Nazareth: a lenda no Bolshoi Pub em Goiânia

Resenha - Nazareth (Bolshoi Pub, Goiânia, 02/02/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Lelo Nirvana
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

A Lenda, muito perto... O Bolshoi Pub em Goiânia foi o primeiro local a receber a segunda parte da turnê Big Dogz da banda escocesa Nazareth no Brasil. O dia 2 de fevereiro de 2012 é mais uma data histórica na memória dos roqueiros brasileiros, principalmente, goianos e brasilienses, diretamente contemplados pela iniciativa do proprietário dessa excelente casa de shows. Eu embarquei junto com a turma de Brasília e conto um pouco do que meus olhos presenciaram.

Blend Guitar: músicas famosas que muitos não sabem que são coversIron Maiden: Inspiração da capa do single "El Dorado"

O show programado pra começar 23h45 teve um atraso de quase quinze minutos, não por culpa da organização, e sim, por parte da própria banda que já se encontrava no Bolshoi e - segundo o apresentador da casa - eles precisavam de uns vinte minutos para sentir o clima do local. Noves fora, o atraso foi de uns oito minutos além dos vinte, nada que não pudesse ser rapidamente esquecido.

Fiquei tranqüilo, tomei uns drinks e observei o antigo seriado “Terra de Gigantes” que estava passando nos televisores. Faltando, pouco mais de cinco para meia-noite, me esqueci da espera supracitada. Os músicos foram entrando no palco e o vocalista, Dan McCafferty, o último a entrar, foi ovacionado pela galera e se mostrou um pouco sem graça com a reação do público.

A banda entrou quebrando tudo, “Silver Dollar Forger”, do quinto álbum de estúdio da banda, e já estava abrindo a turnê, foi a primeira pra agitar os fãs, o show seguiu com “Big Dogs Gonna Howl”, o carro chefe do álbum recente de 2011. O bom e velho rock ‘n roll, com "R" maiúsculo, “This Month’s Messiah”, a bonita “Sunshine”, “Turn On Your Receiver” e “See Me” deram seqüência com maestria à noite. Na hora de “Love Leads To Madness”, a participação da galera foi em peso, mas o primeiro grande momento foi o anúncio de uma surpresa: “Where are you now”, uma música muito marcante pra mim, que foi anunciada como sendo um presente para o Brasil. Inclusive foi perceptível, durante a execução, a falta de ensaio desta canção, de qualquer forma o feeling falou mais alto e foi emocionante.

Seguiram com mais duas novas do último álbum: “Radio” e “When Jesus Come To Save The World Again”. Depois de “This Flight Tonight” veio “Dream on” o maior hino dessa lenda, entonada por todos, lembrei-me dos tempos em que trabalhava na radio 105 FM de Brasília, onde essa música era uma das mais pedidas.
Depois o rock comeu solto na trinca: “Whiskey Drinkin Woman”, “Changin’ Times” e “Hair of the Dog”, sendo que essa última teve um toque de gaita de fole com efeitos de talkbox executado pelo Dan, na gravação de estúdio, este solo é bem menor, loucura pra fechar a primeira parte com chave de diamante.

Depois de mais 40 anos de banda, é incrível, ver a disposição do vocalista Dan McCafferty e a performance do baixista Pete Agnew com a camisa do Ramones, integrantes originais da banda, detonando geral. O maior destaque fica na voz de Dan, o mesmo tom rouco e rasgado de outrora, sem botar e nem por.

O encore foi matador! O melhor momento do show, em minha opinião, quando voltaram tocando “Razamanaz”, do álbum homônimo. Essa eu não acreditaria, se não estivesse vendo. Pra terminar “Love Hurts” que, por mais estranho que pareça, não é do Nazareth. O show terminou com “Broken Down Angel”.

O som da banda é tão requintado, quanto o puro malte escocês envelhecido. O som continua agradando muito! Ao final do show ao lado do Rodrigo, proprietário do Bolshoi, e mais um amigo dele. Ouvi a frase que resumiu a noite: “Cerveja gelada, bons amigos e Rock `n`Roll”. O que mais podia esperar? Nazareth é puro Rock, pra quem gosta de Rock!

Set List

1 - Silver Dollar Forger
2 – Big Dogs Gonna Howl
3 – This Month’s Messiah
4 - Sunshine
5 – Turn On Your Receiver
6 – See Me
7 – Love Leads To Madness
8 – Where Are You Now
9 – Radio
10 – When Jesus Came To Save The World Again
11 – This Flight Tonight
12 – Dream On
13 – Whiskey Drinkin’ Woman
14 – Changin’ Times
15 – Hair Of The Dog

Encore
16 – Razamanaz
17 – Love Hurts
18 – Broken Down Angel

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Blend Guitar: músicas famosas que muitos não sabem que são coversTodas as matérias e notícias sobre "Nazareth"

Heavy Metal
Universo em fantasia; uma trilha sonora do caralho!

De Marillion a Enthroned
Discos ao vivo gravados no Brasil

Nazareth
Dan McCafferty, o cantor favorito de Axl Rose

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Nazareth"

Iron Maiden
A inspiração por trás da capa do single "El Dorado"

O Livro dos Mortos
Dissecando a morte de sete Rockstars

Guns N' Roses
Ex-guitarrista admite que era difícil tocar as músicas

Axl Rose: "tomo muito cuidado com minha voz"Mortes em 2014: Rockstars e pessoas ligadas que nos deixaramLed Zeppelin: o lendário solo de bateria de John BonhamEm 28/08/1993: Bruce Dickinson faz sua última apresentação com o Iron MaidenIron Maiden: Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo HorizonteShaman: Thiago Bianchi quebra taça de cristal com a voz

Sobre Lelo Nirvana

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online