Em 22/04/2012 | Resenha - Exodus (Carioca Club, São Paulo, 22/04/12)

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Exodus (Carioca Club, São Paulo, 22/04/12)

Por Leandro Cherutti

  | Comentários:

O Thrash Metal, um dos grandes movimentos que surgiu no mundo no início dos anos 80, ganhou força e visibilidade com bandas oriundas da Alemanha e principalmente dos Estados Unidos, mais especificamente no estado da Califórnia. Na América, este movimento ficou conhecido como Bay Area e revelou ao mundo grandes expoentes do gênero. Um desses nomes foi o EXODUS. A banda realizou no mês de abril alguns shows em nosso país e, no último dia 22, se apresentou na cidade de São Paulo, ao lado de uma grande promessa brasileira, o grupo NERVOSA, e da rodada e conhecida CLAUSTROFOBIA.

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Texto: Leandro Cherutti
Fotos: Pierre Cortes

Foi em um domingo frio e de muita garoa que o público paulista presenciou, em minha opinião, o melhor show de Metal Extremo do ano. A festa começou às 19h25, com a abertura da nova e já respeitada banda NERVOSA. O trio executa um Thrash de primeira qualidade, e é formado por Fernanda Lira (Vocal/Baixo), Prika Amaral (Guitarra) e Fernanda Terra (Bateria). As meninas iniciaram sua apresentação com muita energia, mas infelizmente a primeira música apresentou problemas no microfone, ficando assim sem vocal por alguns minutos. Solucionado este pequeno contratempo, tivemos total descontração da baixista Fernanda Lira, que agitou muito bem a galera. Mostraram também aos fãs a única faixa cantada em português, cujo nome é “Urânio em Nós”. O Power trio feminino se despediu do palco com a faixa que intitula seu primeiro vídeo clipe, “Masked Betrayer”.

Imagem

Imagem

Por volta das 20h, os reis do “Metal Malóka” subiram ao palco. O CLAUSTROFOBIA chegou arrepiando com uma introdução seguida de “War Stomp”, do CD I See Red. O grupo é composto por Marcus D’Angelo (Vocal/Guitarra), Daniel Bonfogo (Baixo), Caio D’angelo (Bateria) e Alexandre De Orio (Guitarra) e está na ativa desde 1994. Marcus, com o seu jeito despojado, comandou a bagunça e logo convocou a faixa “Metal Malóka”, o que fez com que a pista do Carioca Club ficasse agitadíssima.

A banda focou sua apresentação no último trabalho, Peste, gravado totalmente em português, mas não se esqueceu dos velhos sucessos. A seguir veio “Condemned”, juntamente com a fortíssima “Pino da Granada”, “Don’t Kill The Future”, “Bastardos do Brasil” e “Alegoria do Sangue”. O domínio que a banda exerceu sobre os fãs foi algo notável e, abusando disso, o grupo mandou ver com “Enemy”, a indispensável “Thrasher”, a nova e doentia “Peste”, e completou o show com a faixa “Paga Pau”. Assim foi a participação do CLAUSTROFOBIA na noite, um ótimo aquecimento para o EXODUS.

Imagem

Imagem

Uma pausa se estabeleceu. Era a hora de tomar um fôlego, comprar uma cerveja e recarregar a bateria, até por que o “pior” estava por vir. Foi exatamente às 21h10 que o quinteto californiano apareceu no palco, e isto aconteceu de forma magistral, mandando logo de cara a cativante “The Ballad Of Leonard And Charles” e “Beyond The Pale”, ambas do disco Exhibit B: The Human Condition. Rob Dukes (Vocal) mostrou ser um excelente frontman, com seu carisma agitou o público, sempre que podia sinalizava aos fãs com gestos pedindo que abrissem as tradicionais roda mosh. O show prosseguiu com “Children of a Worthless God” emendada do hit de 1985, “Piranha”. Com um set emocionante, os americanos seguiram demonstrando muita velocidade nos petardos “Brain Dead”, “A Lesson In Violence” e “Metal Command”. O guitarrista Gary Holt esbanjou destreza nas seis cordas, e a cada ano que se passa sua técnica está mais apurada. Jack Gibson (Baixo) foi o entusiasmo em pessoa e se movimentou o tempo todo pelo palco. No comando da bateria, Tom Hunting seguiu forte em sua pegada, deixando tudo redondo para que o espetáculo seguisse em perfeita ordem. E na outra guitarra tivemos Lee Altus que, mais recatado, ficou praticamente o show inteiro do lado esquerdo do palco.

Imagem

Imagem

Chegamos à metade do evento e, daqui em diante, o que tivemos foi uma compilação de clássicos encabeçado por “Blacklist”, “Fabulous Disaster” do CD homônimo, seguida da veloz “War Is My Shepperd”, e o petardo aclamado por todos, “Bonded By Blood”. Em “Strike of the Beast”, Rob Dukes solicitou que o público se dividisse, e assim comandou um gigantesco Wall of Death. Foi sem sombras de dúvidas um dos mais insanos que já presenciei, e acabou se tornando um dos pontos mais altos do show. Outro momento marcante aconteceu quando Lee Altus puxou um Ole Ole Ola em sua guitarra. Logo todos se uniram a ele e fizeram praticamente uma nova música e o vocal se alternou entre Rob Dukes e os fãs. O final ficou com "Good Riddance".

Imagem

Imagem

O EXODUS mais uma vez não desapontou em sua apresentação. Em uma noite dedicada totalmente ao Thrash Metal, a banda promoveu uma total devastação sonora no Carioca Club. O público compareceu em massa, e se tornou um dos principais personagens da noite.

Setlist

The Ballad Of Leonard And Charles
Beyond The Pale
Children of a Worthless God
Piranha
Brain Dead
Iconoclasm
A Lesson In Violence
Metal Command
Deathamphetamine
Blacklist
Fabulous Disaster
War Is My Shepperd
Bonded By Blood
Toxic Waltz
Strike of the Beast
Good Riddance

Imagem

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de Shows
Todas as matérias sobre "Exodus"
Todas as matérias sobre "Claustrofobia"
Todas as matérias sobre "Nervosa"

Guitar World: 11 Álbuns Essenciais do Thrash Metal
Gary Holt: resistência matadora por tocar em duas bandas
Slayer e Exodus: Gary Holt fala como é tocar em duas bandas
Recriações: álbuns e músicas clássicas devem ser regravadas?
Exodus: banda entra em estúdio para novo álbum
Exodus: banda entra em estúdio para gravar 11º álbum
Kirk Hammett: "Bonded By Blood é tão bom quanto Kill'Em All"
Kirk Hammett: "Bonded By Blood é tão bom quanto Kill 'Em All"
Exodus: Steve Zetro Souza recusaria se fosse convidado a voltar
Kirk Hammet: duas faixas com o Exodus em convenção de terror
Metallica: Kirk Hammett pode aparecer em novo álbum do Exodus
Thrash Metal: Os melhores discos lançados depois do ano 2000
Metallica: Kirk Hammett tocará com Exodus e Death Angel
Exodus: confirmada no Kirk von Hammett's Fear FestEvil
Gary Holt: "Não sou algum cara do New Metal tocando com o Slayer"

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Leandro Cherutti

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas