Metallica: Maior que qualquer microfone

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Anderson A. de Sousa, Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

No último dia 12 de fevereiro aconteceu o 59° Grammy Awards, a maior premiação musical no mundo. Para abrilhantar o evento, apresentações dos artistas mais consagrados mundialmente, e entre eles a maior banda de thrash metal do mundo (que comecem as tretas)!

Blend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalRolling Stone: As 500 melhores músicas segundo a revista

Imagem

Sim, senhoras e senhores, vamos falar do Metallica. Aliás, vamos falar do tamanho do Metallica.

Nesta noite especial rolou apresentação da banda (que se eu começar a falar todos os adjetivos, só término amanhã) junto a Lady Gaga.

A música escolhida foi a pedrada Moth Into Flame, do novo álbum Hardwired... to Self-Destruct. Show de efeitos, dançarinas (sim!) no palco, com a maravilhosa Lady Gaga entre elas.

Tudo dava a entender que seria mais uma apresentação impecável até James se dirigir ao microfone, começar a cantar e simplesmente sua voz não ser ouvida. Oh my God! What the fuck?? Sim, os milhões de fãs que acompanhavam a transmissão ao vivo, ficaram embasbacados/putos/indignados e afins com o ocorrido. O problema foi de fato resolvido apenas na 2ª parte da música, o que não amenizou a ira de James ao derrubar o microfone e praticar arremesso de guitarra ao final da apresentação.

Mas senhorias e senhores, essa não é a primeira vez que um problema de som ocorre no show do Metallica (vide Rock in Rio 2015), e convenhamos que isso não diminui o tamanho da banda. Quem já presenciou um show do Metallica sabe do que estou falando. É lamentável o ocorrido, mas não apaga a energia, o brilhantismo, a "fuderosidade" do shows dos caras.

E o que falar de Lady Gaga? Que mulher! Que voz! Que presença e entrega! Teve mosh sim! Que faça essa dobradinha mais vezes, porque deixou a mim e a vários fãs arrepiados.

Por fim, o Metallica é maior que qualquer microfone, continua um monstro da música mundial, com falha no som ou não.

Oh Yeah?!

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Rockers respondem
O que você achou do novo do Metallica? Parte 1

Blend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalMetallica: banda chama DJ pra abrir shows na América do NorteAzry: tocando Metallica aos cinco anos de idadeTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

Metallica
Robert Trujillo conta como entrou para a banda

Axl Rose
Vocalista é o 1º da lista dos mais idiotas do rock

Metallica
Dave Mustaine passou dias chorando após morte de Cliff Burton

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Metallica"Todas as matérias sobre "Lady Gaga"

Rolling Stone
As 500 melhores músicas segundo a revista

Megadeth
Dave Mustaine contra o casamento gay

Megadeth
Recadinho provocante da vocal do Huntress

Cinema: Filmes para quem ama Rock e Metal (Parte 1)Indústria musical: sete coisas que um músico não quer ouvirJá tem 20 anos!: os dez melhores álbuns de metal de 1995Iron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversasAC/DC e Black Sabbath: Geezer ameaçou Malcolm com uma faca nos anos 70?Marilyn Manson: de quem é a culpa pelos tiroteios nos EUA?

Sobre Anderson A. de Sousa

Anderson A. de Sousa, 25 anos, nascido em Esperança-PB e criado no Rio de Janeiro, é administrador de empresas, baterista da banda Simulacro e ritmista de escolas de samba. Respira música em boa parte do seu dia. Conheceu o Rock N' Roll no final dos anos 90 e início dos anos 2000, é fã de quase todas as vertentes do estilo e está sempre antenado às novidades e ao mundo do Rock N' Roll.

Mais matérias de Anderson A. de Sousa no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online