Beach Boys: bom ver que o respeito a eles ainda continua

Resenha - Beach Boys (Credicard Hall, 02/12/2009)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Adriano Coelho
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Existem bandas as quais você acha que nunca vai assistir. Concordo que “a formação não é original”, mas pergunto qual banda vem ao Brasil com a formação original? Numa opinião particular, eu penso, o show deve continuar, se existe pelo menos um integrante, principalmente se ele for o vocalista. Quem não quiser assistir tem todo o direito.

Discos: 5 clássicos do rock que não tiveram boas vendasKeith Richards: colocando Justin Bieber em seu devido lugar

Para muitos eles são os criadores da Surf Music, apesar da banda ter mesclado o seu som com outros estilos a partir dos anos setenta; mas eles nunca abandonaram a pegada surf. Falar em Beach Boys é lembrar do grande álbum Pet Sounds, e do falecido Dennis Wilson. Mike Love é o único remanescente da primeira formação.

O Credicard Hall estava parcialmente cheio, cadeiras e apenas um pequeno espaço para dançar. O público era formado por surfistas a caráter e muitos senhores e senhoras de cabelos brancos. Um pequeno atraso e a banda se apresenta. O palco estava com uma decoração havaiana, com muitas plantas, dando um clima de praia. Mike Love leva muito bem o vocal, apesar da idade, e também dava passos engraçados. Chegaram a comentar que ele usa playback, mas eu não percebi isso.

A banda que o acompanha, esbanja técnica, com destaque ao baterista. Um dos detalhes do show é que o Beach Boys se apresenta com dois tecladistas. Apesar da diversão e do som gostoso e agradável, na metade da apresentação o show ficou um pouco cansativo. O grupo deixaria os clássicos para o final. Mesmo assim a galera não parou de dançar e agitar.

Eles tocaram cerca de trinta músicas, chegaram a fazer cover do Mammas and Pappas e de Johnny Rivers. Não preciso falar quais musicas no final agitaram mais: "Surfin Safari", "Surfin USA", "Good Vibrations", "Surfin Girl" e "Help me, Rhonda".

O show foi bom! E mais legal é ver que apesar de tantos anos de estrada o respeito a eles ainda continua.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Discos
5 clássicos do rock que não tiveram boas vendas

Beach Boys: Showtime produzindo documentário sobre "Pet Sounds"Todas as matérias e notícias sobre "Beach Boys"

1966
Diversos grupos no caminho que levaria à psicodelia

Top 500
As melhores músicas da história segundo a Rolling Stone

Rock Stars
Como se pareceriam alguns se não tivessem morrido

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Beach Boys"

Keith Richards
Colocando Justin Bieber em seu devido lugar

Lars Ulrich
Ele deu mijo de Zakk pros fãs beberem?

Slipknot
Corey Taylor abandona os palcos se o Guns se reunir

Regis Tadeu: "Lemmy era tão poderoso que seu corpo não teve coragem de contrariá-lo"Gosto Musical: artistas falam do que devia ser banido para semprePink Floyd: as músicas deles são difíceis de entender?AC/DC: Duas homenagens a Malcolm Young no encarte de Rock Or BustMomentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outrosMegadeth: atual formação é um upgrade imenso sobre as anteriores

Sobre Adriano Coelho

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online