Em 26/01/2004 | Jörg Michael comenta situação do Stratovarius

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Jörg Michael comenta situação do Stratovarius

Por Walkiria Mosella

  | Comentários:

Matéria publicada em 26/01/04. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

25 de Janeiro de 2004

Desculpe eu ter demorado tanto para comentar a situação do Stratovarius. Devido a razões pessoais eu não fui capaz de fazê-lo. Eu também queria ver como toda essa coisa de separação está se desenvolvendo. Está muito fora de controle, eu diria.

De qualquer forma, primeiramente, aqui está minha visão de tudo.

Após ter 8 anos de minha vida naquela banda, ao final da última turnê (quando voltamos da América do Sul) eu já senti algumas estranhas vibrações e tensões!

Mesmo tendo terminado a maior turnê da carreira do Stratovarius, os membros pareciam estar mais distantes do que nunca estiveram antes. Parecia que algo iria explodir em breve, e que mudanças drásticas aconteceriam. Eu realmente não podia opinar sobre isso, mas de alguma forma estava no ar.

Inicialmente tudo estava indo bem, nós assinamos o contrato com a Sanctuary o que estava planejado fazia um tempo. Parecia que as coisas estavam melhorando de novo, já que todo mundo tinha sua privacidade e oportunidade de descansar em casa! Infelizmente esse sentimento estava errado.

No começo de Novembro quando eu visitei Helsinki e encontrei os dois Timos no centro, todos os problemas de repente pareceram voltar e tudo se agravou rapidamente.

Mais uma vez o álcool teve um grande papel. Eu realmente não consigo lembrar muito do que aconteceu, mas sei que Kotipelto e eu estávamos completamente paralizados pelo álcool e começamos umas discussões contrárias sobre a banda. Tolkki juntou-se à elas, bêbado como um gambá para variar. Houve uma grande briga no meio da rua. No outro dia, eu acordei com uma grande ressaca no meu quarto de hotel!

Nós tivemos uma briga física, o que nunca tinha acontecido antes. É uma vergonha que o demônio chamado álcool tenha nos levado tão longe aquela noite, quão estúpido você pode ficar, realmente.

Mas, basicamente foi como lançar uma ebulição, os reais problemas entre os membros da banda não tinham nada a ver com o álcool. Eles não foram discutidos antes, mas eles estiveram nos rodeando já há algum tempo.

Eu pensei “Que diabo aconteceu?” E achei que deveríamos nos reunir e resolver isso, como fizemos muitas vezes no passado. Esta foi sempre uma das grandes forças na banda. Quando algo acontecia, a gente se reunia, falava um ao outro direto na cara, resolvíamos as coisas, esquecíamos e nos focávamos no futuro.

Dessa vez foi diferente. Nenhum dos Timos queria se submeter mais e recusaram a se comunicar. Kotipelto não queria falar comigo, e neste ponto eu também já tinha perdido minha paciência. Pela net eu fui informado que Tolkki queria visitar todos os membros e conversar sobre o futuro da banda.

Neste ponto eu já havia feito minha escolha. Eu estava pensando que se nós não conseguíamos nos reunir após algumas bebidas sem sair do controle, eu não queria partilhar mais disso. Nós resolvíamos tão facilmente no passado e de repente eu me acho no meio de um jardim de infância! A banda parecia ter acabado, mas isso não significava mais para mim!

Muito tempo atrás, eu fiz uma escolha clara para mim mesmo: que se não continuássemos com a mesma formação, eu não faria mais parte. Sempre foi uma regra estrita na minha vida para não me compromissar. Apenas fazer as coisas por dinheiro ou glória, eu não estou convencido. Nunca estive e nunca estarei. O estilo de Jörg Michal, final da história!

Enquanto Kotipelto e eu às vezes discordávamos em certos pontos, especialmente aquela noite, eu ainda senti tolerância e respeito entre nós. Basicamente eu não vi problema!

Eu também senti que Tolkki tinha novas visões em sua cabeça sobre o futuro do Stratovarius. Eu senti que não queria estar envolvido nisso. Para mim foi um tempo extraordinário nesta banda por mais de oito anos e eu sempre vou lembrá-los como os melhores tempos que tivemos. Espero que todos nós possamos manter a amizade que conseguimos através dos anos, isto seria a melhor coisa apesar de tudo!

Quando eu contei à Tolkki sobre meus pensamentos ele entendeu e talvez se sentiu até aliviado sobre isto. Eu acho que ele sabia que não faria bem ter alguém na banda que estivesse metade convencido sobre as novas visões do Stratovarius. Ao mesmo tempo, minha vida pessoal mudou drasticamente, eu me tornei pai de gêmeos no começo de Janeiro. E digo à vocês que esse é realmente um desafio!

Com um “aperto de mãos dourado” e me pagando uma generosa quantia do dinheiro do novo contrato, Tolkki desejou-me sorte e disse adeus. Isto é basicamente o que aconteceu. Eu devo dizer que não tenho sentimentos maus para com Tolkki ou qualquer um da banda.

Eu também me sinto feliz de ouvir que meu chapa Anders ia me substituir, e honestamente eu esperava que ele fosse gritar merda sobre uma ou outra repetição que ele tenha de tocar novamente :-) . Sinta a dor em “Find Your Own Voice” como eu senti, Anders, eu pensei “se não machucar, não pode ser bom” :-). Ele é um ótimo baterista e eu desejo a ele tudo de bom! De ele ter escolhido ficar no Hammerfall, é sua decisão pessoal e eu não gosto de comentar!

Eu realmente estou ansioso para tocar nos poucos festivais e shows que ainda temos agendados, eu aposto que será um tempo legal sabendo que não irá acontecer de novo. Nós vamos fazer o que fazemos de melhores, sem bebidas (ok, talvez depois) e argumentações, apenas tocar músicas fantásticas com alguns dos melhores músicos no mundo. Neste caso, Stratovarius foi sempre difícil de superar e será um prazer para mim, mostrar pela última vez, para o resto do mundo. Eu estou ansioso por essas apresentações e espero ver vocês lá, ter um show decente e fudido de adeus!!!

Mais duas coisas que eu gostaria de mencionar: O que eu tenho observado que anda ocorrendo no fórum do Stratovarius e no guestbook do stratovarius.com realmente me deixa em dúvida que todo mundo tenha uma visão clara sobre o que o Heavy Metal e sendo um fã de Heavy representa.

Para mim, é: “revolução contra os fudidos que tentam nos controlar”, “fazer o que você quer”, “libertar sua mente”, “discurso livre”, “tolerância”, “honestidade” e “respeito”. Estas devem ser palavras que descrevem uma boa atitude a meu ver! O que eu li lá está muito longe do que eu acho legal!

Quando Tolkki escreveu suas músicas honestas por quase 20 anos, ele nunca forçou ninguém de nós a comprar os discos, todo mundo comprou por livre escolha. Agora quando ele tem uma visão diferente da música e da banda com quem ele quer tocar, então é sua própria escolha. Ele não deve nada a ninguém, nem a mim ou a qualquer um. Tudo o que é mencionado e escrito sobre ele me faz questionar se algumas pessoas ainda tem uma mente clara?? Eu também estou desapontado sobre as coisas que aconteceram com o Strato, e eu desejo nada mais do que, que a antiga formação voltasse e que o Stratovarius tivesse outro tempo extraordinário à frente. Porém, se não podemos chegar a um acordo mais com isto, não seria justo fazê-lo, porque não seria honesto. E é exatamente isto o que o Stratovarius sempre sustentou enquanto eu estava na banda.

Ninguém neste universo está dizendo a Tolkki, Johansson, Kotipelto, Kainulainen ou a mim sobre honestidade, fé, crenças e integridade porque nós vivemos isto. Aceitem!

Algumas vezes sinto que eu também podia reprimir Timo Tolkki e dizer que ele é um idiota no que está fazendo agora, porque posso ter uma opinião diferente, mas isto seria o mesmo nível de discussão que o fórum está, dos dois lados agora! No final do dia Tolkki apenas mudou sua opinião e quer tocar com pessoas diferentes, não há absolutamente nada errado com isso e nós temos que aceitar.

Nós todos (digo, todos mesmo) não deveríamos nos levar tão sério.

Com ou sem Jörg no Stratovarius, o metal nunca irá morrer...

Jörg Michael

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias sobre "Stratovarius"
Todas as matérias sobre "Jörg Michael"

Stratovarius: assista ao trailer do documentário "Nemesis Days"
Avalon: revelado nome do álbum e os músicos restantes
Jens Johansson: algumas perguntas para Don Airey
Stratovarius: banda inaugura página no Instagram
Timo Tolkki's Avalon: disponível novo video em estúdio
Stratovarius: assista o novo clipe da faixa "Unbreakable"
Capas Ridículas: LaWeekly elege as piores de Metal de 2013
Timo Tolkki: o Stratovarius estava morto depois de 2004
Timo Tolkki's Avalon: com antigo tecladista do Stratovarius
Rob Rock e Michael Kiske: em nova Opera Metal de Timo Tolkki
Timo Tolkki's Avalon: baterista do Stratovarius estará em álbum
Timo Tolkki: sequência de Avalon em 2014, com Simone Simons
Timo Tolkki: mais uma explicação sobre a confusão com brasileiros
Timo Tolkki: explicando declarações após bate-boca no Facebook
Timo Tolkki: surtando no Facebook com a filha contra brasileiros?

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Walkiria Mosella

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas