUR

(Mustaine/Ellefson)

In my hour of need
Ha (no) you were not there
And though I reached out for you
Wouldn’t lend a hand

Through the darkest hour
Grace did not shine on me
It feels so cold, very cold
No one cares for me

Did you ever think I get lonely?
Did you ever think that I needed love?
Did you ever think to stop thinking?
You’re the only one that I'm thinking of

You'll never know how hard I tried
To find my space and satisfy you too

Things will be better
When I'm dead and gone
Don’t try to understand
Knowing you I'm probably wrong

But oh how I lived my life for you
Still you'd turn away
Now as I die for you
My flesh still crawls as I breathe your name
All these years I thought I was wrong
Now I know it was you
Raise you head, raise your face your eyes
Tell me who you think you are, who?

I walk, I walk alone
Into the Promised Land
There's a better place for me
But it's far, far away

Everlasting life for me
In a perfect world
But I gotta die first
Please god sends me on my way

Time has a way of taking time
Loneliness is not only felt by fools
Alone I call to ease the pain
Yearning to be held by you
Alone so alone, I'm lost
Consumed by the pain
The pain, the pain, the pain

Won't you hold me again
You just laughed, ha ha, bitch
My whole life is work built on the past
But the time has come
When all things shall pass
This good thing passed away

In my darkest hour

EM MINHA HORA MAIS NEGRA

(Mustaine/Ellefson)

Na hora de minha necessidade
Ah, não, você não estava lá
E mesmo que eu estendesse a mão para você
Você não me daria uma mão

Através das horas mais negras
A graça não brilhou em mim
Isto parece tão frio, muito frio
Ninguém se importa comigo

Você chegou a pensar que eu ficaria sozinho?
Você chegou a pensar que eu precisava de amor?
Você chegou a pensar em parar de pensar?
Você é a única pessoa em quem eu penso

Você nunca saberá o quanto eu tentei
Achar meu espaço e te satisfazer também

As coisas serão melhores
Quando eu estiver morto e enterrado
Não tente entender
Conhecendo você, estou provavelmente errado

Mas oh como eu vivi minha vida por você
Ainda assim você viraria a cara
Agora enquanto eu morro por você
Minha carne ainda rasteja enquanto eu respiro seu nome
Todos estes anos eu achei que estava errado
Agora eu sei que era você
Levante sua cabeça, levante seu rosto, seus olhos
Diga-me, quem você pensa que é, quem?

Eu caminho, eu caminho sozinho
Até a Terra Prometida
Há um lugar melhor para mim
Mas é longe, muito longe

Vida eterna para mim
Em um mundo perfeito
Mas eu preciso morrer primeiro
Por favor Deus me envie ao meu caminho

Dar tempo ao tempo
A solidão não é sentida apenas por tolos
Sozinho, eu clamo para aliviar a dor
Sentindo falta de ser abraçado por você
Sozinho, tão sozinho, eu estou perdido
Consumido pela dor
A dor, a dor, a dor

Você não vai me abraçar novamente?
Você apenas riu, ha ha, cadela!
Minha vida inteira é um trabalho construído no passado
Mas é chegada a hora
Quando todas as coisas devem passar
Esta coisa boa morreu

Em minha hora mais negra

"Essa música foi escrita no dia em que eu soube que Cliff Burton havia morrido. É uma música muito significativa para mim, porque ela realmente expressa muita emoção que eu estava sentindo. Eu estava realmente triste e acredito que a música carrega esse tipo de emoção com ela. Muitas pessoas escreveram para o fã clube e disseram, 'Dave, eu não tenho por que viver, a vida é uma droga, e daí você morre', e é isso que essa música me deu, algum motivo para seguir em frente. E agora eu entendo, e agora eu vejo alguém como você que também tem esses problemas, e vamos encarar isso, a vida é uma droga. Mas existem certas coisas que te ajudam a suportar isso e quando eu descubro que as pessoas estão se animando com essa música e que ela lhes dá energia para continuar, isso me faz se sentir bem. De qualquer forma, espero que ela faça bem para você." (Mustaine, 1990)

LIAR

(Mustaine)

You take great pride
In never having lived up to anything
Lie, steal, cheat and kill, a real bad guy
Your daddy is a wino
And your mommy is quite insane
From altar boy to sewer rat
You don't give a damn
Your sister is a junkie
Gets "it" anyway she can
Your brother's a gay singer
In a stud leather band
Your girlfriend's got herpes
To go with your hep and AIDS
There ain't one person you know
You ain't ripped off yet

Look deep in the mirror
Look deep into its eyes
Your face is replaced
A creature you despise
But I know what you're made of
It ain't much I'm afraid
I know you'll be lying
Until you dying day

Make up your stories
Truth’s so hard to say
Brain is numb
And your tongue will surely dig your grave
Your mind is sickly from Alzheimer's disease
And decadence and debauchery
Killed your memories

You're a liar, liar, liar
Everyone can see
Liar, liar, liar
It's all you'll ever be
Liar, liar, liar
It's what you mean to me
Liar, liar, lies

Start trouble, spread pain
Piss and venom, in your veins
Talk nasty, breathe fire
Smell rotten, you're a liar
Sweat liquor, breathe snot
Eat garbage, spit blood
Diseased, health hazard
Scumbag, filthy bastard
Greasy face, teeth decay
Hair matted, drunk all day
Abscessed, sunken veins
Rot gut, scrambled brain
Steal money, crash cars
Rob jewelry, hock guitars
Rot in hell, it's time you know
To your master, off you go

You're a liar
A fucking liar
Filthy liar
Liar
You fucking liar, liar

MENTIROSO

(Mustaine)

Você tem grande orgulho
Em nunca ter vivido por coisa alguma
Mente, rouba, engana e mata, um cara mau de verdade
Seu papai é um bebedor de vinho barato
E sua mamãe está bem louca
De coroinha a rato de esgoto
Você não dá a mínima
Sua irmã é uma viciada
Arranja “aquilo” sempre que pode
Seu irmão é um cantor gay
Em uma banda com roupas de couro e rebites
Sua namorada tem herpes
Para combinar com sua hepatite e AIDS
Não há uma pessoa que você conheça
E mesmo assim você não é roubado

Olhe bem para o espelho
Olhe bem para o olho dele
Seu rosto foi substituído
Uma criatura que você despreza
Mas eu sei do que você é feito
Não é de nada que eu tenha medo
Eu sei que você estará mentindo
Até o dia da sua morte

Invente suas histórias
É tão difícil dizer a verdade
O cérebro está paralisado
E sua língua certamente cavará sua cova
Sua mente está com o Mal de Alzheimer
E a decadência e a depravação
Destruíram suas memórias

Você é um mentiroso, mentiroso
Qualquer um pode ver
Mentiroso, mentiroso, mentiroso
É tudo que você sempre será
Mentiroso, mentiroso, mentiroso
É o que você é pra mim
Mentiroso, mentiroso, mentiras

Inicia confusão, espalha a dor
Urina e veneno, em suas veias
Palavreado chulo, respira fogo
Cheira à podridão, você é um mentiroso
Soa licor, respira ranho
Come lixo, cospe sangue
Doente, com a saúde em risco
Saco de esterco, bastardo imundo
Rosto engordurado, dentes podres
Cabelo desgrenhado, bêbado o dia inteiro
Purulento, veias afundadas
Tripas podres, cérebro embaralhado
Rouba dinheiro, bate os carros
Rouba jóias, penhora guitarras
Apodreça no inferno, é hora você sabe
Do seu mestre, cai fora!

Você é um mentiroso
Um mentiroso desgraçado
Mentiroso imundo
Mentiroso
Você é um mentiroso desgraçado, mentiroso

Esta música é sobre Chris Poland, que é acusado por Mustaine de roubar suas guitarras para comprar drogas: “Chris Poland, bem você sabe. Ele poderia morrer amanhã e isto não me afetaria... Chris nunca me deu satisfações por roubar meus equipamentos. Eu tinha uma Echoplex item de colecionador, que simplesmente desapareceu, todos os tipos de guitarras que foram roubadas e trocadas por dinheiro para comprar heroína. Estou disposto a perdoá-lo e esquecer, mas enquanto ele não vier e me der satisfação, eu não estou disposto a voltar atrás”. (Mustaine, 1992)

HOOK IN MOUTH

(Mustaine)

A cockroach in the concrete
Courthouse tan and beady eyes
A slouch with fallen arches
Purging truths into great lies
A little man with a big eraser
Changing history
Procedures that he's programmed to
All he hears and sees

Altering the facts and figures
Events and every issue
Make a person disappear
And no one will ever miss you

Rewrites every story
Every poem that ever was
Eliminates incompetence
And those who break the laws
Follow the instructions of the
New Ways' Evil Book of Rules
Replacing rights with wrongs
The files and records in the schools

You say you've got the answers
Well who asked you anyway?
Ever think maybe it was meant to be this way?
Don't try to fool us
We know the worst is yet to come
I believe my kingdom will come

F is for fighting
R is for red ancestors' blood
in battles they've shed
E, we elect them
E, we eject them in the land of the free
and the home of the brave
D, for your dying
O, your overture
M, they will cover your grave with manure

This spells out freedom, it means nothing to me
As long as there's a P.M.R.C.

F is for fighting
R is for red Ancestors' blood
in battles they've shed
E, we elect them
E, we eject them in the land of the free
and the home of the brave
D, for your dying
O, your overture
M is for money and you know what that cures

This spells out freedom, it means nothing to me
As long as there's a P.M.R.C.

Put your hand right up my shirt
Pull the strings that make me work
Jaws will part, words fall out
Like a fish with hook in mouth

Rewrites every story
Every poem that ever was
Eliminates incompetence
And those who break the laws
Follow the instructions of the
New Ways' Evil Book of Rules
Replacing rights with wrongs
The files and records in the schools

I'm not a fish
I'm a man
Hook in mouth!

ANZOL NA BOCA

(Mustaine)

Uma barata no concreto
Os olhos bronzeados e gananciosos da corte judicial
Um andar desleixado com os ombros caídos
Purificando verdades em grandes mentiras
Um pequeno homem com uma grande borracha
Mudando a história
Procedimentos aos quais ele está programado
Tudo que ele ouve e vê

Alterando os fatos e as estatísticas
Acontecimentos e qualquer assunto
Fazem uma pessoa desaparecer
E ninguém jamais sentirá sua falta

Reescreva cada história
Cada poema já escrito
Elimina a incompetência
E aqueles que infringem as leis
Siga as instruções do
Livro Diabólico de Regras e Novas Maneiras
Substituindo o certo pelo errado
Os arquivos e os registros nas escolas

Você diz que tem as respostas
Bem, mas quem te perguntou?
Nunca pensou que talvez fosse ser desse jeito?
Não tente nos enganar
Nós sabemos que o pior ainda está por vir
Eu acredito que o meu reino virá

F é pela luta
R é pelo sangue vermelho dos antepassados
que eles derramaram em combate
E, nós os elegemos
E, nós os ejetamos na terra dos livres
e no lar dos bravos*
D, por sua morte
O, sua iniciativa
M, eles irão cobrir seu túmulo com esterco

Isso soletra liberdade, não significa nada pra mim
Enquanto existir uma P.M.R.C.

F é pela luta
R é pelo sangue vermelho dos antepassados
que eles derramaram em combate
E, nós os elegemos
E, nós os ejetamos na terra dos livres
e no lar dos bravos*
D, por sua morte
O, sua iniciativa
M, é pelo dinheiro e você sabe o que que cura

Isso soletra liberdade, não significa nada pra mim
Enquanto existir uma P.M.R.C.

Coloque sua mão sobre minha camiseta
Puxe as cordinhas que me fazem trabalhar
Os maxilares irão se mexer, palavras advirão
Como um peixe com um anzol na boca

Reescreva cada história
Cada poema já escrito
Elimina a incompetência
E aqueles que infringem as leis
Siga as instruções do
Livro Diabólico de Regras e Novas Maneiras
Substituindo o certo pelo errado
Os arquivos e os registros nas escolas

Eu não sou um peixe
Eu sou um homem
Anzol na boca!

* Home of the brave (Lar dos bravos) = Uma frase do hino norte-americano usado para representar o país. O verso na íntegra diz: The land of the free and the home of the brave - A terra dos livres e o lar dos bravos.

Essa música é sobre a revisão e censura, especificamente enfocando a PMRC (Parents Music Resource Center - Centro de Recursos de Música para os Pais), que forçou a banda a colocar o "Parental Advisory/Explicit Lyrics" nas capas do “Peace Sells... But Who's to Buying?” e “So Far, So Good... So What!”

“Parental Advisory” são adesivos colocados em discos cujo conteúdo seja considerado, por este comitê especial de censura, como não apropriado para adolescentes. A prática da indústria de colocar este adesivo em seus produtos se tornou um hábito a partir de 1986, em um acordo fechado entre o Congresso Americano e a RIAA.

"'Hook In Mouth' é uma das minhas músicas preferidas... ela me dá a chance de dizer como eu me sinto em relação à censura e o modo que as pessoas tentam nos dizer o que nós devemos e não devemos ouvir. A idéia principal é mostrar como o PMRC quer controlar o que nós, crianças, adultos, etc, ouvimos de música. Isto é censura”. (Mustaine, 1991)




MEGADETH:
Dave Mustaine – Vocal/Guitarra
Jeff Young – Guitarra/Guitarra acústica
David Ellefson – Baixo/Vocais de apoio
Chuck Behler – Bateria/Percussão




Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Megadeth"

Megadeth: faixa e álbum citados por assassino no Canadá
Megadeth: Assista Dave Mustaine com Sinfônica de San Diego
Dave Mustaine: veja vídeos do recital com a San Diego Symphony
Dave Mustaine: vinho do vocalista esgotou-se em 72 horas
Parcerias Brilhantes: duplas que marcaram história
Megadeth: Dave Mustaine e a orquestra sinfônica? Mega-sim!
Homenagens: Canções inspiradas em músicos falecidos
Megadeth: Dave Mustaine envia mensagem aos fãs brasileiros
Dave Mustaine: E se ele tivesse tocado nos Novos Baianos?
Megadeth: Ellefson fala sobre drogas e álcool a estudantes
David Ellefson: falando sobre drogas com adolescentes dos EUA
Guitar World: 11 Álbuns Essenciais do Thrash Metal
Megadeth: promovendo o "Youthanasia" no David Letterman
Orion: "Somos nós ou o Behemoth nessa turnê", disse Mustaine
E Se...: Sua banda favorita mudasse de gênero musical?

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Leonardo Torres Seabra

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Sobre Fernando P. Silva

Fernando Silva é membro do Whiplash! e responsável pela seção de traduções. Colaborando com o site há mais de 5 anos, é quem organiza e revisa todas as traduções que são publicadas nesta seção, contando também com o auxílio de amigos e colaboradores do site. Eclético, curte desde o blues e um bom rock n' roll até o melhor do hard e do heavy, sendo o Metallica (até a eternidade) sua banda preferida. Correções de material postado anteriormente, críticas ou sugestões para novas traduções podem ser feitas através do contato direto com o autor. Email: [email protected].

Mais matérias de Fernando P. Silva no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas