Delain: banda e fãs mostraram grande animação em São Paulo

Resenha - Delain (Carioca Club, São Paulo, 18/09/2010)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Diego Camara
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Noite fria de sábado em São Paulo, com uma fina garoa de tempos em tempos. Este clima gélido, comum na Europa, recepcionou o Delain, banda holandesa formada por Martjin Westerholt (ex-Within Temptation), em seu primeiro show em terras brasileiras, uma apresentação fantástica e calorosa que espantou o frio da capital paulista.

Fotos: Leandro Anhelli

O espetáculo, marcado para iniciar às 18 horas, teve abertura das bandas Ecliptyka e HellLight, que fizeram bem o trabalho de aquecer o público para o show principal, que iniciou às 20h30 com a abertura das cortinas e a intro de “Invidia”. O público estava bastante animado e cumprimentou com gritos e chifres a entrada de cada um dos membros da banda no palco, e pareceu transmitir sua animação para a banda, que mostrou uma técnica apurada, apoiados por uma equipe que mostrou bom desempenho no som e nas luzes.

A música seguinte, “Stay Forever”, manteve o nível. Charlotte mostrou toda sua qualidade como vocalista, além de um domínio total do público, que obedecia claramente suas ordens. Agradeceu em bom português a todos os presentes e explicou que esta era a primeira apresentação da banda no Brasil e que todos estavam muito empolgados.

A apresentação então prosseguiu com as músicas “Go Away”, “Frozen” e “Sever”, onde o público pode notar uma melhora significativa dos sons de fundo, além de uma ótima presença do baterista Sander Zoer e um solo fantástico de Ewout no primeiro single do “Lucidity”. O público respondeu com palmas e cantando junto o refrão.

Charlotte, que havia saído do palco antes do final de “Sever”, voltou ao palco para cantar “April Rain”, em um dos pontos mais altos da noite. Com um ou outro escorregão, imperceptível para a maioria dos fãs, a apresentação se manteve ótima, e isso foi percebido pelo desempenho impecável da música seguinte, “I’ll Reach You”.

A bela vocalista então se sentou no palco durante a música “Come Closer” e interagiu de perto com o público, se mostrando bastante emocionada. A energia que a jovem holandesa passou para os fãs foi algo realmente maravilhoso, digno de poucas no cenário atual do metal. Assim ela prosseguiu seu “show individual” fazendo o público cantar junto a introdução e o refrão de “The Gathering”, animando ainda mais os presentes. Os fãs então retribuíram gritando seu nome em alto e bom som após a música “Lost”. A vocalista, em um momento bastante extrovertido e alegre, errou a apresentação da música seguinte, botando a culpa no público: “Vocês me deixam confusa”, disse Charlotte, entre risos.

Durante a apresentação de “Control The Storm” a surpresa foi que eles não utilizaram as fitas do vocal de Marco Hietala, baixista do Nightwish que participou em diversas músicas dos dois álbuns do grupo. Ele foi substituído por Charlotte sem nenhuma perda de qualidade – e assim foi em todas as outras músicas com presença de Hietala após esta. O show prosseguiu com “Silhouette of a Dancer”, que teve um ótimo show de luzes e grande participação do público antes da banda sair do palco.

O público então gritou o nome da banda, que permaneceu pouquíssimo tempo atrás do palco antes de retornar com salvas de palmas de todos os fãs presentes para a apresentação de “Virtue and Vice”, marcada por um solo empolgante do guitarrista e ótimos vocais tanto de Charlotte quanto de Ewoult.

O final do show ainda prosseguiria em alto nível com “Nothing Left” e “Pristine”. Todos os presentes, banda e fãs, mostraram grande animação até o último segundo. Charlotte agradeceu novamente a todos: “Vocês são maravilhosos”, disse ao público antes de deixar o palco, deixando para os outros membros da banda o trabalho de finalizar o show. Ela voltaria para uma saudação final e agradecer novamente aos fãs. A banda toda, então, cumprimentou aqueles que estavam grudados no palco, mostrando desenvoltura e apreço pelos fãs presentes, que apesar de não estarem em grande número, valeram por milhares por todo o carinho transmitido aos holandeses, que deixaram em um “Até logo” da belíssima vocalista a possibilidade de um retorno ao Brasil em um futuro próximo.

Setlist do show:
1- Invidia
2- Stay Forever
3- Go Away
4- Frozen
5- Sever
6- April Rain
7- I’ll Reach You
8- Come Closer
9- The Gathering
10- Lost
11- Sleepwalker’s Dream
12- Control The Storm
13- Silhouette of a Dancer

Bis:
14- Virtue and Vice
15- Nothing Left
16- Pristine

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Delain (Carioca Club, São Paulo, 18/09/2010)

Delain: uma marcante primeira vez em São Paulo

Todas as matérias e notícias sobre "Delain"

Musas do Metal
As bandas que elas ouvem quando estão em casa

Delain
Baixista quase perde testículo no palco - veja vídeo

Musas do Metal
Confira as 10 mais lindas atualmente

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Delain"

Autismo
Rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo

Rafael Bittencourt
Com o Aquiles eu não mantenho mais contato

Motorhead
Phil Campbell explica porque não foi ao funeral de Lemmy

Iron Maiden: Nicko McBrain fala sobre conversão ao cristianismoKurt Cobain: Músico procurou Max Cavalera atrás de heroínaSlash: explicando como foi seu primeiro contato com Justin BieberDream Theater: "muito mais que Rock Progressivo"João Gordo: Crente? Vai tomar no cu quem tá acreditando!Separados no nascimento: James Hetfield e Mano Menezes

Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre Diego Camara

Mais matérias de Diego Camara no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online