Em 06/07/2007 | Resenha - Talisman (Clube Ipê, São Paulo, 06/07/07)

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Talisman (Clube Ipê, São Paulo, 06/07/07)


  | Comentários:

Alguém disse que “tomar gelado” faz mal para a voz? Bom, Jeff Scott Soto parece ter provado que isso é apenas lenda, de tanto que cantou e de tanto que tomou suas famosas Caipiroskas, no último show do TALISMAN em São Paulo e penúltimo da banda, que já anunciara o fim de suas atividades no encerramento desta turnê, presenteando o Brasil com suas derradeiras apresentações.

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Fotos: Rafael Solano Karelisky

Marcado para o desconhecido – ao menos para shows – Clube Ipê e com alguns problemas de organização, como meia-entrada só vendida no dia e na Galeria do Rock e ingressos à venda no local apenas a partir das 21h, horário que começariam as bandas de abertura, tudo acabou ocorrendo dentro dos conformes. Em cerca de 45 minutos, o salão de festas (!) do clube já estava cheio e a festa pôde começar.

A primeira banda a subir ao palco foi o HARD ROCKET, que promove seu debut, “Explosive Band Inside!”. Contando com Theo Vieira (voz e violão), Andy di Carlo (guitarra), Gus D. (baixo) e Lou Melt (bateria), eles apresentaram seu Hard Rock recheado de elementos eletrônicos, mas não chegaram a arrebatar o público, até por fazerem um som bem diferente do usual. Eles mostraram boa energia e presença de palco marcante, vide o batera, esmurrando o kit, em músicas como “Jesus Who”, “One Step Closer”, a balada “Shallow”, com Theo no violão e uma versão para “Wicked Game”, famosa com o HIM. Eles ainda tiveram alguns problemas de som, mas concluíram a apresentação sem problemas.

Pouco depois, foi a vez dos paulistanos do TEMPESTT assumirem seus postos. Eles também divulgam o primeiro CD da carreira, chamado “Bring ‘Em On”. Logo pôde se ver que foi uma decisão mais que acertada colocá-los na abertura para o TALISMAN, até pela história deles com Soto (leia mais abaixo). O som levado por BJ (vocal), Léo Mancini (guitarra), Paulo Soza (baixo) e Edu Cominatto (bateria) é um Hard Rock moderno, com muita técnica, virtuose e algumas passagens típicas do Prog e que realmente serviu de aquecimento para a apresentação principal, com a galera participando. E se quem ouve o disco pode duvidar do resultado ao vivo, a banda não decepciona principalmente pela voz de BJ, que nem parece se esforçar para o seu trabalho.

No set de cerca de 40 minutos, o TEMPESTT mandou sons como a certeira faixa-título, “Too High”, “Enemy in You”, com sua bela introdução, e até uma versão para “In My Dreams With You”, de Steve Vai, que já foi gravada pelo quarteto e deve estar em um próximo lançamento. Um ponto alto foi o cover de "Rock the Night", do Europe, cantado por todos. Vale destacar o instrumental preciso de Paulo, Léo e Edu, que esbanjam qualidade.

Cerca de vinte para a meia-noite, foi a vez de a festa dos americanos/suecos do TALISMAN começar de verdade. Ao som de uma introdução bizarra, com uma voz falando nos PAs, Jeff Scott Soto (voz e teclado), Marcel Jacob (baixo), Jamie Borger (bateria) e Brian Young (guitarra) adentraram o palco e já foram recebidos com o calor brasileiro em “Falling”, faixa que abre o derradeiro disco, “7”. Como se quisesse dar uma prévia do que aconteceria nas próximas duas horas, a faixa mostra toda a técnica e a indiscutível qualidade de Soto (ex-Malmsteen, ex-Journey, ex-Axel Rudi Pell...), com tudo o que ele pode mostrar: agudos lá em cima, passagens mais rasgadas, tudo com muita personalidade.

Se o vocalista já tinha dito “Preparem as caipiroskas!" antes mesmo de chegar ao Brasil, logo no primeiro intervalo declarou o “Caipiroska Time”. E dá-lhe caipirinhas gogó abaixo...

Logo em seguida veio a clássica faixa de abertura do Humanimal, “Colour My XTC”, mostrando bem do que o resto da banda é capaz, principalmente na levada de baixo do excêntrico carequinha, Marcel Jacob, outro que mandou ver na pinga com limão. Os outros dois integrantes também são dignos de nota, o baixinho Brian Young, detona na guitarra, com muito feeling e precisão, e o batera Jamie Borger é cheio de graça com as baquetas, mas também manda bem atrás do seu kit. Bom mesmo é aquele ar de Hard Rock das antigas, sempre bastante despojado, ainda mais pelo estilo de Soto no palco, cheio de caras, bocas, gestos e trejeitos, que tornam impossível olhar para outro lado.

O set seguiu com músicas como “Coming Home” e “Break Your Chains”, com a galera indo ao delírio e cantando tudo junto. Alguém acha que acabaram as caipirinhas? “Se Sammy Haggar pode ter mulheres trazendo bebida ao palco, eu também posso”, disse Soto. O pedido foi uma ordem, seguido pela funkeada “D.O.A.P.S.”, com grande refrão e os backing vocals (tem algo mais importante no Hard Rock?) sempre a postos de Jacob e Young.

O show foi extenso, principalmente no número de músicas (com medleys e outras junções), em cerca de duas horas, mas conseguiu dar uma boa passada na carreira de sete álbuns (lembrando as duas partes do “Humanimal”, de 1994). Passaram por faixas como “Day By Day”, do debut homônimo (1990), “Here 2day, Gone 2day”, do Truth (1998) e “Give Me a Sign”, do “Genesis” (1993), chegando ao divertido solo de Jacob, excelente nas palhetadas em seu baixo, com trechos de músicas como “Woman From Tokyo”, do Deep Purple.

Outras passaram na mesma levada como em “All Or Nothing”, entermeada por “Outta My Way”, “In Make Believe” e a bela “Back 2 The Feeling”, mais uma do disco mais recente, antes de Soto mostrar seu lado de instrumentista, no teclado. Ele realizou um grande medley: teve “Heaven's Got Another Hero”, “All I Want” e até “Just Between Us”, com a volta de TEMPESTT ao palco, sendo encerrando com “Since You've Gone”.

Para quem não sabe, o TEMPESTT tem uma grande história com o vocalista, já que foi sua banda de apoio na primeira viagem do americano ao Brasil, em 2002 (a última parceria foi em 2005). O resultado foi a amizade, além da participação especial no primeiro álbum dos paulistanos, lançado no último ano.

Mas voltando ao TALISMAN, após o extenso medley, que teve até dueto na voz com o batera, o destaque foi “I’ll Be Waiting”, simplesmente emocionante, com todos (literalmente) berrando o refrão. E se a noite é de festa e Hard Rock, foi momento de resgatar um clássico do Bon Jovi, com um trechinho de Livin’ On a Prayer. Tudo no maior improviso, com a banda parando de tocar até para tirar fotos com a galera, num clima totalmente descontraído.

Como em algum momento o show teria que acabar, pelo menos o encerramento foi em grande estilo, com trechos de "Burn" (Deep Purple) e "Paranoid" (Black Sabbath), na volta para o bis, além de “Standing On Fire” e “Crazy”. Jeff Scot Soto vestia uma camiseta do Brasil levando o seu nome. Fechando com chave de ouro, o TEMPESTT voltou ao palco – menos nervosos que na primeira entrada – e tocaram “Insanity Desire”, faixa que contou com a participação de Soto no álbum “Bring ‘Em On”. A música foi muito bem recebida, merecidamente, já que é boa por si só, mas brilha ainda mais com os vocais do americano, que precisou de um papel com as letras, nada que tenha comprometido.

Acabou? Por Jeff sim. Mas depois da gafe do tecladista, executando o começo de uma faixa do Journey (o que já havia acontecido com o próprio TALISMAN, em um dos momentos jam, e rapidamente encerrado com cara de reprovação pelo vocalista), o batera Edu Cominatto começou a marretar sua bateria. Sim, a esperada "Stand Up", do Steel Dragon (alguma dúvida que o melhor grupo fictício da história? Ele foi criado para o filme "Rockstar" e com nomes como o próprio JSS e Zakk Wylde), foi devidamente forçada pelo Tempestt e o vocalista mal pode fazer cara feia. Melhor jeito de acabar impossível.

Bom, acabou, foi o canto do cisne, ao menos foi o prometido para os derradeiros shows do Brasil. Mas Soto nunca quis dar certeza que é impossível uma reunião do TALISMAN ou um novo projeto com Marcel Jacob. Resta sonhar. E lembrar que ao menos aquele show de São Paulo não pareceu uma despedida, apenas um ótimo show da banda. Quem sabe, não?

Formação:
Jeff Scott Soto – voz e teclado
Brian Young – guitarra
Marcel Jacob – baixo
Jamie Borger – bateria

Set List (não oficial):
Mysterious (This Time It's Serious)
Coming Home
Break Your Chains
A Life
DOAPS
Day By Day
Here 2Day, Gone 2Day
Give Me A Sign
Tears In The Sky
Bass Solo
All Or Nothing / Outta My Way / All Or Nothing
In Make Believe
Back 2 The Feeling
JSS Piano Medley:
- Heaven's Got Another Hero
- Forevermore
- All I Want
- Just Between Us (Com Tempestt)
- Sorry
- Shed A Tear Goodbye
- Since You've Gone
Frozen
I´ll Be Waiting
Livin' On A Prayer
I'll Be Waiting (Reprise)
Back 2 The Feeling (Reprise)
Marcel Asks (Do you Want More?)
Standing On Fire
Crazy
Insanity Desire (Com Tempestt)
Stand Up (Com Tempestt)

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de Shows
Todas as matérias sobre "Talisman"

Jeff Scott Soto e Eric Martin: final de semana em Vinhedo e SP
Jeff Scott Soto: entrevista nesta quarta na Kiss FM
Jeff Scott Soto e Eric Martin: neste final de semana no RJ e POA
Eric Martin & Jeff Scott Soto: informações sobre ingressos
Jeff Scott Soto e Eric Martin: em março de 2014 no Brasil
Jeff Scott Soto: show no Rio de Janeiro e promoção
JSS e Eric Martin: matéria no Metal Revolution
Jeff Scott Soto: lançamento de novo DVD e CD
Tempestt: vocalista fala sobre morte de Marcel Jacob
Talisman: homenagem a Marcel Jacob em resenha no Ultra Portal
Talisman: morre aos 45 anos o baixista Marcel Jacobs
Jeff Scott Soto: "Michael Jackson era um de meus mentores"
Jeff Scott Soto e Tempestt: resenha e fotos no POA Show
Jeff Scott Soto: show nesta sexta-feira no Blackmore Bar
Jeff Scott Soto: show em Curitiba no próximo domingo

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Maurício Dehò

Nascido em 1986, é mais um "maidenmaníaco". Iniciou-se no metal ao som da chuva e dos sinos de "Black Sabbath", aos 11 anos, em Jundiaí/SP. Hoje morando em São Paulo, formou-se em jornalismo pela PUC e é repórter de esportes, sem deixar de lado o amor pela música (e tentando fazer dela um segundo emprego!). Desde meados de 2007, também colabora para a Roadie Crew. Tratando-se do duo rock/metal, é eclético, ouvindo do hard rock ao metal mais extremo: Maiden, Sabbath, Kiss, Bon Jovi, Sepultura, Dimmu Borgir, Megadeth, Slayer e muitas, muitas outras. E é de um quarteto básico que espera viver: jornalismo, esporte, música e amor (da eterna namorada Carol).

Mais matérias de Maurício Dehò no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas