Tradução - Blue Mask - Lou Reed

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - Blue Mask - Lou Reed

Traduzido por Márcio Ribeiro

  | Comentários:
Imagem

The Blue Mask marca o retorno de Lou Reed após um período em tratamento contra sua dependência química e álcoolica. Lançado em 1982, seu décimo quinto disco em sua carreira-solo, enterra de vez a imagem do 'Rock 'n' Roll Animal', aquele personagem lembrado pelos seus excessos, vivido durante boa parte da década de setenta em seu período mais glam. Lou Reed continua escrevendo abertamente sobre sua vida, seus pensamentos, seus medos e suas angústias, porém, uma vez desintoxicado, ele aparenta estar mais focado. Até os timbres utilizados em sua guitarra, que ele volta a tocar pela primeira vez desde os tempos do Velvet Underground, estão mais
limpos e claros. O álbum é dedicado ao falecido poeta Delmore Schwartz, seu amigo antes de iniciar sua carreira e inspiração sua de longa data.

My House

The image of the poet's in the breeze
Canadian geese are flying above the trees
A mist is hanging gently on the lake
My house is very beautiful at night

My friend and teacher occupies a spare room
He's dead - at peace at last the Wandering Jew
Other friends has put stones on his grave
He was the first great man that I had ever met

Sylvia and I got out our Ouija Board
To dial a spirit - across the room it soared
We were happy and amazes at what we saw
Blazing stood the proud and regal name Delmore

Delmore, I missed all your funny ways
I missed your jokes
And the brilliant things you said
My Daedalus to your Bloom
Was such a perfect wit
And to find you in my house
Makes things perfect

I really got a lucky life
My writing, my motorcycle and my wife
And to top it all off a spirit of pure poetry
Is living in this stone and wood house with me

The image of the poet's in the breeze
Canadian geese are flying above the trees
A mist is hanging gently on the lake
Our house is very beautiful at night

Our house is very beautiful at night
Our house is very beautiful at night
Our house is very beautiful at night

Minha Casa

A imagem do poeta está na brisa
Gansos Canadenses voam sobre as arvores
Uma bruma paira gentilmente sobre o lago
Minha casa é muito bonita à noite

Meu amigo e professor ocupa um quarto vago
Ele está morto – em paz enfim, o Judeu Andarilho
Outros amigos colocaram pedras em seu túmulo
Ele foi o primeiro grande homem que conheci

Sylvia e eu pegamos nossa tábua de Ouija*
Para discar por um espírito – pelo quarto ele voou
Estávamos felizes e impressionados com o que vimos
Flamejantemente apareceu o fino e orgulhoso nome Delmore

Delmore, sinto falta de suas maneiras engraçadas
Sinto falta de suas piadas
E das coisas brilhantes que dizia
Meu Daedalus para seu Bloom**
Era de uma esperteza perfeita
E encontrar você em minha casa
Faz as coisas ficarem perfeitas

Eu realmente tive uma vida sortuda
Minhas escritas, minha motocicleta e minha esposa
E para completar um espírito de pura poesia
Está vivendo nesta casa de pedra e madeira comigo

A imagem do poeta está na brisa
Gansos Canadenses voam sobre as arvores
Uma bruma paira gentilmente sobre o lago
Minha casa é muito bonita à noite

Nossa casa é muito bonita à noite
Nossa casa é muito bonita à noite
Nossa casa é muito bonita à noite

* Ouija Board = Tábua de Ouija. Versão americana para jogo do copo. Supostamente serve para se comunicar com os espíritos.

** My Daedalus to your Bloom = Referência a Leopold "Poldy" Bloom e Stephen "Kinch" Daedalus, dois personagens do livro "Ulisses" do escritor irlândes James Joyce (1882-1941). Leopold Bloom é um publicitário judeu apresentado logo no começo do episódio 4 (Calipso). O romance é centrado primeiramente no personagem de Bloom, e sua micro-odisséia ao se aventurar por toda Dublin ao longo de um dia; narrando os vários tipos de pessoas e situações que ele encontra. Stephen Dedalus é o personagem principal de outro romance de Joyce, "Um Retrato do Artista Como um Homem Jovem", que resurge como personagem em "Ulysses". Seu sobrenome é uma referência à figura mitológica Daedalus (Dédalo), que inventou o primeiro labirinto utilizado como prisão para o Minotauro.

Women

I love women, I think they are great
They're a solace to the world in a terrible state
They're a blessing to the eyes
A balm to soul
What a nightmare
To have no women in the world

I love women ...
We all love women

I used to look at women in the magazines
I know that it was sexist, but I was on the sly
I couldn't keep my hands off women
And I won't till I die

I love women ...
We all love women

A woman's love can lift you up
And women can inspire
I feel like buying flowers
And hiring a celestial choir
A choir of castratis to serenade my love
They'd sing a little Bach for us
And then we'd make love

I love women
I love women
We all love women
We love women

Mulheres

Eu amo as mulheres, eu as acho formidáveis
Elas são o consolo para o mundo em um estado terrível
Elas são uma benção para os meus olhos
Um bálsamo para minha alma
Que pesadelo
Não ter mulheres no mundo

Eu amo as mulheres...
Todos nós amamos as mulheres

Eu antigamente olhava para mulheres nas revistas
Eu sei que isto é machista, mas eu era manhoso
Não conseguia tirar minhas mãos das mulheres
E não irei até morrer

Eu amo as mulheres...
Todos nós amamos as mulheres

O amor de uma mulher pode te elevar
E as mulheres conseguem inspirar
Me sinto com vontade de comprar flores
E contratar um coro celestial
Um coro de castrados para serenar meu amor
Eles cantariam um pouco de Bach para nós
E então faríamos amor

Eu amo as mulheres
Eu amo as mulheres
Todos nós amamos as mulheres
Nós amamos as mulheres

Underneath The Bottle

Oooohh whee, look at me
Looking for some sympathy
It's the same old story
Of a man and his search for glory
And he found it, underneath the bottle

Things are never good
Things go from bad to weird
Hey gimme another Scotch with my beer
I'm sad to say
I feel the same today, as I always do
Gimme a drink to relax me

Oooohh whee, liquor set free
I can't do no work
The shake's inside me
Ah shucks, I got the lousiest luck
I'm sick of this
Underneath the bottle

Seven days make a week
On two of them I sleep
I can't remember
What the heck I was doing
I got bruise on my leg
From I can't remember when
I fell down some stairs
I was lyin' underneath the bottle

Oooohh whee, son of a B.
You get so down, you can't get any lower
So long world, you play too rough
And it's getting me all mixed up
I lost my pride and it's hiddin'
There, underneath the bottle

Debaixo da Garrafa

Oooohh whee, olha pra mim
Buscando compaixão
É a mesma velha história
De um homem e sua busca por glória
E ele a encontra, debaixo da garrafa

As coisas nunca estão boas
As coisas vão de mal à pior
Ei dê-me outro Scotch com minha cerveja
Estou triste por dizer
Me sinto o mesmo hoje, como sempre me sinto
Me dê um drinque para me relaxar

Oooohh whee, birita me liberta
Não consigo trabalhar
As tremedeiras dentro de mim
Ah, droga, tenho a pior sorte
Estou enjoado disto
Debaixo da garrafa

Sete dias compõem a semana
Em duas delas eu durmo
Não consigo recordar
O que diachos estava acontecendo
Eu tenho manchas na minha perna
De eu não me lembrar quando
Eu caí de alguma escada
Estava deitado debaixo da garrafa

Oooohh whee, filho da puta
Você cai tanto, você não consegue ir mais baixo
Adeus mundo, você joga muito duro
E está me deixando todo confuso
Eu perdi meu orgulho e está escondido
Lá, debaixo da garrafa

The Gun

The man has a gun
He knows how to use it
Nine millimeter Browning
Let's see what he can do
He'll point at your mouth
Says that he'll blow your brains out
Don't mess with me, carrying a gun
Carrying a gun, carrying a gun
Don't you mess with me, carrying a gun
Carrying a gun, carrying a gun
Don't you mess with me, carrying a gun
Get over there, move slowly
I'll put a hole in your face
If you even breathe a word
Tell the lady to lie down
I want you to be sure to see this
I wouldn't want you to miss a second
Watch your wife
Carrying a gun, shooting with a gun
Dirty animal
Carrying a gun, carrying a gun
watch you face, carrying a gun
Carrying a gun, carrying a gun
The animal dies, with fear in his eyes
With a gun
Don't touch him, don't touch him
Stay away from him, he's got a gun

A Arma

O homem tem uma arma
Ele sabe como usa-la
Browning de nove milímetros
Vejamos o que ele pode fazer
Ele apontará para sua boca
Diz que irá estourar seus miolos
Não se mete comigo, carregando uma arma
Carregando uma arma, carregando uma arma
Não se mete comigo, carregando uma arma
Carregando uma arma, carregando uma arma
Não se mete comigo, carregando uma arma
Chega pra lá, mexa-se devagar
Abrirei um buraco no seu rosto
Se você sussurrar uma palavra
Diga para a moça se deitar
Quero que você tenha certeza em ver isto
Não gostaria que você perdesse um segundo
Vigia sua esposa
Carregando uma arma, atirando com uma arma
Animal estúpido
Carregando uma arma, carregando uma arma
Vigia seu rosto, carregando uma arma
Carregando uma arma, carregando uma arma
Os animais morrem, com medo em seus olhos
Com uma arma
Não toque nele, não toque nele
Fiquem longe dele, ele tem uma arma

The Blue Mask

They tied his arms behind his back
To teach him how to swim
They put blood
In his coffee and milk in his gin
They stood over the soldier
In the midst of the squalor
There was war in his body
And it caused his brain to holler

Make the sacrifice, mutilate my face
If you need someone to kill
I'm a man without a will
Wash the razor in the rain
Let me luxuriate in pain
Please don't set me free
Death means a lot to me

The pain was lean and it made him scream
He knew he was alive
He put a pin
Through the nipples on his chest
He thought he was a saint
I've made love to my mother
Killed my father and brother
What am I to do
When a sin goes too far
It's like a runaway car
And cannot be controlled
Spit upon his face and scream:
There is no Oedipus today
This is no play
You're thinking you are in
What will you say
Take the blue mask down from my face
And look me in the eye
I get a thrill from punishment
I've always been that way
I loathe and despise repentance
You are permanently stained
Your weakness and indifference
And indiscretion in the streets
Dirty's what you are
And clean is what you're not
You deserve to be soundly beat

Make the sacrifice, take it all the way
There is no ' won't ' high enough
To stop this desperate day
Don't take death away
Cut the finger at the joint
Cut the stallion at his mount
And stuff it in his mouth

A Máscara Azul

Eles amarram seus braços atrás de suas costas
Para ensina-lo a nadar
Eles colocaram sangue
No seu café e leite, no seu gim
Eles observaram diante do soldado
Em meio à esqualidez
Havia guerra em seu corpo
E isto motivou seus miolos a berrar

Faça o sacrifício, mutila a face
Se você precisa de alguém para matar
Sou um homem sem vontade
Lave a navalha na chuva
Deixe-me luxuriar em dor
Por favor não me liberte
A morte significa muito para mim

A dor era esbelta e o fez gritar
Ele sabia que estava vivo
Ele colocou um alfinete
Atravessando as tetas de seu peito
Ele pensava que era um santo
Eu fiz amor com minha mãe
Matei meu pai e irmão
O que tenho que fazer
Quando um pecado vai longe demais
É como um carro desgovernado
Ele não pode ser controlado
Cuspa em seu rosto e grite:
Não há nenhum Édipo hoje
Isto não é nenhuma peça
Que você possa achar estar
O que você irá dizer
Tire a mascara azul de seu rosto
E olhe nos meus olhos
Eu tiro prazer de punição
Eu sempre fui assim
Eu detesto e desprezo penitência
Você está permanentemente manchado
Sua fraqueza e indiferença
E indiscrições nas ruas
Sujo é o que tu és
E limpo é o que tu não és
Você merece ser completamente surrado

Faça o sacrifício, leve-o até o fim
Não há nenhum ‘não irei’ alto o suficiente
Para parar este dia desesperado
Não leve a morte embora
Corte o dedo na junta
Corte o garanhão na sua montaria
E o atocha em sua boca

Average Guy

I ain't no Christian or no born again saint
I ain't no cowboy or Marxist D.A.
I ain't no criminal or
Reverend Cripple from the right
I am just your average guy
Trying to do what's right

I'm just your average guy, an average guy
I am just an average guy
I'm just your average guy

Average guy, I'm just your average guy
I'm average looking
And I'm average inside
I'm an average lover
And I live in an average place
You wouldn't know me
If you met me face to face

I'm just your average guy, average guy
Average guy, I'm just an average guy

I worry about money and taxes and such
I worry that my liver's big
And it hurts to the touch
I worry about my health and bowels
And the crime waves in the street
I'm really just your average guy
Trying to stand on his own two feet

I'm just your average guy
I'm just your average guy
I'm just your average guy, average guy

Average looks, average taste, average height
An average waist, average in everything I do
My temperature is 98.2F

I'm just your average guy
An average guy, average guy
I'm just an average guy, average guy
I'm just your average guy ... average

Sujeito Comum

Não sou nenhum Cristão ou santo renascido
Não sou nenhum caubói ou advogado Marxista
Não sou nenhum criminoso ou
Reverendo Aleijado da direita
Sou apenas um sujeito comum
Tentando fazer o que é certo

Sou apenas seu sujeito comum, um sujeito comum
Sou apenas um sujeito comum
sou apenas um sujeito comum

Sujeito comum, sou apenas um sujeito comum
Sou de aparência comum
E sou comum por dentro
Sou apenas um amante comum
E moro em um lugar comum
Você não me conheceria
Se me encontrasse face a face

Sou apenas seu sujeito comum, um sujeito comum
Sujeito comum, sou apenas um sujeito comum

Eu me preocupo com dinheiro e impostos e tais
Eu me preocupo que meu fígado está grande
E dói ao tocar
Eu me preocupo sobre minha saúde e intestinos
E as ondas de crime nas ruas
Sou realmente apenas um sujeito comum
Tentando ficar de pé nas próprias pernas

Sou apenas seu sujeito comum
Sou apenas seu sujeito comum
Sou apenas um sujeito comum, um sujeito comum

Aparência comum, gosto comum, altura comum
Cintura comum, comum em tudo eu sou
Minha temperatura é de 37° C

Sou apenas seu sujeito comum
Um sujeito comum, sujeito comum
Sou apenas um sujeito comum, sujeito comum
Sou apenas um sujeito comum... comum

The Heroine

The heroine stood up on the deck
The ship was out of control
The bow was being ripped to shreds
Men were fighting down below
The sea had pummeled the boat for so long
That they knew nothing but fear

And the baby's in the box
He thinks the door is locked
The sea is in a state, the baby learns to wait
For the heroine, ooohh for the heroine
Locked in his defense, he waits for the heroine

The mast is cracking
As he waves are slapping
Sailors roll across the deck
And when they thought none was looking
They would cut a weaker man's neck
While the heroine dressed
In a virgin white dress
Tried to steer the mighty ship
But the raging storm wouldn't hear of it
They were in for a long trip

Baby's in the box
He thinks the door is locked
He finds it hard to breathe
Drawing in the sea
And where's the heroine to fire off the gun
To calm the raging seas
And let herself be seized by the

Baby in the box, he thinks the door is locked
The woman has the keys
But there is no moment she can seize
Here's to the heroine
Who transcends all the men
Who are locked inside the box
Will the lady let them out
Ooohh the heroine, ooohh the heroine
Strapped to the mast
The pale ascendant heroine

A Heroína

A heroína ficou de pé no convés
O navio está fora de controle
A proa estava sendo dilacerada em pedaços
Homens lutavam lá embaixo
O mar abatera a nau por tanto tempo
Que eles não conheciam nada além de temor

E o bebê está na cabine
Ele pensa que a porta está trancada
O mar está em um estado, o bebê aprende a aguardar
Pois a heroína, ooohh pois a heroína
Trancado em defensiva, ele aguarda pela heroína

O mastro está rachando
Enquanto as ondas estão batendo
Marujos rolam pelo convés
E quando pensaram que ninguém olhava
Eles cortariam o pescoço de outro homem mais fraco
Enquanto a heroína se vestia
Em um vestido virgem branco
Cansado de guiar o navio poderoso
Porém a tempestade furiosa não ouviria isso
Eles estavam ali para uma longa viagem

O bebê está na cabine
Ele acha que a porta está trancada
Ele está com dificuldade em respirar
Inspirando o mar
E onde está a heroína para disparar a arma
Para acalmar os mares furiosos
E deixar que seja subjugada pelo

Bebê na cabine, ele acha que a porta está trancada
A mulher tem as chaves
Mas não há um momento que ela possa aproveitar
Um brinde para a heroína
Que transcende todos os homens
Que estão trancados dentro da cabine
Será que a dama vai deixa-los sair?
Ooohh a heroína, ooohh a heroína
Amarrada ao mastro
A pálida heroína ascendente

Waves Of Fear

Waves of fear, attack in the night
Waves if revulsion, a sickening sight
My heart's nearly bursting
My chest's choking tight
Waves of fear, waves of fear

Waves of fear, squat on the floor
Looking for some pill, the liquor is gone
Blood trips from my nose, I can barely breathe
Waves of fear, I too scared to leave
Waves of fear, waves of fear
Waves of fear, waves of fear

I'm too afraid to use the phone
I'm too afraid to put the light on
I'm so afraid I've lost control
I'm suffocating without a word

Crazy with sweat, spittle on my jaw
What's that funny noise
What's that on the floor

Waves of fear, pulsing with death
I curse my tremors, I jump at my own step
I cringe at my terror, I hate my own smell
I know where I must be, I must be in hell
Waves of fear, waves of fear
Waves of fear, waves of fear

Ondas de Medo

Ondas de medo, atacam à noite
Ondas se repulsam, uma visão doentia
Meu coração quase estourando
Meu peito sufocando apertado
Ondas de medo, ondas de medo

Ondas de medo, caem sobre o chão
Procurando por algumas pílulas, a birita se foi
Sangue pinga do meu nariz, mal posso respirar
Ondas de medo, eu receoso demais para partir
Ondas de medo, ondas de medo
Ondas de medo, ondas de medo

Estou receoso demais para usar o telefone
Estou receoso demais para deixar as luzes acesas
Tenho tanto medo que perdi o controle
Estou sufocando sem uma palavra

Enlouquecido de suor, saliva na minha mandíbula
O que é este barulho engraçado
O que é aquilo no chão

Ondas de medo, pulsando com a morte
Eu xingo meus temores, eu pulo sobre meu próprio passo
Eu me estrebucho em terror, eu odeio meu próprio cheiro
Eu sei onde devo estar, eu devo estar no inferno
Ondas de medo, ondas de medo
Ondas de medo, ondas de medo

The Day John Kennedy Died

I dreamed I was the president of these United States
I dreamed I replaced ignorance, stupidity and hate
I dreamed the perfect union and a perfect law
Undenied
And most of all I dreamed I forgot
The day John Kennedy died

I dreamed that I could do the job
That others hadn't done
I dreamed that I was uncorrupt
And fair to everyone
I dreamed I wasn't gross or base
A criminal on the take
And most of all I dreamed I forgot
The day John Kennedy died

Oh the day John Kennedy died...

I remember where I was that day
I was upstate in a bar
The team from the university
Was playing football on TV
Then the screen want dead
And the announcer said:
'There's been a tragedy
There's are unconfirmed reports
The president's been shot
And he may be dead or dying'
Talking stopped, someone shouted: ' What?!'
I ran out to the street
People were gathered everywhere saying:
'Did you hear what they said on TV?'
And then a guy in a Porsche with his radio
Hit his horn and told us the news
He said:
'The president's dead
He was shot twice in the head
In Dallas, and they don't know by whom’

I dreamed I was the president
Of these United States
I dreamed I was young and smart
And it was not a waste
I dreamed that there was a point to life
And to the human race
I dreamed that I could somehow comprehend
That someone shot him in the face

Oh the day John Kennedy died ...

O Dia Que John Kennedy Morreu

Eu sonhei que eu era o presidente destes Estados Unidos
Eu sonhei que eu substituí a ignorância, estupidez e ódio
Eu sonhei com o sindicato perfeito e a lei perfeita
Inegável
E o mais importante que eu sonhei que esqueci
O dia que John Kennedy morreu

Eu sonhei que podia fazer o serviço
Que outros não conseguiriam
Eu sonhei que eu era incorruptível
E justo com todos
Eu sonhei que eu não era grosso ou parcial
Um criminoso que molhava a mão
E mais importante eu sonhei que esqueci
O dia que John Kennedy morreu

O dia que John Kennedy morreu...

Eu me lembro onde eu estava naquele dia
Eu estava no interior do estado em um bar
O time da universidade
Estava jogando futebol na TV
Então a tela apagou
E o narrador disse:
‘Houve uma tragédia
Há informações não confirmadas
O presidente tomou um tiro
E pode estar morto ou morrendo’
A conversa cessou, alguém gritou: ‘O que?!`
Eu corri até a rua
As pessoas se acumulavam por toda parte perguntando:
‘Você ouviu o que disseram na TV?’
E então um sujeito em um Porsche com seu rádio
Tocou a buzina e nos contou a noticia
Ele disse:
‘O presidente está morto
Ele levou dois tiros na cabeça
Em Dallas, e não sabem de quem.’

Eu sonhei que eu era o presidente
Destes Estados Unidos
Eu sonhei que eu era jovem e inteligente
E isto não era um desperdício
Eu sonhei que havia um sentido na vida
E para a raça humana
Eu sonhei que eu poderia de algum modo compreender
Que alguém lhe atirou no rosto

Oh o dia que John Kennedy morreu...

* O Presidente americano John Fitzgerald Kennedy foi assassinado em Dallas, Texas; no dia 22 de novembro de 1963.

Heavenly Arms

Heavenly arms reach out to hold me
Heavenly arms entice you to dance
In a world of ill will
The dancers are still
Heavenly arms reach out to me

Heavenly arms, soft as a love song
Heavenly arms bring a kiss to your ear
In a world that seems mad
All the dancers seem sad
Heavenly arms reach out to me

Sylvia, Sylvia, Sylvia, Sylvia

Heavenly arms come to my rescue
Only a woman can love a man
In a world full of hate
Love should never wait
Heavenly arms reach out to me

Heavenly arms, strong as a sunset
Heavenly arms, pure as the rain
Lovers stand warned
Of the worlds impending storm
Heavenly arms reach out to me

Sylvia, Sylvia, Sylvia, Sylvia

Braços Celestiais

Braços celestiais estendam-se para me abraçar
Braços celestiais atiçam-te a dançar
Em um mundo de má vontade
Os dançarinos estão parados
Braços celestiais estendam-se para mim

Braços celestiais, macios como uma canção de amor
Braços celestiais trazem um beijo ao meu ouvido
Em um mundo que parece enlouquecido
Todos os dançarinos parecem tristes
Braços celestiais estendam-se para mim

Sylvia, Sylvia, Sylvia, Sylvia

Braços celestiais, venham ao socorro
Apenas uma mulher consegue amar um homem
Em um mundo de ódio
Amor jamais deveria esperar
Braços celestiais estendam-se para mim

Braços celestiais, fortes como um poente
Braços celestiais, puros como a chuva
Amantes aguardam avisados
De um mundo de tempestades iminentes
Braços celestiais estendam-se para mim

Sylvia, Sylvia, Sylvia, Sylvia





Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Lou Reed"

Separados no nascimento: Lou Reed e Hugh Laurie
Lou Reed: "bicha", bissexual e transgressor no rock'n'roll
Lou Reed: jornalista da revista Rolling Stone escreverá biografia
Morrissey: lançando releitura de música do Lou Reed
Lou Reed: assista a última entrevista com o músico
Rolling Stone: homenagens a Lou Reed na capa da revista
Lou Reed e Iggy Pop: camiseta confunde rockstars em homenagem?
Lou Reed: mais um verdadeiro artista dá adeus
Lou Reed: carta de Laurie Anderson sobre os últimos dias
Metallica: "eu queria ter lhe dado força", diz Lars sobre Reed
Lou Reed: loja do iTunes urubuza cantor escancaradamente
Lou Reed: a última foto do artista está na internet
Lou Reed: mais músicos reagem ao falecimento
Lou Reed: Cardeal do Vaticano posta canção no Twitter
Lou Reed: cinco parcerias do vocalista no Rock' N' Roll

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Márcio Ribeiro

Nascido no ano do rato. Era o inicio dos anos sessenta e quem tirou jovens como ele do eixo samba e bossa nova foi Roberto Carlos. O nosso Elvis levou o rock nacional à televisão abrindo as portas para um estilo musical estrangeiro em um país ufanista, prepotente e que acabaria tomado por um golpe militar. Com oito anos, já era maluco por Monkees, Beatles, Archies e temas de desenhos animados em geral. Hoje evita açúcar no seu rock embora clássicos sempre sejam clássicos.

Mais matérias de Márcio Ribeiro no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas