Tradução - Burnt Offerings - Iced Earth

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - Burnt Offerings - Iced Earth

Traduzido por Caio Beraldo

  | Comentários:
Imagem

BURNT OFFERINGS

In one last breath
You'll feel this damned old soul
You'll see the things I see

For all these years
Of pain and sacrifice
You'll know the pain I know

Of all these things
I offer unto you
Infernal wisdom waits

Now unleashed
Like the flames of hate
My sacrifice is made

Every note
And every word you hear
Comes from deep within

An angry soul
That twists and turns inside
Pondering this life

Crimson eyes
Staring through your lies
Awakes the inner rage

Take my knife
Make my sacrifice
You¹re my burnt offering

Spill your blood
Offer me good omen
Make the sacrifice
The hours close at hand
Burn your soul
Offer me good omen
Take your very life
This I command

Dark shadows fall
On this sacred ground
Where true evil lies
Summon them to rise
Take the traitors, thieves and liars
Feed them to the fire
But first, spread their blood around
The message will be found
Walk carefully my friends
Stab my back again
A warning from the sky

These are not idle threats my friends
We're slaughtering the lambs
True vengeance is on the rise
The traitors shall be damned
Cast their bodies to the flames

OFERENDAS QUEIMADAS

Em um último suspiro
Você sentirá esta maldita alma velha
Você verá as coisas que eu vejo

Por todos estes anos
De dor e sacrifício
Você conhecerá a dor que eu conheço

De todas estas coisas
Que eu lhe ofereço
A sabedoria infernal espera

Agora libertado
Como as chamas do ódio
Meu sacrifício está feito

Cada nota
E cada palavra que você ouve
Vem lá do fundo

Uma alma enfurecida
Que se contorce e se vira por dentro
Meditando sobre esta vida

Olhos vermelhos
Olhando através de suas mentiras
Desperta a fúria interior

Pegue minha faca
Faça meu sacrifício
Você é minha oferenda queimada

Derrame seu sangue
Ofereça a mim um bom presságio
Faça o sacrifício
As horas se aproximam
Queime sua alma
Ofereça a mim um bom presságio
Tire sua própria vida
É o meu comando

Sombras negras caem
Sobre este solo sagrado
Onde o verdadeiro mal reside
E os invoca para que se levantem
Pegue os traidores, ladrões e mentirosos
Alimente o fogo com eles
Mas primeiro, espalhe o sangue deles
A mensagem será encontrada
Ando cuidadosamente, meus amigos
Me apunhalam pelas costas novamente
Um aviso do céu

Estas não são ameaças à toa, meus amigos
Nós estamos abatendo os cordeiros
A verdadeira vingança está se erguendo
Os traidores serão amaldiçoados
Joguem os corpos deles nas chamas

LAST DECEMBER

The howling winds blow
On this moonlit night
Eyes locked in fear
With a dark embrace
The bitter cold winds
Freeze the tears that fall
Hands held in grace
As we take the final step

Obsessed with our love
Here is our fate
To need the final call
On this special winter day
A message to our elders
They surely won't forget
Our love must last forever
In death we shall not part

It seems like only yesterday
Our lives together planned
They say it's just a passing phase
We're damned by our youth
Why does no one understand
What we have is real

This is not your average love
It's forever

Last December
Mother you have forced us here
Last December
Father now we'll disappear
Last December
One last step we fade away

So we take the final step
Heed the final call
Together we are strong
Divided we must fall
Teenage suicide
Our only way out
Together we might live
Divided we must fall

DEZEMBRO PASSADO

Os ventos uivantes sopram
Nesta noite iluminada pela lua
Olhos paralisados de medo
Com um abraço negro
O vento frio e amargo
Congela as lágrimas que caem
Mãos erguidas em gratidão
Enquanto damos o passo final

Obcecados por nosso amor
Aqui está nosso destino
Para precisar do chamado final
Neste dia especial de inverno
Uma mensagem aos nossos anciões
Eles certamente não esquecerão
Nosso amor deve durar para sempre
Na morte não devemos nos separar

Parece que somente ontem
Nossas vidas juntamente planejadas
Eles dizem que é só uma fase passageira
Somos amaldiçoados por nossa juventude
Por que ninguém entende (que)
O que nós temos é real?

Este não é seu amor normal
Ele é eterno

Dezembro Passado
Mãe, você nos forçou a vir aqui
Dezembro Passado
Pai, agora nós desapareceremos
Dezembro Passado
Mais um passo e sumiremos

Então nós damos nosso último passo
Atendemos ao chamado final
Juntos nós somos fortes
Divididos cairemos
Suicídio adolescente
Nossa única escapatória
Juntos nós devemos viver
Divididos cairemos

DIARY

Mine is pure darkness
It is as blackness is
Damn the light which comes from you
As a moth to flame I burn

In the twilight of morning
I rest my weary eyes
For the benefits of the nights
Bounty were many
My soul has been redeemed
(With those of others)

I missed my love tonight
Hiding behind the figure
I cannot bare to face
That of a dead profit
And his beast of burden
Thorns ripping through his brow

Skin soft and white
Eyes fire and ice
Just as I recall
Not longer than nine score
Certainly food for the gods
And fit for a prince
Her throat I'll have it now

I will have her, she is mine
Rise of the sun, my test of time
And when shadows fall
On unholy ground
It¹s time to sleep again

As consciousness slips into blackness
I rise to nights warm embrace
And though my blood runs cold
I know my love will be alone
And my mortal heart shall beat again
Like it did ten thousand years ago

Forbidden love
Can only taste this sweet
Not like the others so incomplete
The symbolic arrow
That pierces my heart
Takes the shape of a wooden stare
Now I am the one crucified
For her immortal heart I'd give my own
And die for mankind's sins
But that is not the nature of this beast
I am denied

I will have her, she is mine
Rise of the sun, my test of time
When shadows fall
On unholy ground
I will make her mine

DIÁRIO

A minha é a pura escuridão
É como a negridão é
Maldita seja a luz que vem de você
Como uma mariposa na chama eu queimo

No crepúsculo da manhã
Eu descanso meus olhos fatigados
Pois os benefícios das noites
As recompensas foram muitas
Minha alma foi perdoada
(Com aquelas dos outros)

Eu senti falta de seu amor esta noite
Escondendo-se atrás da figura
Eu não pude expor e encarar
Aquela de um lucro sem valor
E seu animal de carga
Chifres atravessando sua testa

Pele macia e branca
Olhos de fogo e gelo
Assim como eu me lembro
Não mais que nove
Certamente um alimento para os deuses
E servem para um príncipe
A garganta dela, eu a terei agora

Eu a terei, ela é minha
Nascer do sol, meu teste do tempo
E quando as sombras caírem
Sobre o solo profano
Será hora de dormir novamente

Enquanto a consciência cai na escuridão
Eu me ergo ao abraço das noites quentes
E apesar de meu sangue correr frio
Eu sei que meu amor estará sozinho
E meu coração mortal baterá novamente
Como ele fez mil anos atrás

Amor proibido
Pode apenas provar desta doçura
Não como os outros, tão incompletos
A flecha simbólica
Que atravessa meu coração
Assume a forma de um olhar de madeira
Agora eu sou o crucificado
Pelo coração mortal dela, eu dou o meu
E morro pelos pecados da humanidade
Mas aquela não é a natureza desta besta
Eu sou negado

Eu a terei, ela é minha
Nascer do sol, meu teste do tempo
E quando as sombras caírem
Sobre o solo profano
Eu a farei minha

BRAINWASHED

And so we begin with another sin
The earth's enslaved with hypocrites
They lay their heads to rest at night
Say a little prayer and all is right

Christ it's nothing personal
You've got to see
They twist and turn your words
For their own needs
They're brainwashed puppets
The almighty crutch
Cowards of reality
And their dying love

Living life in total lies
Judging others
Believe that I say or burn in hell
Bow down your head
You won't feel so bad
Do as I say or burn in hell

Close your eyes, look deep inside
Master of the ignorant
Master of the lies
Judgment day is close at hand
Generate that blasphemy
Master of the damned

Lies

Now behind your reflection
Lies the one who knows the truth
Your conscience will condemn you
On judgment day you'll lose

It seems very odd to me
How you sin and feel so free
And all you have to do is say
Forgive me ... I believe

Lies, foolish lies
Behind your brainwashed eyes
Lies, foolish lies
Behind your brainwashed eyes

Judge me not my shallow friend
Lest ye be judged yourself
You abuse the words you preach
You mold them for yourself
Brainwashed hypocrisy
Justifies the life you lead
Forgive me father I have sinned
Lay my head to rest again

Living life in total lies
Judging others
Believe what I say or burn in hell
Trust in me, say yes I believe
Do it now or burn in hell

LAVAGEM CEREBRAL

E então começamos com outro pecado
A terra escravizada por hipócritas
Eles se deitam para dormir à noite
Fazem uma oração e tudo bem

Cristo, não é nada pessoal
Você tem que ver
Eles distorcem suas palavras
Para seus próprios propósitos
Eles são fantoches com lavagem cerebral
A muleta toda poderosa
Covardes da realidade
E seu amor moribundo

Vivendo a vida em totais mentiras
Julgando os outros
Acredite no que digo ou queime no inferno
Baixe sua cabeça
Você não se sentirá tão mal
Faça o que digo ou queimará no inferno

Feche seus olhos, olhe para si mesmo
Mestre dos ignorantes
Mestre das mentiras
O dia do julgamento está próximo
Gere aquela blasfêmia
Mestre dos amaldiçoados

Mentiras

Agora por trás de seu reflexo
Jaz aquele que sabe a verdade
Sua consciência o condenará
No dia do julgamento você perderá

Isto parece muito estranho para mim
Como você peca e sente-se tão livre
E tudo que você precisa fazer é dizer
Perdoe-me... eu acredito

Mentiras, tolas mentiras
Por trás de seus olhos de lavagem cerebral
Mentiras, tolas mentiras
Por trás de seus olhos de lavagem cerebral

Não me julgue, meu amigo superficial
Julgue a si mesmo
Você abusa das palavras que prega
Você as molda para si próprio
Hipocrisia iludida
Justifica a vida que você leva
Perdoe-me pai, pois eu pequei
Deito-me para dormir novamente

Vivendo a vida em totais mentiras
Julgando os outros
Acredite no que digo ou queime no inferno
Acredite em mim, diga sim, eu acredito
Diga agora ou queimará no inferno

BURNING OASIS

Raging fire surrounds me
The embers seems to glow
Woman, man & serpent
Temptation fills her soul

Initiate the beginning
Of the end of paradise
Feel the flames engulf us
And breath a final sigh

Take the fruit
Let wisdom fill your soul
See the things I see
Know the things I know
The jungle is burning
With ambition so strong
To unleash my retribution
To heed the final call

I shall be wise

Burning Eden

There's no way out now
No turning back
To gain infernal wisdom
No turning back
Priests of the fire release thee
For thine inbred vengeance
The burning oasis has beckoned us all

OÁSIS ARDENTE

O fogo ardente me cerca
As brasas parecem brilhar
Mulher, homem e serpente
A tentação preenche a alma dela

Inicie o começo
Do fim do paraíso
Sinta a chamas nos engolir
E dê seu último suspiro

Pegue a fruta
Deixe a sabedoria preencher sua alma
Veja as coisas que eu vejo
Saiba das coisas que eu sei
A selva está queimando
Com ambição tão forte
Para libertar minha retribuição
Para atender ao chamado final

Eu devo ser sábio

Éden Ardente

Não há como sair agora
Não há como voltar
Para ganhar a sabedoria infernal
Não há como voltar
Sacerdotes do fogo te libertam
Por tua vingança inata
O oásis ardente chamou a todos nós

CREATOR FAILURE

A lonely maiden stands
Bound to the obelisk
As she tugs and pulls
And tries to twist
Shackles slice her virgin wrists
Blood now covers her tiny hands

How does thou receive this fate?
She asks of her own mind
Purity, innocence, encourage death
Life... gone is mine

I also ask of you my lord
Thy god in heaven
For I understand the error of many ways
But of creation and the seven days
When was created the murky haze
From which the beast has risen

Fail me not my master
For this is your creation
Your son the bastard
Leviathan

Blackness, dripping stench
Unrelenting vice
Vile embellishment
Transcending pure evil

Standing now before her eyes
Wings expanding...she's going to die
Belching blue green fire
Flesh feeds the desire
The serpent gods apocalyptic smile

Come to me my demon brother
Of us both and our fathers
A failure of creation ... abomination

A FALHA DO CRIADOR

Uma donzela solitária
Em direção ao obelisco
Enquanto ela puxa com esforço
E tenta torcer
As algemas cortam seus pulsos virgens
O sangue agora cobre suas pequenas mãos

Como tu recebes este destino?
Ela pergunta para sua própria mente
Pureza, inocência, encorajam a morte
Vida... a minha se foi

Eu também te pergunto, meu senhor
Teu deus no paraíso
Porque eu entendo o erro de muitas formas
Mas a criação e os sete dias
Quando foi criado o labirinto sombrio
De onde a besta se ergueu?

Não falhe comigo, meu mestre
Pois esta é a sua criação
Seu filho, o bastardo
Leviatã

Escuridão, fedor gotejante
Vício inflexível
Embelezamento vil
Transcendendo puro mal

Parado de frente aos olhos dela
As asas se abrindo... ela vai morrer
Cuspindo chamas azuis e verdes
A carne alimenta o desejo
O sorriso apocalíptico dos deuses serpente

Venha a mim meu irmão demônio
De nós dois e nossos pais
Uma falha da criação... abominação

THE PIERCED SPIRIT

Gaze upon me now
A desperate soul for all time
Bound forever to this barren land desolate
My spirit has been pierced
So crucify if you must
But just recall it's in your creed
Not to judge
Crucify me, I am the pierced spirit
Crucify me, for I know that you must
You must

O ESPÍRITO PERFURADO

Olhe para mim agora
Uma alma desesperada por todo o tempo
Enviado para sempre a esta terra desolada
Meu espírito foi perfurado
Então crucifique se você deve
Mas apenas lembre-se, está em sua crença
Não julgar
Crucifique-me, eu sou o espírito perfurado
Crucifique-me, pois eu sei que você deve
Você deve

DANTE’S INFERNO

Through the fiery caverns we sail
Virgil at my side my guide and master
Questing through the nine plains of hell
Infernal wisdom shall fill my soul
Slowly now the days departing
The darkened air releases me
Frightening visions of my journey
Entrance me to limbo I'm not free

Abandon all hope who enter here
Enter the gates, Charon awaits

Abandon all hope who enter here
For this is where
All things are left behind
Every doubt and every cowardice must die
Souls of rage and anger whipping in despair

The souls that wail on this plain
Pray for death
Denial is the reason for their suffering
Forever being stung
By wasps and demons breath
The blood and tears that fall
Serve the maggots need

Descention, thrusting to the second plain
Minos judges as his tail twines
Lustful thoughts and greed
Whip these wretched souls
A hurricane of hate
Mocks their helpless pleas

Drifting now down deeper
Into eternal flames
Awake at the third circle
The cold and filthy rain
Punished for their gluttony
Languid for all time
The earth it stinks of corpses
Damned for all time
The vicious beast Cerberus
Three heads, blooded eyes
Tears his talons through the air
All the skinners cry

Down, be still thy cursed wolf
The master scorns its name
Dive to the next plain
The sullen and the vain
Suffer for greed
The prodigal they bleed
For all eternity
Plutus holds the key

Damned, the wrathful and the vain
Suffer the fifth plain
Cross the river Styx
Heed your crucifix
The mudded corpses cry
Howling to the sky
Reach the other side
Open wide the gate

Enter the sixth circle
Of barren land and flames
Passing through the gate of Dis
The furies scream her name
Belching forth in agony invoking her to rise
The spirit's rage consuming us
The evil in their cries
Queen of vipers, queen of serpents
Cast their souls to stone
Spread to wealth of Gorgon's power
Medusa’s inner soul

We¹re drawing ever closer
To the seventh hell
They violate their neighbors
Their god and themselves
We're sailing slowly
Through the boiling river of blood
Immersed in the depths below
Souls scream in agony
The twisted beast he laughs
He draws his arrow back
His sights on anyone exposing of their flesh
He impales their hearts with ease
And shrugs their piercing screams
Pity is they'll never die
They'll suffer here eternally

Imagine a place
Where every horror comes to life
Where every torture is real
And time stands still
Eight fiery steps
And we're closer to the end

In a cold and timeless grave
Buried head first in shit
Praying all the while
For a quick & painless death
Scratching furiously
At scabbed and oozing wounds

Lucifer ... angel of light
Cast below god of ice
Ruling hell unholy trinity
The traitors freeze for all eternity
Lucifer ... betrayer of god
Tormentor ruthless and cold
Judas' screaming here in agony
The traitors freeze for all eternity

INFERNO DE DANTE

Através das cavernas ardentes navegamos
Virgílio ao meu lado, meu guia e mestre
Buscando pelas nove planícies do inferno
Sabedoria infernal preencherá minha alma
Os dias partindo vagarosamente agora
O ar escurecido me liberta
Visões amedrontadoras de minha jornada
Para o limbo eu não sou livre

Percam a esperança aqueles que aqui entram
Entre pelos portões, Caronte aguarda

Percam a esperança aqueles que aqui entram
Pois é aqui onde
Todas as coisas são deixadas para trás
Cada dúvida e cada fraqueza devem morrer
Almas enraivecidas e ira em desespero

As almas que lamentam nesta planície
Rezam pela morte
Negação é a razão de seu sofrimento
Para sempre sendo ferroadas
Por vespas e hálitos de demônios
O sangue e as lágrimas que caem
Servem aos desejos dos vermes

Descendo, chegando a segunda planície
Minos julga enquanto sua cauda se torce
Pensamentos luxuriosos e ambição
Chicoteiam as almas vis
Um furacão de ódio
Zomba de seus apelos desesperados

Vagando mais profundamente agora
Para dentro das chamas eternas
Acorda no terceiro círculo
A chuva fria e imunda
Punidos por sua gula
Lânguidos por toda a eternidade
A terra fede a cadáveres
Amaldiçoados por toda a eternidade
A besta viciosa, Cérbero
Três cabeças, olhos de sangue
Ergue suas garras no ar
Todos os esfoladores choram

Para baixo, fique quieto lobo amaldiçoado
O mestre despreza seu nome
Mergulhe para a próxima planície
Os rabugentos e os vaidosos
Sofrem pela ambição
Os perdulários sangram
Por toda a eternidade
Plutão é o guardião da chave

Amaldiçoados, os raivosos e os vaidosos
Sofrem na quinta planície
Cruzam o rio Styx
Atendem ao seu crucifixo
Os corpos enlameados choram
Uivando para os céus
Alcançando o outro lado
Abra bem o portão

Entre no sexto círculo
De terra devastada e chamas
Passando através do portão de Dis
As fúrias gritam seu nome
Gritando em agonia invocando-a
A fúria do espírito nos consumindo
O mal em seus lamentos
Rainha das víboras, rainha das serpentes
Transformam suas almas em pedra
Abrem-se à riqueza do poder da Górgone
Alma interior da Medusa

Nós estamos nos aproximando
Ao sétimo inferno
Eles violam seus vizinhos
Seus deuses e eles mesmos
Nós estamos navegando vagarosamente
Através do rio fervente de sangue
Imersos nas profundezas abaixo
As almas gritam em agonia
A besta pervertida ri
Ele puxa sua flecha
Seu olhar em todos que expõem sua carne
Ele empala seus corações com facilidade
E é indiferente aos seus gritos agonizantes
Pena que eles nunca morrerão
Eles sofrerão aqui eternamente

Imagine um lugar
Onde cada horror se torna vivo
Onde cada tortura é real
E o tempo não passa
Oito passos ardentes
E estaremos próximos do fim

Em uma cova fria e eterna
Com a cabeça enterrada em merda
Rezando o tempo todo
Por uma morte rápida e sem dor
Coçando furiosamente
Feridas sarnentas e gotejantes

Lúcifer... Anjo da luz
Atirado às profundezas, deus do gelo
Governando o inferno, trindade profana
Os traidores congelam por toda a eternidade
Lúcifer... traidor de deus
Atormentador frio e implacável
Judas está gritando aqui em agonia
Os traidores congelam por toda a eternidade




ICED EARTH:
Matthew Barlow – Vocais
Jon Schaffer – Guitarra/Vocais
Randall Shawver – Guitarra
Dave Abell – Baixo
Howard Helm – Teclados
Rodney Beasley – Bateria




Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Iced Earth"

Iced Earth: galeria de fotos da apresentação em São Paulo
Iced Earth: trazendo o frio para São Paulo com um excelente show
Iced Earth: tour inicia pela Austrália, antes de chegar ao Brasil
Jon Schaffer: "Sempre fui o líder do Iced Earth e sempre serei"
Backstage: programa sorteia ingressos para show de Doro em SP
Iced Earth: jam com Hansi Kürsch, do Blind Guardian, na Alemanha
Janeiro: conheça 10 bons discos já lançados em 2014
Iced Earth: Comprovando a grande fase com mais um ótimo trabalho
Iced Earth: números da 1ª semana de vendas e Top 50 nos EUA
Iced Earth: novo álbum em destaque no Backstage da KISS FM
Iced Earth: assista vídeos de show da banda em Birmingham
Iced Earth: lançado oficialmente novo álbum "Plagues of Babylon"
Blind Guardian: participação de Hansi no novo CD do Iced Earth
Stu Bock: "Eu só vejo Iced Earth em meu futuro"
Tim "Ripper" Owens: vídeo de clássicos do Judas Priest e Sabbath

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Caio Beraldo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Caio Beraldo no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas