Em 02/09/2010 | Resenha - Paul Di'Anno (Manifesto Rock Bar, São Paulo, 02/09/10)

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Paul Di'Anno (Manifesto Rock Bar, São Paulo, 02/09/10)

Por Vinícius Castelli

  | Comentários:

Tinha tudo para ser uma noite especial. E foi! Paul Di’Anno, vocalista original do lendário grupo Iron Maiden comemorou os 30 anos do disco de estreia da banda na capital paulista. Esta pode ter sido a última chance de desfrutar do vozeirão do cantor britânico, já que ele anunciou, inclusive no show que não fará mais apresentações.

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Di’Anno subiu ao palco do Manifesto à meia-noite acompanhado pelo grupo gaúcho Scelerata. Com sorriso estampado no rosto, o vocalista fez o sinal da cruz e deu o ar da graça enquanto a banda desfilava Ides of March, do segundo disco da Donzela de Ferro.

A voz do músico tomou conta do local com o clássico Wratchild e os fãs foram ao delírio. Prowler, composição que abre o disco aniversariante, veio na sequência, seguida pela poderosa Marshal Lockjaw, canção que pertence ao álbum Murder One, da carreira solo do músico.

Comunicativo, bem humorado e brincalhão, Di’Anno conversou o tempo todo com o público: “Sinto falta de vocês, São Paulo é a minha cidade”, disse. Fã do Corinthians, o músico que viveu vários anos em São Paulo brincou em português, “Corinthians, aniversário Timão. Desculpa, bambis”, fazendo referência aos torcedores são-paulinos em meio a gargalhadas.

O vocalista tirou então, outra pérola do bolso. Murders in the Rue Morgue mostrou do que são feitas as raízes de sua antiga banda: pura energia. Mesmo com o calor que fazia, os fãs se amontoavam na frente do palco para ficar o mais perto possível de seu ídolo.

Visivelmente cansado e com sérios problemas no joelho, Di’Anno dedicou a belíssima Strange World para Maria, sua esposa. Fielmente interpretada pela banda de apoio, a canção serviu como um mergulho para o cantor. Enquanto cantava com os olhos fechados, parecia até ter voltado na época em que tocava junto ao Iron Maiden.

Com riffs poderosos, The Beast Arises, dedicada a sua ex-mulher, também de seu álbum solo Murder One, reforçou o poder de fogo da fase solo do cantor.

Di’Anno humildemente agradeceu a todos que admiram sua música e reforçou dizendo que cada vez que alguém comprou um de seus álbuns, fez com que seus filhos pudessem ir à escola. Não deixou de lado comentário sobre sua ex-banda, “Esse Final Frontier – novo do grupo –, me deixa muito chateado”, revelando sua opinião de que esse não é nem de perto o Iron Maiden que ele deixou para trás.

Ainda houve espaço para outra do álbum Killers, a poderosa Genghis Khan.

Di’Anno anunciou então “uma das mais belas canções escritas por Steve Harris”. Era hora de Remember Tomorrow, também do primeiro disco do Iron Maiden. Di’Anno entonou a canção como se fosse para uma multidão.

O músico ainda encaixou no setlist a versão que fez para Faith Healer, de Alex Harvey, gravada pelo vocalista no álbum solo Menace to Society.

A trinca Charlotte the Harlot, Killers e Phantom of the Opera nos fez lembrar de quão fortes são os discos de 1980 e 1981. A canção Iron Maiden quase colocou o lugar abaixo. Também não era para menos. Escutar o hino da banda, na voz de seu criador é para tirar qualquer fã do eixo.

O vocalista não cansou de dizer o quanto ama São Paulo e que a cidade é sua segunda casa. Mergulhado no clima intimista, Di’Anno soltou o clássico Running Free. Até a instrumental Transylvania recheou o show Di’Anno e serviu de pausa para o cantor descansar o joelho cansado.

Di’Anno sempre afirmou com orgulho suas raízes na música punk, voltou ao palco e cantou Blitzkrieg Bop, dos Ramones. Já havia passado quase duas horas de show, quando ele sacou Sanctuary, do Iron Maiden para encerrar a calorosa apresentação.

Entre falas e risos, deu para relembrar momentos do disco ao vivo Maiden Japan, gravado pelo Iron Maiden ainda com Di’Anno nos vocais.

Deu para imaginar também do que a banda era capaz há 30 anos. São canções poderosas e discos que não envelhecem, de um Iron Maiden distante e talvez quase esquecido pelo próprio Iron Maiden de hoje. Mas não pelos fãs, tampouco por Di’Anno.

Fotos: Ronaldo Chavenco
Set List:
1. The Ides of March
2. Wrathchild
3. Prowler
4. Marshal Lockjaw
5. Murders in the Rue Morgue
6. Mad Man in the Attic
7. Strange World
8. The Beast Arises
9. Children of Madness
10. Genghis Khan
11. Remember Tomorrow
12. Faith Healer
13. A Song for You
14. Charlotte the Harlot
15. Killers
16. Phantom of the Opera
17. Iron Maiden
18. Running Free
19. Transylvania
20. Blitzkrieg Bop
21. Sanctuary

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Outras resenhas de Paul Di'Anno (Manifesto Rock Bar, São Paulo, 02/09/10)

Resenha - Paul Di'Anno (Manifesto Rock Bar, São Paulo, 02/09/10)


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de Shows
Todas as matérias sobre "Paul D'ianno"
Todas as matérias sobre "Iron Maiden"

Iron Maiden: Bruce Dickinson e Aleister Crowley
Iron Maiden: vídeos de Bruce em feira no Chile
Jon Lord: um timaço prestando tributo, veja vídeo
Separados no nascimento: Steve Harris e Bruce Campbell
Rock e metal: o outro lado das capas de discos
Iron Maiden: Steve Harris nunca gostou de "Flight of Icarus"?
1º de abril: Dois primeiros do Maiden serão regravados com Bruce
Bruce Dickinson: 450 mil dólares na maior aeronave do mundo
Iron Maiden: Gastão Moreira repassa as vindas da banda ao Brasil
Bruno Sutter: "Run To The Lepo Lepo" no Motorcycle Rock Cruise
Dj Yahel: Iron Maiden bombando numa Rave
Iron Maiden: fãs de Fortaleza ajudam crianças desnutridas
Iron Maiden: a semelhança com uma capa do Earth Wind & Fire
Bruce Dickinson: cantor pilotará jatinho em maratona beneficente
Guitar World: 10 Álbuns clássicos essenciais do Metal

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Vinícius Castelli

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas