Creedence Clearwater Revisited: desfile de clássicos em SP

Resenha - Creedence Clearwater Revisited (Via Funchal, São Paulo, 20/11/2010)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Jorge A. Silva Junior
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Poucas bandas tiveram um sucesso tão meteórico (durou apenas quatro anos, de 1968 a 1972) quanto o CREEDENCE CLEARWATER REVIVAL. Mesmo neste curto período, com sete álbuns lançados, o grupo conseguiu deixar seu legado com inúmeras canções que se tornaram verdadeiros clássicos do Rock. E para reviver essa época de ouro, dois integrantes da formação original - o baixista Stu Cook e o baterista Doug "Cosmo" Clifford - resolveram criar o CREEDENCE CLEARWATER REVISITED, que se apresentou no último sábado (20) em São Paulo e fez a alegria do grande público que compareceu à Via Funchal.

Fotos: Filipe Rocha

Para muitos fãs, críticos e até este redator que vos escreve é difícil imaginar o CREEDENCE sem o genial John Fogerty - vocalista, compositor e fundador da banda. Por esse motivo, confesso ter ficado indiferente quando foi confirmada a turnê do REVISITED pelo Brasil. Se alguém além de mim foi à Via Funchal com a "pulga atrás da orelha", com certeza teve de rever seu conceito, uma vez que saltou aos olhos a qualidade dos músicos durante o digno tributo à banda original.

Começando pontualmente às 22h, subiram ao palco John Tristao (vocal/guitarra/violão), Elliot Easton (guitarra), Stu Cook (baixo), Doug Clifford (bateria) e Steve Gunner (teclado, guitarra e gaita), com o propósito de fazer uma viagem no tempo através dos maiores sucessos do CREEDENCE. E o objetivo fora alcançado logo na primeira música, "Born On The Bayou", que deixou a todos de queixo caído. Com talento, carisma e competência, Tristao mostrou que pode cantar de forma muito semelhante a John Fogerty - fato digno de aplausos, uma vez que se trata de uma das vozes mais originais e inconfundíveis do Rock. Elliot Easton também provou ser um ótimo músico, fato comprovado nas execuções de "Green River" e "Suzie Q" - a última com uma versão magnífica de dez minutos, na qual o guitarrista esbanjou técnica e feeling.
Já o versátil Steve Gunner, com sua gaita ao melhor estilo "blues rural", arrancou aplausos durante "Commotion" e roubou a cena quando assumiu o violão em "Lookin' Out My Back Door", música com uma forte dose de country.

Contudo, não poderia deixar de destacar os idealizadores deste audacioso projeto. Companheiros musicais a mais de quarenta anos, Stu Cook (65) e Doug Clifford (65), ambos com uma vitalidade notável, fizeram questão de interagir com o público o tempo inteiro, além de demonstrarem grande entrosamento com seus companheiros de banda. A prova disso foi o desfile de clássicos apresentados com uma harmonia impressionante, entre eles "Hey Tonight", "Bad Moon Rising", "Proud Mary" e "Fortunate Son", que fechou em grande estilo o primeiro set do show.

Depois de uma breve pausa, John Tristão voltou ao palco segurando uma garrafa de cerveja para apresentar (e brindar) o mega sucesso "Have You Ever Seen The Rain", que teve seu refrão cantado no último volume por toda a casa.
Com o fim da apresentação anunciado ao término da explosiva "Travelin’ Band", o público incansavelmente pedia por mais, o que foi prontamente atendido com "Good Golly Miss Molly", gravada originalmente por Little Richard no longínquo ano de 1958.

Para encerrar a impecável noite Classic Rock, "Up Around The Bend" deixou a maioria dos presentes extasiados, inclusive alguns que sequer tinham nascido quando a banda original encerrou suas atividades, como foi o caso de Tattu, 27, leitor do Whiplash!: "Foi o melhor show da minha vida".

CREEDENCE CLEARWATER REVISITED
São Paulo, 20 de novembro de 2010
Local: Via Funchal
Duração: 1h30

Stu Cook - baixo
Doug "Cosmo" Clifford - bateria
John Tristao - vocal/guitarra
Elliot Easton - guitarra
Steve Gunner - teclado/gaita/violão

- Born On The Bayou
- Green River
- Cotton Fields
- Commotion
- Who'll Stop The Rain
- Suzie Q
- Hey Tonight
- Long As I Can See The Light
- Down On The Corner
- Lookin' Out My Back Door
- I Heard It Through The Grapevine
- Midnight Special
- Bad Moon Rising
- Proud Mary
- Fortunate Son

Bis
- Have You Ever Seen The Rain
- Travelin' Band
- God Golly Miss Molly (LITTLE RICHARD cover)
- Up Around The Bend

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Johnny Cash
10 músicas de rock que ele regravou

Todas as matérias e notícias sobre "Creedence Clearwater Revival"

Creedence
O estrelato obtido em 1969

Sexta-Feira 13
Dez ótimas canções para se ouvir nessa data

Performance
Baixista rouba o show em cover do Creedence

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Creedence Clearwater Revival"

Motörhead
Foto de Amy Lee no colo de Lemmy Kilmister

Mick Jagger
Responsável apenas pelo primeiro gol da Alemanha?

Indústria
"Atenção músicos: vocês estão f-u-d-i-d-o-s!"

Bon Jovi: freira italiana arrebenta em "Livin' On A Prayer"Capas: confira 10 das mais belas do Rock/Metal NacionalRaimundos: Uma indireta de Rodolfo a Digão e Canisso?Ronnie James Dio: 10 grandes músicas de sua magistral carreiraMarilyn Manson: respondendo fãs na Bizarre MagazineHelloween: Markus e Dani falam sobre os fãs, Maiden, Avantasia

Sobre Jorge A. Silva Junior

Jorge Junior é paulistano, jornalista diplomado e colaborador do Whiplash.Net desde 2009. Tem mais de 400 matérias e notas publicadas, que somam aproximadamente um milhão e meio de acessos. Também realizou a cobertura de shows de grande porte, entre eles Ringo Starr, Eric Clapton, Deep Purple, System Of A Down, Red Hot Chili Peppers e Ozzy Osbourne. O autor pode ser seguido no Twitter: @jorgejunior85.

Mais matérias de Jorge A. Silva Junior no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online