Helloween: Resenha de show no Rock in Rio pelo Rock Comedy

Resenha - Helloween (Rock in Rio, 22/09/2013)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Sérgio H., Fonte: Rock Comedy
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Divulgando seu mais novo álbum Straight out of Hell (2013), a banda alemã Helloween, se apresenta no Rock in Rio tocando também grandes clássicos que consolidaram a banda desde a década de 80. Com participação de Kai Hansen, que fez parte da formação “clássica” da banda e fez os vocais nas primeiras fases dela, a banda toca músicas de várias fases do Helloween, com um repertório muito bem dividindo relembrando as fases da banda.

Dr. Pheabes: por que é a única banda a estar no Lolla e no RIR?"Cê tá de brincadeira, né?": quando grandes nomes vacilam

Imagem

O palco Sunset com a plateia gigantesca com número muito maior de gente em relação ao primeiro show do palco, com o Andre Matos + Viper. Para quem ligava a TV agora, provavelmente achava que estava vendo o palco mundo, pois o som estava muito bom, e a quantidade de gente era muito grande.

Particularmente acho que não colocar o Kai Hansen para cantar é um erro terrível, e um dos únicos erros do show. Há também o erro grotesco na transmissão onde a Globo frequentemente intitula a banda de “Halloween”.

Imagem

Eagle Fly Free - Com a introdução da banda, a banda já começa em auto nível tocando o grande clássico do Keepers of the Seven Keys II, Andi Deris executa a música a sua interpretação que divide a opinião dos fãs da banda, uns gostam outros não.

Where the sinners go – Do álbum 7 Sinners, impressionou apenas os mais fãs da banda, quem conhece a banda superficialmente, a empolgação foi bem menor em relação as outras músicas.

Waiting for the Thunder – Do novo álbum “Straight out of Hell” a banda mostra uma execução ainda mais pesada ao vivo, com os solos duplos bem definidos, o público mostra cantando que acompanham sim, os novos trabalhos da banda.

Imagem

I’m Alive - Do clássico Keepers of the Seven Keys I originalmente cantado por Michael Kiske, Andi Deris as vezes deixa dúvidas se realmente consegue cantar as músicas da fase Kiske. Mas ainda assim, a execução instrumental estava perfeita.

Live now – Também do novo álbum “Straight of Hell”, com participação do público na tradicional brincadeira de “lado direito, lado esquerdo” do público pra ver quem canta mais alto o refrão da música. Mostra o carisma de Andi Deris e presença espetacular.

If I Could Fly - Clássico da fase Deris da banda, teve o seu vocal perfeitamente executado, foi um dos pontos mais altos da primeira parte do show.

Power - Clássico supremo do álbum “Time of the Oath” da banda já com o Andi Deris, a introdução foi cantada com os tradicionais “OOooos”. Mostrou os fanáticos da banda cantando em plenos pulmões cada parte da música.

Are you Metal? - Outra música do 7 Sinners. A empolgação já era menor em relação a música anterior, trocando a cantoria do público para o headbanging,

Imagem

Dr. Stein - Com a entrada de Kai Hansen, o pai do Power Metal, o clássico do Helloween soou nos falantes com grande empolgação do público. Muito se esperava pelos fãs o vocal de Kai Hansen e algumas músicas do Walls of Jericho, mas isso não se realizou. Porém a Dr. Stein foi muito bem executada, e novamente como eu disse, o Andi Deris cantando as músicas do Helloween com Michael Kiske é um verdadeiro divisor de opiniões.

Future World – Contou com um pequeno solo de Kai Hansen antes da música, e quando o riff soou as pessoas presentes entraram a loucura. Clássico Keepers of the Seven Keys I,

I Want Out – Clássico absoluto da banda, provavelmente foi o ponto mais alto do show, contando com o compositor da música, Kai Hansen nas guitarras e em alguns momentos no vocal, a banda jogou bolas de plástico ao público e a perfomance empolgou, com uma das melhores músicas escritas na Terra.

Imagem

Formação do Helloween:

Andi Deris - Vocal
Michael Weikath - Guitarra
Sascha Gerstner - Guitarra
Markus Grosskopf - Baixo
Daniel Löble - Bateria
Part. Kai Hansen - Guitarra

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Rock in Rio
Mais uma atração no dia do The Who e Guns N' Roses

Dr. Pheabes: por que é a única banda a estar no Lolla e no RIR?Rock in Rio: mais atrações pro Sunset, homenagem a João DonatoLigado à Música: Rock in Rio 2017, Nirvana, Pearl Jam e New OrderTodas as matérias e notícias sobre "Rock In Rio"

Rock In Rio 2017
Ausência do "Dia do Metal" é compreensível

Rock in Rio
Algumas das maiores vaias em edições nacionais

Humor
Os motivos e os culpados das falhas do som do Metallica

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Rock In Rio"Todas as matérias sobre "Helloween"

Cê tá de brincadeira?
Quando grandes nomes vacilam

João Gordo
Contando para Marília Gabriela o rolê com Cobain

Rock
Alguns dos discos mais raros (e caros) do mundo

Beatles - Perguntas e RespostasCoverdale: "eu não queria participar do declínio do Purple"Tatuagens: existe algo errado nesta tatuagem do Dio?Smashing Pumpkins: Corgan critica vídeos "pornô" das estrelas popKerry King: adoro o visual do Ghost, mas a música é uma merdaNoiseCreep: Os 10 melhores vídeos de 2013

Sobre Sérgio H.

Sérgio Henrique é autor e fundador do site Rock Comedy, que possuí centenas de milhares de acessos. Nele publicou inúmeras matérias e postagens misturando duas de suas maiores paixões: música e humor. É guitarrista de uma banda de heavy metal em sua cidade, onde toca músicas de bandas que o inspiram e músicas autorais. É fã principalmente de power metal e thrash metal.

Mais matérias de Sérgio H. no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online