Metal Singers: fazendo a alegria dos headbangers em São Paulo

Resenha - Metal Singer (Clash Club, São Paulo, 24/01/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Charley Gima, Fonte: FuteRock
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

A expectativa sobre o show do Metal Singers era enorme, afinal ver no mesmo palco quatro das maiores vozes do metal mundial é algo muito difícil! Quem poderia pensar em ver UDO, Michael Vescera, Tim Ripper Owens e Blaze Bayley cantando juntos? Pois foi o que aconteceu neste dia!

Blaze Bayley: dez músicas preferidas do Maiden que ele não canta

Para surpresa de muitos, logo ao entrar na casa de shows era possível dar de cara com Blaze Bayley vendendo seus CDs e DVDs, atendendo a todos os fãs com muita humildade e atenção. A todos que compravam um CD ou DVD, Blaze agradecia pelo apoio ao metal.

A noite começou com Michael Vescera no palco, com um pouco de problemas da mesa de som, que deixou a voz de Vescera baixo, mas o problema foi logo solucionado. O ex-vocalista do Loudness, Malmsteen e do Dr. Sin, mandou muito bem e aqueceu o público da melhor forma possível, com muito som e metal na veia! Vescera tem uma bela técnica vocal e tinha tudo para ter sido o vocalista de grandes bandas mas o destino não deixou que isso não ocorresse.

Em seguida veio ao palco o ex-Iron Maiden, Blaze Bayley, que mostrou muita simpatia e entusiasmo no palco. Blaze agitou no palco como nos tempos da Donzela de Ferro, e fez a sua parte do show impagável, mandando ver até um “scream for me São Paulo!”. O público delirou quando Blaze cantou “Fear of the Dark” e também quando relembrou sua época de Iron com “Man on the Edge“. Nostálgico! Lembro que fui o primeiro jornalista latino americano a entrevistar Blaze em Londres, quando ele substituiu Bruce Dickinson no Iron Maiden, e, desde aquela época, o cara não mudou nada em seu jeito como pessoa.

Tim Ripper Owens veio depois e mostrou que canta muito! O cara tem uma potência vocal fenomenal, e isso ficou nítido no show desta noite. O cara que substituiu Rob Halford no Judas Priest mostrou que ainda tem muito a oferecer para o metal mundial, e, heresias à parte, Painkiller ficou muito melhor na voz de Ripper!

Para fechar a noite era a vez do veterano UDO! O cara, apesar da idade, dá pau em muito moleque que acha que canta! É um vocalista de pouca movimentação no palco, mas isso é um detalhe que passa desapercebido pelos fãs, ainda mais quando o hino “Balls to the Wall” é cantado a plenos pulmões pela galera!

Os quatro vocalistas do Metal Singers voltaram para mais uma música e mostraram que ter quatro vocalista no mesmo palco é algo que pode sim ser feito. Foi legal ouvir Blaze e UDO agradecendo o público em português. Delírio total da galera que, infelizmente, foi bem abaixo do merecimento deste show! Seria este um sinal de que o metal morreu? Deixe a sua opinião no FuteRock, assista aos vídeos no blog e participe da enquete!

Imagem

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Blaze Bayley
As dez músicas preferidas do Iron Maiden que ele não canta

Iron Maiden: fã curitibano cria coquetéis em homenagem à bandaTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1992

Dave Murray
Seu melhor solo de guitarra em "Powerslave"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 31 de janeiro de 2015

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Blaze Bayley"Todas as matérias sobre "Tim Owens"Todas as matérias sobre "Udo"Todas as matérias sobre "Iron Maiden"

Entrevistas
Coices e tretas entre entrevistador e artista

Slipknot
Causando medo no cantor Latino durante o Rock In Rio

Árvore Genealógica do Metal e do RockDinheiro não é tudo mas ajuda: 5 Rock Stars que nasceram ricosQ: Revista elege "vinte discos mais barulhentos"Corey Taylor: "religiões criam uma mentalidade de gado"

Sobre Charley Gima

Editor-chefe do Blog FuteRock e CEO da MiG18 Comunicação, empresa que trabalha Comunicação integrada, MKT Digital e Social Media/Fanpages, produção e administração de shows e eventos diversos desde 2004, sendo responsável pela produção de shows nacionais e internacionais, além de licenciamento e uso de marcas e imagens de bandas e artistas internacionais em shows no Brasil.

Mais matérias de Charley Gima no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online