Tradução - Misplaced Childhood - Marillion

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - Misplaced Childhood - Marillion

Traduzido por Fábio Trovão

  | Comentários:
Imagem

MISPLACED CHILDHOOD

(Instrumental)

INFÂNCIA DESLOCADA

(Instrumental)

PSEUDO SILK KIMONO

Huddled in the safety
Of a pseudo silk kimono
Wearing bracelets of smoke
Naked of understanding

Nicotine smears, long
Long dried tears, invisible tears
Safe in my own words
Learning from my own words
Cruel joke, cruel joke

Huddled in the safety
Of a pseudo silk kimono
A morning mare rides
In the starless shutters of my eyes
The spirit of a misplaced childhood
Is rising to speak his mind
To this orphan of heartbreak
Disillusioned and scarred
A refugee, refugee

PSEUDO QUIMONO DE SEDA

Encolhido na segurança
De um pseudo quimono de seda
Vestindo braceletes de fumaça
Despido de entendimento.

Manchas de nicotina, longas
Longas lágrimas secas, lágrimas invisíveis
Seguro em minhas próprias palavras
Aprendendo das minhas próprias palavras
Piada cruel, piada cruel

Encolhido na segurança
De um pseudo quimono de seda
Uma égua matutina cavalga
Nos obturadores sem estrelas dos meus olhos
O espírito de uma infância deslocada
Está surgindo para falar o que está na sua mente
Para este órfão de coração partido
Desiludido e desprezado
Um refugiado, refugiado

KAYLEIGH

Do you remember chalk hearts melting
On a playground wall
Do you remember dawn escapes
From moon washed college hall
Do you remember the cherry blossom
In the market square
Do you remember I thought
It was confetti in our hair
By the way didn't I break your heart?
Please excuse me
I never meant to break your heart
So sorry, I never meant to break your heart
But you broke mine

Kayleigh is it too late to say I'm sorry?
And Kayleigh could we get it together again?
I just can't go on pretending
That it came to a natural end
Kayleigh, oh I never thought I'd miss you
And Kayleigh I thought that we'd always
Be friends
We said our love would last forever
So how did it come to this bitter end?

Do you remember barefoot on the lawn
With shooting stars
Do you remember loving on the floor
In Belsize Park
Do you remember dancing in stilettos in the snow
Do you remember you never understood
I had to go
By the way, didn't I break your heart
Please excuse me
I never meant to break your heart
So sorry, I never meant to break your heart
But you broke mine

Kayleigh I just wanna say I'm sorry
But Kayleigh
I'm too scared to pick up the phone
To find you've found another lover
To patch up our broken home
Kayleigh I'm still trying to write
That love song
Kayleigh it's more important to me now
You're gone
Maybe it will prove that we were right
Or to prove that I was wrong

KAYLEIGH

Você se lembra de corações de giz derretendo
Em um muro de playground?
Você se lembra do alvorecer escapando
De salas de faculdade enluaradas?
Você se lembra de cerejas brotando
Na praça do mercado?
Você se lembra que eu achei
Que fosse confete em nosso cabelo?
A propósito, eu não parti seu coração?
Por favor, me dê licença
Eu nunca pretendi partir seu coração
Me desculpe, eu nunca pretendi partir seu coração
Mas você partiu o meu

Kayleigh, é tarde demais para dizer que sinto muito?
Kayleigh, nós poderíamos ficar juntos novamente?
Eu apenas não posso continuar fingindo
Que tudo chegou a um fim natural
Kayleigh, eu nunca achei que sentiria sua falta
Kayleigh, eu esperava que nós sempre
Continuássemos amigos
Nós dissemos que nosso amor duraria para sempre
Então como ele chegou a esse amargo fim?

Você se lembra pés descalços na grama
Com estrelas cadentes?
Você se lembra, amando no chão
Do Parque Belsize?
Você se lembra dançando em patins na neve?
Você se lembra que você nunca entendeu?
Eu tive que partir
A propósito, eu nunca pretendi partir seu coração
Por favor, me desculpe
Eu nunca pretendi partir seu coração
Sinto muito, eu nunca pretendi partir seu coração
Mas você partiu o meu

Kayleigh, eu só quero dizer que eu sinto muito
Mas Kayleigh
Eu estou muito assustado para pegar o telefone
Para descobrir que você encontrou um novo amor
Para pavimentar nosso lar partido
Kayleigh, eu ainda estou tentando escrever
Aquela música de amor
Kayleigh, é mais importante para mim agora
Que você se foi
Talvez isso prove que nós estávamos certos
Ou provará que eu estava errado

LAVENDER

I was walking in the park dreaming of a spark
When I heard the sprinklers whisper
Shimmer in the haze of summer lawns
Then I heard the children singing
They were running through the rainbows
They were singing a song for you
Well it seemed to be a song for you
The one I wanted to write for you, for you

Lavenders blue, dilly dilly, lavenders green
When I am King, dilly dilly, you will be Queen
A penny for your thoughts my dear
A penny for your thoughts my dear
I.O.U. for your love, IOU for your love

Lavenders green, dilly dilly, lavenders blue
When you love me, dilly dilly, I will love you
A penny for your thoughts my dear
A penny for your thoughts my dear
IOU for your love, IOU for your love
For your love

LAVANDA

Estava andando no parque sonhando com uma fagulha
Quando ouvi os borrifadores sussurrar
Reluzir na neblina das gramas de verão
Então eu ouvi as crianças cantando
Elas estavam correndo entre os arco-íris
Elas estavam cantando uma música para você
Bem, parecia ser uma música para você
Aquela que eu queria escrever para você, para você

Lavandas azuis, que bacana, lavandas verdes
Quando eu for rei, que bacana, você será rainha
Um centavo pelos seus pensamentos, minha querida
Um centavo pelos seus pensamentos, minha querida
Eu te devo pelo seu amor, eu te devo pelo seu amor

Lavandas verdes, que bacana, lavandas azuis
Quando você me amar, que bacana, eu te amarei
Um centavo pelos seus pensamentos, minha querida
Um centavo pelos seus pensamentos, minha querida
Eu te devo pelo seu amor, eu te devo pelo seu amor
Pelo seu amor

BITTER SUITE

I. Brief Encounter

A spider wanders aimlessly
Within the warmth of a shadow
Not the regal creature of border caves
But the poor, misguided, directionless
Familiar of some obscure Scottish poet

The mist crawls from the canal
Like some primordial phantom of romance
To curl, under a cascade of neon pollen
While I sit tied to the phone
Like an expectant father
Your carnation will rot in a vase.

II. Lost Weekend

A train sleeps in a siding
The driver guzzles another can of lager
To wash away the memories
Of a Friday night down at the club

She was a wallflower at sixteen
She'll be a wallflower at thirty four
Her mother called her beautiful
Her daddy said "A whore"

III. Blue Angel

The sky was Bible black in Lyon
When I met the Magdalene
She was paralysed in a streetlight
She refused to give her name

She wore a ring of violet bruises
They were pinned upon her arm
Two hundred francs for sanctuary
And she led me by the hand
To a room of dancing shadows
Where all the heartache disappears
And from glowing tongues of candles
I heard her whisper in my ear
"'J'entend ton coeur"

I can hear your heart

IV. Misplaced Rendezvous

It's getting late
For scribbling and scratching on the paper
Something's gonna give under this pressure
And the cracks are already beginning to show
It's too late
The weekend career girl
Never boarded the plane
They said this could never happen again
So wrong, so wrong

This time it seems
To be another misplaced rendezvous
This time, it's looking like
Another misplaced rendezvous
With you
The parallel of you, you

V. Windswept Thumb

On the outskirts of nowhere
On the ring road to somewhere
On the verge of indecision
I'll always take the roundabout way
It’s started to raining

Waiting on the rain
For I was born with a habit, from a sign
The habit of a windswept thumb
And the sign of the rain
It's started raining

SUITE AMARGA

I) Breve Encontro

Uma aranha vaga sem destino
Dentro do calor de uma sombra
Não a régia criatura das bordas de cavernas
Mas o pobre, extraviado, sem direção
Familiar de algum obscuro poeta Escocês.

A névoa engatinha vinda do canal
Como algum fantasma de romance primordial
Para ondular, sob uma cascata de pólen de néon
Enquanto eu estou sentado amarrado ao telefone
Como um pai em expectativa
Sua encarnação vai apodrecer em um vaso

II) Fim de Semana Perdido

Um trem dorme em um desvio
O motorista traga outra lata de cerveja
Para lavar as memórias
De uma Sexta-Feira à noite no clube

Ela era uma moça tímida aos 16
Ela será uma mulher tímida aos 34
Sua mãe a chamava de bonita
Seu pai disse “uma puta”

III) Anjo Azul

O céu estava preto Bíblico em Lyon
Quando eu encontrei a Magdalene
Ela estava paralisada em um poste de luz
Ela se recusou a dar seu nome

Ela vestia um colar de hematomas violetas
Eles estavam pregados em seu braço
200 francos por santuário
E ela me guiou pela mão
Para um quarto de sombras dançantes
Onde todas as mágoas desaparecem
E de línguas brilhantes de velas
Eu a ouvi sussurrar em meu ouvido
“Eu entendo seu coração”

Eu posso ouvir seu coração

IV) Reunião Deslocada

Está ficando tarde
Para rascunhar e riscar no papel
Algo tem que dar sob pressão
E as rachaduras estão começando a mostrar
Está tarde demais.
A menina de carreira de fim de semana
Nunca embarcou no avião
Disseram que isso nunca poderia acontecer
Tão errado, tão errado

Esta vez está parecendo
Como uma outra reunião deslocada
Esta vez parece ser
Uma outra reunião deslocada
Com você
O paralelo de você, você.

V) Polegar ao Vento

Nos subúrbios de lugar nenhum
Na via expressa para algum lugar
Prestes a indecisão
Eu sempre tomarei o caminho indireto
Começou a chover

Esperando na chuva
Por eu ter nascido com um hábito, de um sinal
O hábito de um polegar ao vento
E o sinal da chuva
Começou a chover

HEART OF LOTHIAN

I. Wide Boy

Wide boys, wide boys, wide boys
Born with hearts of Lothian
Wide boys, we were wide boys
Born with hearts of Lothian
Wide boys, we were wide boys
These hearts of Lothian

It's six o'clock in the tower blocks
Stalagmites of culture shock
And the trippers of the light fantastic
Bow down, hoe-down
Spray their pheromones
On this perfume uniform

And anarchy smiles in the Royal Mile
And they're waiting on the slyboys
Flyboys, wideboys
Rooting, tooting cowboys
Lucky little ladies at the watering holes
They'll score the Friday night goals

I was born with a heart of Lothian
I was born with a heart of Lothian
I was born with a heart of Lothian
With a heart of Lothian

II. Curtain Call

And the man from the magazine
Wants another shot of you all curled up
'Cos you look like an actor in a movie shot.
But you're feeling
Like a wino in a parking lot
How did I get in here anyway?
Do we really need a playback of the show?
'Cos the wideboys
Want to head for the watering holes

Let's go

And the man in the mirror has sad eyes

CORAÇÃO DE LOTHIAN

I) Moleque Travesso

Moleques travessos, moleques travessos
Nascidos com corações de Lothian*
Moleques travessos, nós éramos moleques travessos
Nascidos com corações de Lothian
Moleques travessos, nós éramos moleques travessos
Estes corações de Lothian

São seis horas nos blocos da torre
Estalagmites de choque cultural
E os viajantes da fantástica luz
Ajoelham-se, dançam quadrilha
Espirram seus feromônios
Neste uniforme perfumado

E a anarquia sorri na Milha Real
E eles estão servindo os garotos manhosos
Garotos voadores, moleques travessos
Enraizadores, buzinadores caubóis
Pequenas senhoritas sortudas nas cisternas
Elas marcarão os gols de sexta à noite

Eu nasci com um coração de Lothian
Eu nasci com um coração de Lothian
Eu nasci com um coração de Lothian
Com um coração de Lothian

II) Chamado do Palco

E o homem da revista
Quer uma outra foto sua bem sorridente
Pois você parece um ator em uma foto de filme
Mas você está se sentindo
Como um cachaceiro em um estacionamento
Como eu cheguei aqui aliás?
Nós realmente precisamos de um playback do show?
Pois os grandes garotos
Querem partir para os bares

Vamos

E o homem no espelho tinha olhos tristes

* Lothian é uma região tradicional da Escócia, situada entre o sul do Estuário de Forth e as montanhas de Lammermuir.

WATERHOLE (EXPRESSO BONGO)

When the taxis gather in mock Solemnity
Funeral hearses court the death of virginity
Was it paradise lost or paradise found?
Did we gain respect or were we holding ground?
You had found true love, or so you believed
And the wideboys tattooed your hearts
Upon their sleeves

So when you think it's time to go
When you think it's time to go
Don't be surprised, the heroes never show

And the patter merchants
Selling false impressions
Tipping eyes at the waitress
With American expressions
Tie angels to the bar with sweet Martini's
And their charms
They're lying on every word and every arm
Turning down their noses to the best lines
And the cheap wines

And the wideboys
They wear their lovebites for their crimes

CISTERNA (EXPRESSO BONGO)

Quando os táxis se juntam em falsa Solenidade
Carros fúnebres cortejam a morte da virgindade
Foi paraíso perdido ou paraíso encontrado?
Ganhamos respeito ou estávamos mantendo a opinião?
Você encontrou verdadeiro amor ou assim você acreditou
E os moleques travessos tatuaram seus corações
Em suas mangas.

Então quando você acha que é hora de ir
Quando você acha que é hora de ir
Não se surpreenda, os heróis nunca se mostram.

E os mercadores tagarelas
Vendendo falsas impressões
Piscando os olhos para a garçonete
Com expressões Americanas
Amarram anjos aos bares com doces Martinis
E seus charmes
Eles estão apoiados em cada palavra e cada braço
Virando seus narizes para as melhores linhas
E os vinhos baratos

E os meninos travessos
Eles vestem seus utensílios de amor para seus crimes

LORDS OF THE BACKSTAGE

A love song with no validity
Pretend you never meant that much to me
Numb, a Valium child
Bored by meaningless collisions
A lonely stretch of headlight
Diamonds trapped in black ice
A mirror cracked among the white lines

I just wanted you to be the first one
I just wanted you to be the first one
Ashes are burning, burning
Ashes are burning, burning

A lifestyle with no simplicities
But I'm not asking for your sympathy
Talk, we never could talk
Distanced by all that was between us
A lord of the backstage
A creature of language
I'm so far out and I'm too far in

I just wanted you to be the first one
I just wanted you to be the first one
Bridges are burning, burning
Bridges are burning, burning

SENHORES DOS BASTIDORES

Uma canção de amor sem validade
Finjo que você nunca significou tanto assim para mim
Entorpecido, uma criança Valium*
Entediada por colisões sem sentido
Uma solitária linha de luz de farol
Diamantes presos em gelo negro
Um espelho rachou ao longo das linhas brancas

Eu só queria que você fosse a primeira
Eu só queria que você fosse a primeira
Cinzas estão queimando, queimando
Cinzas estão queimando, queimando

Um estilo de vida sem simplicidades
Mas não estou pedindo sua simpatia
Conversar, nós nunca podemos conversar
Distanciados por tudo que estava entre nós
Um senhor dos bastidores
Uma criatura de linguagem
Eu estou tão fora e estou tão dentro

Eu só queria que você fosse a primeira
Eu só queria que você fosse a primeira
Pontes estão queimando, queimando
Pontes estão queimando, queimando

* Valium é o nome comercial de um tranqüilizante, usado para aliviar a ansiedade e relaxar os músculos.

BLIND CURVE

I. Vocal Under A Bloodlight

Last night you said I was cold, untouchable
A lonely piece of action from another town
I just want to be free, I'm happy to be lonely
Can't you stay away?
Just leave me alone with my thoughts
Just a runaway, just a runaway
I'm saving myself

II. Passing Strangers

Strung out below a necklace of carnival lights
Cold moan, held on the crest of the night
I'm too tired to fight.

So now we're passing strangers
At single tables
Still trying to get over
Still trying to write love songs
For passing strangers
All those passing strangers

And the twinkling lies
All those twinkling lies
Sparkle with the wet ink on the paper

III. Mylo

Oh I remember Toronto when Mylo went down
And we sat and cried on the phone
I never felt so alone
He was the first of our own
Some of us go down in a blaze of obscurity
Some of us go down in a haze of publicity
The price of infamy, the edge of insanity

Another Holiday Inn, another temporary home
And an interviewer threatened me
With a microphone
“Talk to me, won't you tell me your stories."

So I talked about conscience
And I talked about pain
And he looked out the window
And it started to rain
I thought maybe I've already gone crazy
So I reached for a bottle
And he reached for the door
And I picked up the sleeping pills
Crushed on the floor
Inviting me to a casual obscenity

IV. Perimeter Walk

It would be incredible if we could
Retrace all the times that we lived here
All the collisions
Wasted, I've never been so wasted
I've never been this far out before

Perimeter walk
There's a presence here
I feel could have been ancient
I could have been mystical

There's a presence
A child, my child
My childhood, a misplaced childhood
Give it back to me, give it back to me
A childhood, that childhood
Oh please give it back to me.

V. Threshold

I saw a war widow
In a launderette
Washing the memories
From her husband's clothes
She had medals pinned
To a threadbare greatcoat
A lump in her throat
With cemetery eyes

I see convoys curb crawling
West German Autobahns
Trying to pick up a war
They're going to even the score
Oh... I can't take any more

I see black flags on factories
Soup ladies poised on the lips of the poor
I see children with vacant stares
Destined for rape in the alleyways

Does anybody care
I can't take any more!
Should we say goodbye?

I see priests, politicians?
Heroes in black plastic body-bags
Under nations' flags
I see children pleading
With outstretched hands
Drenched in napalm
This is no Vietnam

I can't take any more
Should we say goodbye
How can we justify?
They call us civilized!

CURVA CEGA

I) Vocal Sob Uma Luz de Sangue

A noite passada você disse que eu estava frio, intocável
Uma solitária peça de ação de outra cidade
Eu só quero ser livre, estou feliz por ser solitário
Você não pode se manter afastada?
Apenas me deixe em paz com meus pensamentos
Apenas um fugitivo, apenas um fugitivo
Eu estou me salvando

II) Estranhos Passando

Chapado sob um colar de luzes de carnaval
Lamúria fria, pendurada na crista da noite
Eu estou cansado demais para lutar

Então agora nós somos estranhos passando
Em mesas simples
Ainda tentando se recuperar
Ainda tentando escrever canções de amor
Para os estranhos passando
Todos aqueles estranhos passando

E as mentiras instantâneas
Todas aquelas mentiras instantâneas
Fagulham com a tinta molhada no papel.

III) Mylo

Eu me lembro de Toronto quando Mylo partiu
E nós nos sentamos e choramos ao telefone
Eu nunca me senti tão sozinho
Ele foi o primeiro dos nossos
Alguns de nós caem em uma chama de obscuridade
Alguns de nós caem em um nevoeiro de publicidade
O preço da infâmia, o limite da insanidade

Outro hotel, outro lar temporário
E um entrevistador me ameaçou
Com um microfone
“Fale comigo, conte-me suas histórias”

Então eu falei sobre consciência
E eu falei sobre dor
E ele olhou para fora da janela
E começou a chover
Eu pensei que talvez eu já tivesse enlouquecido
Então eu alcancei a garrafa
E ele alcançou a porta
E eu catei as pílulas para dormir
Esmagado no chão
Me convidando para uma obscenidade casual

IV) Caminhada Perimetral

Seria incrível se pudéssemos
Retraçar todas as vezes que vivemos aqui
Todas as colisões
Arruinado, eu nunca estive tão arruinado
Eu nunca fui tão longe antes

Caminhada perimetral
Há uma presença aqui
Eu sinto que poderia ter sido ancestral
Poderia ter sido místico.

Há uma presença
Uma criança, minha criança
Minha infância, infância deslocada
Me devolva, me devolva
Uma infância, a infância
Oh, por favor me devolva

V) Limiar

Eu vi uma viúva de guerra
Em uma lavanderia automática
Lavando as memórias
Das roupas de seu marido.
Ela tinha medalhas pregadas
Em um surrado sobretudo
Um caroço em sua garganta
Com olhos de cemitério

Eu vejo comboios azarando prostitutas
Em auto-estradas da Alemanha Ocidental
Tentando catar uma guerra
Eles vão empatar o placar
Oh, eu não agüento mais

Eu vejo bandeiras pretas em fábricas
Senhoritas da sopa equilibradas nos lábios dos pobres
Eu vejo crianças com olhares de férias
Destinadas aos estupros nas vielas

Alguém se importa?
Eu não agüento mais!
Deveríamos dizer adeus?

Eu vejo padres, políticos?
Heróis em mochilas pretas
Sob bandeiras de nações
Eu vejo as crianças
Pedindo com as mãos esticadas
Ensopadas em napalm*
Isto não é Vietnã.

Eu não agüento mais
Nós deveríamos dizer adeus?
Como você pode justificar?
E eles nos chamam de civilizados!

* Napalm = Material químico utilizado em lança-chamas e bombas incendiárias. Foi muito utilizado na Guerra do Vietnã.

CHILDHOODS END?

And it was morning
And I found myself mourning
For a childhood
That I thought had disappeared
I looked out the window
And I saw a magpie in the rainbow
The rain had gone
I'm not alone, I turned to the mirror I saw…
You, the child, that once loved

The child before they broke his heart
Our heart
The heart that I believed was lost
Hey you, surprised? More than surprised
To find the answers to the questions
Were always in your own eyes

Do you realise
That you give it on back to her?
But that would only be retraced in
All the problems that you ever knew
So untrue
For she's got to carry on with her life
And you've got to carry on with yours

So I see it's me
I can do anything
And I'm still the child
'cos the only thing misplaced was direction
And I found direction
There is no childhood's end
You are my childhood friend, lead me on

Hey you, you've survived.
Now you've arrived to be reborn
In the shadow of the magpie

Now you realise
that you've got to get out of here
You've found the leading light of destiny
Burning in the ashes of your memory
You want to change the world?
You'd resigned yourself to die a broken rebel
But that was looking backward
Now you've found the light

You, the child that once loved
So it's me I see
I can do anything
I'm still the child
'Cos the only thing misplaced was direction
And I found direction
There is no childhood's end
I am your childhood friend, lead me on

FIM DA INFÂNCIA?

Era de manhã
E eu me encontrei lamentando
Por uma infância
Que eu achei que tinha desaparecido.
Eu olhei pela janela
Eu vi uma pega* em um arco-íris
A chuva tinha acabado
Não estou sozinho, eu me virei para o espelho, e vi...
Você, a criança que uma vez amou.

A criança antes de terem partido seu coração
Nosso coração
O coração que eu acreditava que estava perdido
Ei, ficou surpreso? Mais que surpreso
Para encontrar as respostas para as questões
Estavam sempre em seus próprios olhos

Você percebe
Que você poderia ter voltado para ela?
Mas isso apenas seria retraçar
Todos os problemas que você já conheceu
Tão irreais
Por ela ter que continuar com sua vida
E você tem que continuar com a sua

Então eu vejo que sou eu
Eu posso fazer qualquer coisa
E ainda a criança
Pois a única coisa deslocada era direção
E eu encontrei direção
Não há fim da infância
Você é meu amigo de infância, me guie adiante

Ei, você, você sobreviveu
Agora você chegou para ser renascido
Na sombra da pega *

Agora você percebe
Que você tem que sair daqui
Você encontrou a luz guia do destino
Queimando nas cinzas da sua memória
Você quer mudar o mundo?
Você resignou-se em morrer um rebelde partido
Mas você estava olhando para trás
Agora você encontrou a luz.

Você, a criança que uma vez amou
Então eu vejo que sou eu
Eu posso fazer qualquer coisa
E ainda a criança
Pois a única coisa deslocada era direção
E eu encontrei direção
Não há fim da infância
Você é meu amigo de infância, me guie adiante...

* Magpie = Pega. Ave que imita a voz humana.

WHITE FEATHER

When I hit the streets back in '81
Found a heart in the gutter
And a poet's crown
I felt barbed wire kisses and icicle tears
Where have I been for all these years?

I saw political intrigue, political lies
Gonna wipe those smiles of self-satisfaction
From their eyes

I will wear your white feather
I will carry your white flag
I will swear I have no nation
But I'm proud to own my heart
I will wear your white feather
I will carry your white flag
I will swear I have no nation
But I'm proud to own my heart
My heart, this is my heart

We don't need no uniforms
We have no disguise
Divided we stand
Together we'll rise

(All the children)
We will wear your white feather
We will carry your white flag
We will swear we have no nations
But we're proud to own our hearts
These are our hearts
You can't take away our hearts
You can't steal our hearts away

I won’t walk away
I won’t walk away
I won’t walk away no more
No more

PLUMA BRANCA

Bem, eu peguei a rua de volta em 81
Encontrei um coração na sarjeta
E a coroa de um poeta
Eu senti beijos de arame farpado e lágrimas de gelo
Onde eu estive todos esses anos?

Eu vi intrigas políticas, mentiras políticas.
Eu vou apagar aqueles sorrisos de auto-satisfação
Dos seus olhos.

Eu vestirei sua pluma branca
Eu carregarei sua bandeira branca
Eu jurarei que não tenho nação
Pois sou orgulhoso demais para possuir meu coração
Eu vestirei sua pluma branca
Eu carregarei sua bandeira branca
Eu jurarei que não tenho nação
Pois sou orgulhoso demais para possuir meu coração
Meu coração, este é meu coração

Nós não precisamos de seus uniformes
Nós não temos disfarces
Divididos nos mantemos em pé
Juntos nós cresceremos

(Todas as crianças)
Nós vestiremos suas plumas brancas
Nós carregaremos suas bandeiras brancas
Nós juraremos que não temos nações
Mas somos orgulhosos para possuir nossos corações
Estes são os nossos corações
Você pode levar nossos corações
Você pode roubar nossos corações

Eu não vou embora
Eu não vou embora
Eu não vou mais embora
Nunca mais





Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Marillion"

Marillion: maior expoente do rock progressivo de volta ao Brasil
Marillion: anunciada coletânea e mensagem a fãs da América Latina
Transatlantic: Minha épica viagem de dirigível em São Paulo
Transatlantic: TV Diário divulga trechos do show em SP
Transatlantic: Galeria de imagens do show em São Paulo
Transatlantic: Um show para toda a família em São Paulo
Transatlantic: dream team envia mensagem aos sul-americanos
Marillion: "Nada que é dourado permanece"
Brasil: Bandas que gravaram discos ao vivo em nosso país
Marillion: shows no Brasil confirmados para 2014
Transatlantic: mais infos sobre show do dream team em SP
Transatlantic: supergrupo vem ao Brasil em fevereiro de 2014
Marillion: O relançamento de "Radiation''

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Fábio Trovão

Guitarrista e professor de InglUs! Adora Heavy Metal em geral, principalmente Heavy Progressivo!

Mais matérias de Fábio Trovão no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas