Resenha - Marcelo Nova (Panela Rock, Fortaleza, 177/10/2008)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Taís Bleicher
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O baiano Marcelo Nova se apresentou em Fortaleza, no festival “Panela Rock”. A segunda edição do festival aconteceu nos dias 17 e 18 de outubro e comemorou um ano do estúdio e selo cearense “Panela Records”.

Iron Maiden: sobre o que fala a música "The Trooper"?Iron Maiden: como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?

Com a proposta inicial de ser um espaço para a música independente, neste ano se apresentaram também bandas covers como Salt (cover de Raul Seixas) e Sabattage (cover de Black Sabbath). Somaram-se bandas locais (Joseph K?, Renegados, Carango Abacaxi, Lavage e Inflame), a carioca Cabaret e a paulistana Made In Brazil.

A atração principal (?) do primeiro dia era o Marcelo Nova. No cartaz de divulgação da festa, a foto do cantor e abaixo a legenda: “O eterno parceiro de Raulzito”. Necessário. Não fosse isso, provavelmente muitos dos jovens que olhariam aqueles cartazes diriam: quem mesmo?

Um público de tatuagens e blusas pretas ocupava o local. Em algumas blusas, lia-se “Panela Rock – O maior evento do rock´n´roll do Nordeste”. Cá pra nós, o maior evento de rock´n´roll do Nordeste é bem pequenininho.

O tradicional grito de “toca Raul!!!” começou a ser enunciado antes mesmo do show do Marcelo começar. Na platéia, Rauls tatuados nos braços. Depois, outro grito tradicional, esse nos shows da Camisa de Vênus: “bota pra fuder!!!”.

No show, Marcelo cantou músicas como “Coração Satânico”, “Hoje”, “Carpinteiro do Universo”, “Bete morreu”, “Só o fim”, “Quando eu morri”, “O Adventista”, “My Way”, “Cocaína”, “Simca Cambord”, “Não fosse o Cabral”, “Pastor João e a Igreja Invisível” e “Eu não matei Joana D´arc”. Não cantou a romântica “Sílvia”, dos singelos versos “Todo homem que sabe o que quer / Pega o pau pra bater na mulher”, mesmo com os insistentes pedidos da platéia.

De fato, era um bom rock´n´roll. Mas o que Marcelo Nova não consegue entender é que não é necessário ser uma metralhadora cheia de mágoas para ser roqueiro. Então se divertia com frases como “Eu não entendo de rock, se quer entender de rock, pergunte ao Jota Quest” e deferindo ataques contra NX Zero, Lulu Santos, Detonautas. Quem sabe porque são exatamente essas pessoas que ocupam o espaço que ele não ocupa. Continuava, esbravejando sobre punhetas e punheteiros, enquanto seu diminuto público ia ao delírio.

Nosso rock nacional tem cada criatura. Deve ser mesmo difícil ver os colegas fazendo sucesso e lotando shows, enquanto se cai no esquecimento. Mais análise e Marcelo Nova deixaria de ser Marcelo Nova.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias e notícias sobre "Marcelo Nova"

Marcelo Nova
Treta com Samuel Rosa respingou em Herbert Vianna

Marcelo Nova
"Na música brasileira existem belas bundas!"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Marcelo Nova"

Iron Maiden
Sobre o que fala a música "The Trooper"?

Iron Maiden
Como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?

Simplicidade é para os falsos
O nome de banda mais complicado do mundo

Facebook: bandas terão mais dificuldade em divulgar materialCensura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádioNirvana - Perguntas e RespostasHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1986Lamb of God: Blythe não liga para entrada de Adler no MegadethBolsonaro: se dando mal ao tentar fazer stage dive

Sobre Taís Bleicher

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Taís Bleicher no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online