Bad Religion: Fazendo o público paulista suar no HSBC Brasil

Resenha - Bad Religion (São Paulo, HSBC Brasil, 08/02/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Kennedy Silva
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
São Paulo, 08/02/2014 em um sábado extremamente quente, o público paulista teve o prazer de receber o quinteto de Los Angeles Bad Religion, veja abaixo como foi a apresentação da banda no HSBC Brasil.

Antes da tradicional banda punk subir ao palco, quem se apresenta são os caras do NLO (Nem Liminha Ouviu), composta por Tatola: vocal, Wecko: Guitarra, Marcão: Baixo, Jacaré: bateria e Gabriel: guitarra. NLO subiu ao palco em exatos 21:00h, pontualidade foi britânica das duas bandas, o público presente era bom, mas ainda não lotava a pista do HSBC (ainda). NLO fez uma apresentação muito empolgante, tocando grandes clássicos oitentistas como “Até quando esperar”, “São Paulo” (que foi cantada por Tatola e por seu filho Gabriel), “Surfista Calhorda” e finalizaram com “Nicotina”. Vale salientar a performance do vocalista Tatola, pulando e agitando o publico praticamente o show inteiro.

Após o esquenta feito pelos caras do NLO, chegou a hora tão esperada, os veteranos do Bad Religion sobem ao palco em exatos 22:00 (como disse antes, pontualidade foi excelente no evento), e dessa vez a casa já estava lotada, pista muito cheia e todos ficam eufóricos quando vêem a banda entrando em cena.

Os cabelos brancos de Greg Graffin (vocal) parecem que são só para enganar, já que o cara mostra no palco energia de um jovem de 20 anos, acompanhado de Mike Dimkich (Guitarra), Jay Bentley (Baixo), Brian Baker (Guitarra) e Brooks Wackerman (bateria) os quais também mostram grande vitalidade no palco. O quinteto veio para mostrar que está na ativa e dessa vez sem rumores de fim de banda (ao menos eu não fiquei sabendo de nada sobre fim da banda) e tocaram clássicos de toda carreia, agradando o público em geral.

Bad Religion abriu o show com a música “Fuck You” do seu mais recente álbum (True North de 2013), seguido por “Modern Man”, “New America” e “True North” que também é do mais novo álbum. Como disse anteriormente, a banda tocou clássicos de toda sua carreira, um total de 30 músicas, bem divididas entre os álbuns já lançados, do mais recente além das 2 citadas acima, a banda tocou também “Dept. Of False Hope”.

O público presente deu um show a parte, como por exemplo em “Raise Your Voice!” que foi cantada a todo pulmões e pulando sem parar, até o próprio Greg tenho certeza que curtiu a energia do público, já que o mesmo apontou o mic para os presentes e os deixou cantar boa parte da música, ao fim do som todos aplaudiram. Na seqüência tocaram “Wrong Way Kids” que em comparação com a anterior, pode se dizer que é “menos agitada” assim como: “Los Angeles Is Burning”, “Struck A Nerve”, “Come Join Us”, “Beyond Electric Dreams”. Creio que a banda fez uma seleção de músicas pensando exatamente nisso, revezando entre uma agitada e uma mais calma, sem dúvida os fãs curtiram, pois quando não estavam pulando e gritando estavam apenas curtindo o som e cada um dançando do seu jeito, sem dúvida quem foi se divertiu bastante.

O calor dentro do HSBC era absurdo, o lugar estava bem cheio, mas quem ligava para isso?! Todos queriam se divertir e assim que a banda começa a tocar “A Walk” a casa vem a baixo, todos pulando, começam algumas “roda punk” e eu fico mais uma vez surpreso com o desempenho da banda, que agitou do inicio ao fim e não foi diferente nessa música. Outras que tiveram a mesma receptividade foram “21st Century (Digital Boy)” e uma ótima seqüência de 3 músicas do álbum (The Process Of Belief de 2002), as “Supersonic”, “Prove It” e “Can't Stop It”.

Outra música que mostrou como estavam entrosados banda e público foi a “Overture/Sinister Rouge”, cujo introdução foi cantada por todos com um “Oh, Oh, Oh, Oh, Oh” e não só a intro, mas a música completa, assim como todas as outras na ponta da língua e aplaudida quando finalizada.

Outras que fizeram o público pular, gritar, fazer “roda punk”, cantar, foram as “You”, “You Are (The Government)”, “Infected” e “Dept. Of False Hope”, após a última citada a banda se retira do palco e termina o show.

Opa, eu disse termina o show? Não termina não, eles voltam e voltam com força total tocando um de seus maiores sucesso (se não o maior) “American Jesus” para alegria de todos os presentes e agora sim finalizam com “Punk Rock Song” e “New Dark Ages”.

Considerações finais, esse foi um show que não teve momento alto, pois foi um ótimo show do inicio ao fim, produção ótima, som ótimo, luz muito boa, a banda tocou com uma presença de palco incrível e o público como disse acima foi um show a parte, e quem esteve lá sabe do que estou falando, agora é só esperar pela próxima visita dos californianos do Bad Religion.

Set List:

01- Fuck You
02- Modern Man
03- New America
04- True North
05- Raise Your Voice!
06- Wrong Way Kids
07- A Walk
08- Big Bang
09- Los Angeles Is Burning
10- I Want To Conquer The World
11- 21st Century (Digital Boy)
12- Supersonic
13- Prove It
14- Can't Stop It
15- Overture/Sinister Rouge
16- Struck A Nerve
17- You
18- Come Join Us
18- Skyscraper
19- Anesthesia
20- You Are (The Government)
21- Suffer
22- How Much Is Enough?
23- Do What You Want
24- Beyond Electric Dreams
25- Sorrow
26- Infected
27- Dept. Of False Hope

Bonus:

28- American Jesus
29- Punk Rock Song
30- New Dark Ages

Texto e fotos: Kennedy Silva

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias e notícias sobre "Bad Religion"

Punk Rock
Site lista os discos mais representativos da história do estilo

Punk Rock
21 logos conhecidos e suas histórias

Vai-e-vem
O troca-troca entre Bad Religion e Avenged Sevenfold

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 12 de fevereiro de 2014
Post de 12 de fevereiro de 2014

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Bad Religion"

Nirvana
Veja fotos raras da banda no Brasil em 1993

Paul Di'Anno
O que acontece quando alguém joga cerveja nele?

Manowar
Régis Tadeu comenta sobre fãs da banda no Pânico

Musas inspiradoras: as esposas mais gostosas dos rockstarsFotos de Infância: Slash, do Guns N' RosesJason Newsted: revelando porque ele deixou o MetallicaDave Ellefson: desesperado por heroína, ele recorreu ao GunsMegadeth: porque tantos foram demitidos? Mustaine tenta explicarTim Owens explica origem do apelido "The Ripper"

Sobre Kennedy Silva

Sou um apaixonado por Rock n´ Roll, desde o mais pesado até os grandes clássicos. Um louco por fotografia, principalmente de bandas e de shows e que está sempre disposto a contribuir para a cena.

Mais matérias de Kennedy Silva no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online