Go To Hell: Como foi o evento em Goiânia

Resenha - Go To Hell (DCE-UFG, Goiânia, 16/08/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Laysson Mesquita
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Qual a minha surpresa ao fazer uma gentileza para uma amiga que é jornalista e trabalhou para uma produtora? Fui convidado a participar de seu festival. Na época, ela me convidou para resenhar o mesmo e cá estou, escriba de linhas tortas, resenhando o mesmo. Frequentante do metal desde 1998 que sou, aceitei no ato.

Linkin Park: um exemplo mostra que é a banda mais foda do mundoFotos clássicas: Axl Rose e seu 'tijolão' celular

Imagem

Após meses de trabalhos de divulgação, me reúno à equipe para participar do festival. Tentativas de de pintar o DCE à parte, estabeleço uma boa relação com a produção do evento. Isso é bom, afinal preciso conhecer meu ambiente de trabalho.

O DCE da UFG é um ícone lendário no folclore goianiense, quiçá brasileiro. Existe uma história longa nesse prédio onde bandas até como o Raimundos, já passaram nos tempos de underground.

Também é lá que inicio minhas atividades como ouvinte no ano de 1998. Naquela época, era outro público, mas algumas figuras continuam presentes até hoje.

Imagem

Imagem

Contextualizando um pouco para o leitor mais novo, digo que foi uma época bastante auspiciosa. Apesar da falta do Martim Cererê, outro ícone da cultura Goianiense, os shows lotavam. Ao mencionar lotação, digo que até a calçada externa ao evento ficava concorrida. 16 anos depois, a realidade é outra. Imagino que tenha gente com essa idade lendo. Ou até menor, mas voltemos.

Com o início das apresentações, começamos com DIABOLICAL TYRANTS, de Uberlândia, Minas Gerais. Eles estão para entrar no estúdio e gravar seu primeiro EP, que já tem título de "A GLIMPSE OV THE PROFANE". A banda mostra qualidade e cria expectativa para seu primeiro trabalho. Gostei bastante da atmosfera da Seere.

Logo depois vem CHEOL. Banda já conhecida da cena goiana, faz seu retorno após alguns anos afastada. Com duas décadas de existência, é uma das bandas mais antigas em atividade no estado de Goiás, completando duas décadas exatas neste ano.

Imagem

Imagem

A terceira banda a se apresentar é a Vultos Vocíferos, na ativa desde 1999. Atualmente a banda tem divulgado seu álbum Sob A Face Oculta.

A principal atração da noite é o MIASTHENIA, também da capital federal. A banda vem rodando o país com a divulgação de seu último trabalho, o álbum Legados Do Inframundo. Quando me preparava pra sentir falta do baixo visualmente, Hécate mandou muito bem na mão esquerda. Me agradou bastante a atuação de V. Digger que se mostrou um exímio batera, com incursões muito seguras e precisas nas viradas. Além disso, se mostrou muito acessível ao me entregar uma de suas baquetas para uma baterista que o acompanhou com os olhos vidrados.

Obviamente, foi o show que acompanhei com mais proximidade, afinal, era hora da pausa no bar para um descanso. Ao lado do palco, diga-se. Voltei à carga algumas vezes para algumas incursões ao bar e dando uma força como roadie. Pessoalmente, foi bastante prazeroso acompanhar sua apresentação.

Fechando a noite, temos o HEIA. A banda também tem se apresentado pelo país, como os brasilienses supracitados, o que fortalece bastante a cena regional. Gostei do fechamento. Ainda que o horário não beneficiasse, o público se manteve e a banda pôde se apresentar a contento.

Foi uma noite de muito trabalho, que encerrou com uma grande satisfação. Iniciando os trabalhos como escrevinhador, rapidamente me vi envolto em diferentes áreas. Gostei muito de ver o ímpeto e o esforço envolvido na realização do festival. Foi um momento auspicioso para aquele lugar que é parte importantíssima da cena goiana e porque não, nacional.

Fotos de Rodrigo Piruka.

Imagem

Imagem

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias e notícias sobre "Miasthenia"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Miasthenia"Todas as matérias sobre "Vultos Vociferos"

Linkin Park
Um exemplo mostra que é a banda mais foda do mundo

Fotos clássicas
Axl Rose e seu 'tijolão' celular

Em 16/08/1938
Morre Robert Johnson, cantor e guitarrista de blues

Amazonas: homem convencia garotas a fazer sexo para montar grupo de rockG.G. Allin: o extremo dos extremosFreddie Mercury: um espírito livre, criativo, generoso, cheio de energia e talentoMegadeth: "Dave Mustaine raramente pára e nunca dorme!"Guitar Hero: veja como o jogo desgraçou uma geração inteiraVan Halen: as 10 melhores faixas da banda segundo o Watchmojo.com

Sobre Laysson Mesquita

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online