Tradução - Port Royal - Running Wild

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - Port Royal - Running Wild

Traduzido por Fernando P. Silva

  | Comentários:
Imagem

Port Royal

Hundred masts, thirty flags
An island in the gulf of Darien
Sandglass, bloody heart
Flying high above the scene

Mariners with loaded guns
Are still waiting at the quay
A hungry fleet from underworld
"Freedom" is the law they pray

"Black Strap", rum and gin
Sexual freedom all the way
A rolling dice, an ace of hearts
One shall win and one's to pay

Concord and freedom
No need for the Holy Writ
Rebellions, non-servile
Spitting on religious hypocrites

Port Royal
A cry of freedom on the sea

When the "Oxford", hits the sea
Slave driver learns the Moses law
There is no chance, they can't escape
They hunt them down and eat'em raw

Gin Lane, New Providence
It all is now since a long time gone
But there are still descendants
Port Royal's spirit lives forever on

Port Royal
A cry of freedom on the sea

Port Royal

Centenas de mastros, trinta bandeiras
Uma ilha no golfo de Darien
Ampulheta, coração sanguinário
Voando alto sobre a cena

Marinheiros com armas carregadas
Ainda estão à espera no cais
Uma frota faminta do submundo
“Liberdade" é a lei que eles rezam

“Black Strap", rum e gim
Liberdade sexual por todo o caminho
Um dado é jogado, um ás de copas
Um ganhará e um pagará

Acordo e liberdade
Sem necessidade das Escrituras Sagradas
Rebeliões, não-servis
Cuspindo nos religiosos hipócritas

Port Royal
Um grito de liberdade no mar

Quando o "Oxford", atinge o mar
O guarda de escravos aprende a lei de Moisés
Não há nenhuma chance, eles não podem escapar
Eles os caçam e os comem crus

Gin Lane, New Providence
Tudo acontece agora passado um longo tempo
Mas ainda restam os descendentes
O espírito de Port Royal vive para sempre

Port Royal
Um grito de liberdade no mar

* Port Royal foi capital da Jamaica até 1692, quando um terremoto destruiu praticamente 2/3 da cidade, perdendo assim sua importância para a futura capital Kingston, estabelecida ali próxima, pouco tempo depois. Durante o século XVII, Port Royal (assim como a própria Jamaica) era um dos principais centros de comércio escravo do mundo, devido em parte à colonização inglesa e a conseqüente procura por mão-de-obra escrava para o trabalho agrícola (açúcar, fumo, cacau). Também era conhecida como “a cidade mais rica e depravada do mundo”, por ser um local muito freqüentado por piratas e onde muitos deles gastavam seus tesouros. Além do terremoto de 1692, Port Royal também foi atingida por outras catástrofes naturais, como furacões na primeira metade do século XVIII e um outro terremoto devastador em 1907. A cidade ainda existe, mas sua população beira a dois mil habitantes, tendo pouca importância política ou comercial, embora recentemente o governo Jamaicano tenha tornado-a um local histórico e turístico.

** Black Strap = Uma antiga marca de cerveja-preta irlandesa.

Raging Fire

Can you see the licking flame
Waiting for its time
Its increasing energy
Preparing for the prime

Fed up with your boring prate
All senses gettin lost
Second to none our flame shall rouse
Just like a growing host

Raging Fire burning down the walls
Raging Fire the rebellion force
Raging Fire all across the lands
Raging Fire fights in self defense

The anger grows on and on
The young stand up and fight
No more lies and censorship
All oppressed stand tight

Raging Fire burning down the walls
Raging Fire the rebellion force
Raging Fire all across the lands
Raging Fire fights in self defense

Wake up break the silence
Come on join our league
We must stand defiant
To dethrone this breed

Fogo Devastador

Você consegue ver a chama intensa
Aguardando sua vez
Sua energia aumentando
Preparando-se para o início?

De saco cheio com sua lábia entediante
Todos os sentidos se perdem
Não há outra igual, nossa chama despertará
Como uma hoste crescente

Fogo devastador, queimando as paredes até o chão
Fogo devastador, a força da rebelião
Fogo devastador, por toda parte
Fogo devastador, luta em defesa própria

A raiva cresce continuamente
O jovem levanta e luta
Chega de mentiras e censura
Todos os oprimidos resistem firmemente

Fogo devastador, queimando as paredes até o chão
Fogo devastador, a força da rebelião
Fogo devastador, por toda parte
Fogo devastador, luta em defesa própria

Acorde, quebre o silêncio
Venha se juntar a nossa liga
Nós temos que permanecer desafiantes
Para destronar esta raça

Into the Arena

They imagine a heaven
Talk about hell
They can't live without a remission

Plentiful punishment for
Numerous sins
Suffering their own cruel invention

Their heaven is boring
Their hell's a state joke
Faith is their one vindication

Doubt is forbidden
Joy is tabooed
For a folly there's no hesitation

Sacrifice their life for a lie
A thousand sheep have come to die
Down the thumb there's no remorse
It's the time for martyrs

Into the Arena - go down
Into the Arena - show-down now
Into the Arena - the beasts are prepared
Into the Arena

Hunting the witches
Considered to be
Riding on brooms in the dark night

No mercy for people
Who dare to oppose
Medieval church was a scourge in its pride

Millions of people
Killed for the cross
By relentless religion - disgusting

There is no excuse
For things they have done
In the name of their God
It's a bad thing

Sacrifice their life for a lie
A thousand sheep have come to die
Down the thumb there's no remorse
It's the time for martyrs

Into the Arena - go down
Into the Arena - show-down now
Into the Arena - the beasts are prepared
Into the Arena

Lock your door the Priest is Coming
Beware of All the Parsons

Today it's all different
A daring contention
They talk about love and forgiving

But still they are hunting
Now we are the victims
Maybe they are envious for our living

Sacrifice their life for a lie
A thousand sheep have come to die
Down the thumb there's no remorse
It's the time for martyrs

Into the Arena - go down
Into the Arena - show-down now
Into the Arena - the beasts are prepared
Into the Arena

Na Arena

Eles imaginam um céu
Falam sobre o inferno
Eles não podem viver sem uma remissão

Castigo abundante para os
Numerosos pecados
Sofrendo sua própria invenção cruel

O paraíso deles é tedioso
O inferno deles é uma piada
Fé é a sua única justificativa

Duvidar é proibido
Alegria é tabu
Para uma estupidez não há hesitação

Sacrificam suas vidas por uma mentira
Mil ovelhas vieram para morrer
Sob domínio, não há nenhum remorso
É hora dos mártires

Na Arena – desçam
Na Arena – a luta final agora
Na Arena – as bestas estão preparadas
Na Arena

Caçando as bruxas
Acusadas de estarem
Voando em vassouras pela noite escura

Sem piedade para as pessoas
Que ousam se opor
Igreja medieval era um flagelo em seu orgulho

Milhões de pessoas
Assassinadas pela cruz
Pela religião implacável - repugnante

Não há desculpa
Pelas coisas que eles fizeram
Em nome de seu Deus
É algo terrível

Sacrificam suas vidas por uma mentira
Mil ovelhas vieram para morrer
Sob domínio não há nenhum remorso
É hora dos mártires

Na Arena – desçam
Na Arena – a luta final agora
Na Arena – as bestas estão preparadas
Na Arena

Feche sua porta que o Sacerdote está Vindo
Tome cuidado com Todos os Párocos

Hoje é tudo diferente
Uma disputa ousada
Eles falam sobre amor e perdão

Mas eles ainda estão caçando
Agora nós somos as vítimas
Talvez eles estejam com inveja de nossas vidas

Sacrificam suas vidas por uma mentira
Mil ovelhas vieram para morrer
Sob domínio não há nenhum remorso
É hora dos mártires

Na Arena – desçam
Na Arena – a luta final agora
Na Arena – as bestas estão preparadas
Na Arena

Uaschitschun

No more eagles gonna ride the wind
Turning circles in the sky
Badlands growing and the bison's gone
Uaschitschun tell me why

Why'd you kill my creed
Claiming earth and wind
You never kept your vow
But you can't lock me in

I'm riding free
Riding free with the wind
Free as an eagle
Proud as a king

My mother's the earth
And my father's the wind
You can't possess them, they are free
It's time for you to see what you have done
Can't hold my soul cause I will flee

Why you kill yourself
Ravage what you need to live
You can't eat your gold
Nature's calling you

"Only when the last tree has been felt
The last fish caught
The last river poisoned
Will you know
That men cannot eat money"

Uaschitschun *

Não mais as águias irão passear pelo vento
Fazendo círculos no céu
As terras se tornaram estéreis e o bisão morreu
Uaschitschun me diga por quê

Por que você destrói minha crença
Reivindicando a terra e o vento
Você nunca manteve sua palavra
Mas você não pode me prender

Estou cavalgando livremente
Cavalgando livremente com o vento
Livre como uma águia
Orgulhoso como um rei

Minha mãe é a terra
E meu pai é o vento
Você não pode possuí-los, eles são livres
É hora de ver o que você fez
Não pode deter minha alma pois irei fugir

Por que você se mata
Saqueia aquilo que você precisa para viver
Você não pode comer seu ouro
A natureza está te chamando

“Somente quando a última árvore for derrubada
O último peixe pescado
E o último rio envenenado
Você se dará conta
Que os homens não podem comer dinheiro?”

* Uaschitschun é o nome de uma tribo indígena, e esta citação é atribuída a um de seus membros.

Conquistadores

Exploring the seas to conquer new lands
Troops arrayed by the church
Sanctified and blessed they set out
Crusaders, gentiles' scourge

They fight, they kill, they rape
Under the banner of the 'holy' church
They hunt, they lie, they cheat, they steal
Doing dirty deeds under church bell’s peal

Conquistadores
Hungry for gold
Doing as the religious madman told
Conquistadores
Religion's knight
Havoc and death caused by pride

Pearls of glass for ingots of gold
Violence, force and deceit
Taking the wealth or the Indian's life
Their way of feeding their greed

Heathen must turn to Christianity
It's like 'believe or die'
Arrogance and blindness, religion's force
Believers never ask the reason why

Conquistadores *

Explorando os mares para conquistar novas terras
Tropas ordenadas pela igreja
Santificados e abençoados eles partiram
Cruzados, flagelo gentílico

Eles lutam, eles matam, eles estupram
Sob a bandeira da igreja ‘santa'
Eles caçam, mentem, enganam, roubam
Cometendo barbáries sob o repique dos sinos da igreja

Conquistadores
Famintos pelo ouro
Fazendo conforme o louco religioso ensinou
Conquistadores
O cavaleiro da religião
Destruição e morte causadas por orgulho

Pérolas de vidro por lingotes de ouro
Violência, força e enganação
Tirando a riqueza ou a vida dos índios
O modo de alimentar sua ganância

O pagão deve se converter ao Cristianismo
É o tal do 'acredite ou morra'
Arrogância e cegueira, a força da religião
Os fiéis nunca perguntam o por quê

* A palavra “Conquistadores”, na língua inglesa, é uma referência aos espanhóis que dominaram a América, principalmente o México e o Peru, durante o século 16.

Blown to Kingdom Come

Out in the world
You can watch'em struggling
For a small piece of luck
They won't die with a smile on their trace

For possession they'd kill their mothers
For some bucks they deny themselves
And the whole world is right in that trace

They are Riding Forth
No time to lose
Got to alter every place
They are Riding Forth
No way to choose
And the next step's out to space

With a high hand they watch their buildings
Self-righteously praise their deeds
No time for recess on their way

In a way it is quite amusing
But it's a fake of deepest dye
Let's hope they'll see it one day

They are Riding Forth
No time to lose
Got to alter every place
They are Riding Forth
No way to choose
And the next step's out to space

Pay Attention to History
Look at All the Things They've Done
No Remains, There's No Thing Left
It's All Blown to Kingdom Come

Para os Quintos do Inferno

Pelo mundo afora
Você pode observá-los lutando
Por um pequeno pedaço de sorte
Eles não irão morrer com um sorriso em seus rastros

Por posses eles matariam suas mães
Por alguns dólares eles negam a si mesmos
E o mundo inteiro está exatamente naquela trilha

Eles estão Cavalgando Adiante
Sem tempo a perder
Precisam modificar cada lugar
Eles estão Cavalgando Adiante
Sem caminho a escolher
E o próximo passo é o espaço afora

Com arrogância eles observam seus monumentos
De maneira hipócrita eles exaltam seus feitos
Sem tempo para descanso em seu caminho

De certo modo isto é um tanto divertido
Mas é uma farsa das mais sórdidas
Esperamos que eles vejam isto um dia

Eles estão Cavalgando Adiante
Sem tempo a perder
Precisam modificar cada lugar
Eles estão Cavalgando Adiante
Sem caminho a escolher
E o próximo passo é o espaço afora

Preste Atenção na História
Olhe para Todas as Coisas que Eles Fizeram
Sem Resquícios, Nada Restou
Foi Tudo Para os Quintos do Inferno

Warchild

When I was a kid they taught me their rules
We did anything they want
We did it like fools
Their book was holy, we learned it by heart
Their holy fight, we had to take part
Exploited and cheated my life was a mess
Religion and war, we were possessed

Inspired and brave, out to the field
So blind that we couldn't see
Our destiny was sealed
We tried to fight, fell one by one
Disillusion, our belief had gone
Exploding shell tore off my legs
Senses faded by the grenade cracks

Warchild, Warchild
We fought and died for it... we are

Warchild, Warchild
We cried and bleed for it

Wake up now

Filho da Guerra

Quando eu era criança eles me ensinaram suas regras
Fizemos tudo o que eles queriam
Fizemos como tolos
O livro deles era santo, nós o aprendemos de cor
Sua luta santa, nós tivemos que fazer parte
Explorado e enganado, minha vida era uma bagunça
Religião e guerra, nós estávamos possuídos

Inspirados e destemidos, fomos para o campo
Tão cegos que não podíamos ver
Nosso destino estava selado
Nós tentamos lutar, caímos um a um
Desilusão, nossa fé havia acabado
Granadas explodindo arrancando minhas pernas
Os sentidos enfraquecidos pela explosão da granada

Filho da guerra, filho da guerra
Nós lutamos e morremos por ela... nós somos

Filho da guerra, filho da guerra
Nós choramos e sangramos por ela

Acorde agora

Mutiny

Pain of hunger's growing stronger
The wages are gone
Can't wait no longer
I have to sign on under every flag
If I want to live, I have to fag

Engaged, I hit the sea
Never thought of mutiny
The work is hard, the pay is low
We're treated bad, our anger grows

The water barrels going bad
Daily a sailor dies by fag
Whip cracks pain's their holy law
If they're going too far this means war

Stand up and fight

A seaman disobeys a law
The whip cracks, flowing gore
He gets a hundred cuts, one too much
His death feeds our grudge

The waterbarrels going bad
Daily a sailor dies by fag
Whip cracks pain's their holy law
If they're going too far this means war

With grinning looks we precede
Revenge for the ones who'd bleed
Encircling bastards who killed
Their eyes show fear, they're thrilled

Motim

A dor da fome está ficando forte
Os pagamentos foram abolidos
Não posso mais esperar
Eu tenho que atender a cada sinal
Se eu quero viver, eu tenho que trabalhar duro

Contratado, eu me lancei aos mares
Nunca pensei em motim
O trabalho é duro, o pagamento é irrisório
Nós somos maus tratados, nossa raiva cresce

Os barris de água se estragando
Diariamente um marinheiro morre de cansaço
A dor das chicotadas, a lei santa deles
Se eles forem longe demais, isso significará guerra

Levante e lute

Um marujo desobedece a uma lei
O chicote estala, o sangue escorre
Ele ficou com uma centena de cortes, um absurdo
Sua morte alimenta nosso rancor

Os barris de água se estragando
Diariamente um marinheiro morre de cansaço
A dor das chicotadas, a lei santa deles
Se eles forem longe demais, isso significará guerra

Com olhares intrépidos nós precedemos
Vingança por aqueles que sangraram
Cercando os bastardos que assassinaram
Seus olhos demonstram medo, eles estão tremendo

* A letra fala sobre o pirata John Rackham, nos tempos em que ele era apenas um mero intendente de um navio de guerra inglês chamado Treasure. Em 1717, quando o capitão Charles Vane fracassou ao tentar atacar um navio francês carregado de riquezas, John Rackham liderou um motim entre a tripulação, já revoltada e descontente com as péssimas condições de viagem. Vane foi deposto e jogado ao mar a mando de Rackham. Sob seu comando, eles imediatamente voltaram e atacaram o navio francês. Após a captura, e incitados pelas riquezas encontradas a bordo, Rackham sugeriu a tripulação que se engajassem na pirataria e todos aceitaram prontamente.

Calico Jack

Up with the Roger, the vessel is close
Cannons are loaded the weapons prepared
Set up more sails the distance grows
They try to escape but we shan't care

Calico Jack, Listen and hear my command
Calico Jack, I lead you to victory
Calico Jack, We shall win in the end
Calico Jack, You may believe what I foresee

Down with the Roger, the vessel's too far
It's time for the red flag, no remorse
Anne and Mary, more rum in my jar
I need more refreshment
Before we set course

Changing the course now
We must get in touch
He must not escape
Our breath in their neck
They feel our grudge
We have to hurry to get them in scrape

Fight

Acrid smell of smoke in the air
While flag's rising
Mainmast breaks
Ears go deaf by my brother's blare
Upper deck is taken over

All of sudden a yelling cry
Ports turn open, what a mess
Soldiers get out 'n' comrades die
Desperate fights, we're on the loose

(THE JUDGE)

John Rackham
You are charged with murder and piracy
Of the high seas
In the name of Her Majesty
You will be taken from this court
And hung, drawn and quartered

What are your last words, accused?

(CALICO JACK)

My last words? Ha ha!!!
Who do you think you are?!
What right have you to judge
Over my destiny?!
Take your pompous words
And stick'em where the sun doesn't shine
I swear we meet again
Bye

Calico Jack

Ergam a (Jolly) Roger, o navio de guerra está perto
Canhões estão carregados, as armas preparadas
Icem mais velas a distância aumenta
Eles tentam escapar mas não importa

Calico Jack, Escutem e ouçam meu comando
Calico Jack, Eu conduzo vocês a vitória
Calico Jack, Nós venceremos no final
Calico Jack, Vocês podem acreditar no que eu prevejo

Desçam a (Jolly) Roger, o navio está muito distante
É hora para a bandeira vermelha, sem remorso
Anne e Mary, mais rum em meu cântaro
Eu preciso de mais bebida
Antes de zarparmos

Mudando o curso agora
Temos que entrar em contato
Ele não pode escapar
Nossa respiração em sua nuca
Eles sentem nosso rancor
Nós temos que nos apressar para pegá-los em apuros

Lutem

Cheiro forte de fumaça no ar
Enquanto a bandeira é içada
O mastro principal se racha
Ouvidos irão ensurdecer com o clangor do meu irmão
O convés superior é invadido

De repente um grito estridente
Portos se abrem, que confusão
Soldados se mandam e os comparsas morrem
Lutas desesperadas, nós estamos em liberdade

(O JUIZ)

John Rackham
Você é acusado de assassinato e pirataria
Em alto-mar
Em nome de Sua Majestade
Você será levado deste tribunal
E enforcado, esticado e esquartejado

Quais são suas últimas palavras, acusado?

(CALICO JACK)

Minhas últimas palavras? Ha ha!!!
Quem você pensa que é?!
Que direito você tem para julgar
Sobre o meu destino?!
Pegue suas palavras pomposas
E as enfie onde o sol não brilha
Eu juro que iremos nos encontrar novamente
Bye

(1) Jolly Roger = A clássica bandeira negra dos piratas, com o desenho de uma caveira com dois ossos cruzados. O termo vem do francês “Joli Rouge” e significa “Vermelho Bonito”, uma autodescrição sangrenta dos piratas. Calico Jack utilizava uma bandeira com uma caveira e duas espadas cruzadas, simbolizando sua prontidão para a luta.

(2) Calico Jack era o apelido de John Rackham. Ganhou este apelido por causa das roupas de morim coloridas que sempre usava. Calico é um tecido de algodão fino (chamado de morim) oriundo da Índia. John Rackham foi um dos piratas mais notórios e sanguinários de sua época. Acompanhado por duas piratas não menos sanguinárias, Anne Bonny e Mary Read, sua fama de bárbaro e implacável se estendia por todo o Mar do Caribe e as Índias Ocidentais. Juntos viveram uma curta, porém notável, história de piratarias. Mas sua relação não foi mais a mesma a partir do momento em que Jack flagrou Anne e Mary na cama, em sua cabine. Desde então, ele se entregou cada vez mais à bebida, buscando consolo em inumeráveis garrafas de rum, deixando o comando do navio a cargo delas. No momento em que foram cercados e capturados pelo Capitão Burnet, um caçador de piratas, apenas Anne e Mary tentaram resistir ao ataque, enquanto a maior parte da tripulação, embriagada, fugia para os porões do navio. Para escapar da sentença de morte, elas alegaram estarem grávidas. Anne morreu de febre na prisão e Mary nunca mais foi vista. John Rackham foi levado a julgamento, em 16 de novembro de 1720, perante o Sr. Nicholas Laws em Port Royal, sendo condenado e enforcado naquele mesmo dia.








Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Running Wild"

Running Wild: Navegando com a maestria de um velho lobo do mar
Running Wild: Mais uma vez provando sua força
Running Wild: Rock 'n' Rolf Kasparek fala sobre Resilient
Running Wild: Novamente navegando em águas familiares
Running Wild: ouça amostras do novo álbum
Running Wild: ouça trechos das músicas de Resilient
Running Wild: ouça trecho de música do "Resilient"
Running Wild: reveladas capa e track-list do álbum Resilient
Running Wild: divulgado track list do novo álbum
Running Wild: álbum novo em outubro deste ano
Running Wild: divulgado título de novo trabalho
Running Wild: novo disco deve sair em setembro
Running Wild: Em 1992, dando continuidade à sólida carreira
Running Wild: "Gates..." é rápido, rebelde, intenso
Running Wild: líder fala sobre retorno e novo projeto

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Fernando P. Silva

Fernando Silva é membro do Whiplash! e responsável pela seção de traduções. Colaborando com o site há mais de 5 anos, é quem organiza e revisa todas as traduções que são publicadas nesta seção, contando também com o auxílio de amigos e colaboradores do site. Eclético, curte desde o blues e um bom rock n' roll até o melhor do hard e do heavy, sendo o Metallica (até a eternidade) sua banda preferida. Correções de material postado anteriormente, críticas ou sugestões para novas traduções podem ser feitas através do contato direto com o autor. Email: [email protected].

Mais matérias de Fernando P. Silva no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas