Jack Bruce: ameaçado de morte por fãs do Led Zeppelin

    

Por Antonio Parreira, Fonte: bravewords.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários:   | 

Imagem
Jonathan Barnes, jornalista do East Anglian Daily Times, relatou em julho de 2009:

O lendário músico de Suffolk, Jack Bruce, revelou em 2009 como ele recebeu “ameaças de morte” depois de ousar criticar o gigante do rock LED ZEPPELIN.

O baixista do CREAM, de 66 anos de idade, foi manchete em todo o mundo no mês de maio de 2009, após ter se referido de maneira pejorativa à banda que se reuniu para um concerto único em 2007. Leia no link abaixo.

Jack Bruce: "Foda-se o Led Zeppelin, eles são um lixo!"

Falando à imprensa em uma cerimônia de premiação, Bruce descreveu o show de reunião do LED ZEPPELIN na Arena 02 como “chato” e repreendeu-os: “Vocês são uma porcaria e nunca serão nada além disto. O CREAM é 10 vezes mais banda que o LED ZEPPELIN”.

Bruce, que vivia perto da fronteira Suffolk-Essex, disse não conseguir acreditar no furor que os seus comentários causaram. “Era apenas uma brincadeira e ultrapassou os limites de qualquer proporção”, comentou.

“Alguns fãs do LED ZEPPELIN estavam realmente irritados comigo e recebi algumas ameaças de morte - eles provavemente não irão me encontrar por aí! Gente como eu tende a esquecer que com o YouTube e o Twitter, você não pode dizer nada sem que isso se espalhe por todo o mundo”.

“Nós costumávamos dar alfinetadas em outras bandas nos velhos tempos e tudo ficava por isto mesmo. Era como se eu tivesse falado algo da Rainha da Inglaterra ou algo assim. Você obviamente não pode dizer nada contra o LED ZEPPELIN”.

Bruce comentou que o CREAM - que contava ainda com o lendário guitarrista Eric Clapton e com o baterista Ginger Baker - esteve originalmente escalado para tocar no concerto em memória de Ahmet Ertegun, que terminou como a volta do ZEPPELIN, mas se retirou quando o evento se tornou comercial demais.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

    

Led Zeppelin
Os depoimentos de Page e Plant no julgamento por plágio

Moda de Rock
Metallica e Iron Maiden com violas caipiras

Wallpapers
Papéis de parede da banda Led Zeppelin

Led Zeppelin
As dez melhores canções blueseiras da banda

Metal/Hard
Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais

RHCP
Kiedis não quer trabalhar com Axl Rose e nem com Dave Grohl

Heavy Metal
10 músicas inspiradas em heróis de quadrinhos

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Sobre Antonio Parreira

Antonio Parreira, aka Tunão, aka Anton Parr, é arquiteto, designer gráfico e músico. Interessado por música desde sempre, tornou-se fanático por rock depois de descobrir bandas como Kiss, Iron Maiden, Judas Priest e AC/DC. No início dos anos 80 acompanhou o nascimento do Thrash Metal, estilo que se tornou seu preferido de todos os tempos. Tocou em várias bandas nessa linha "Thrash Bay Area" durante os anos 80 e 90: Napalm, Damage, Overthrash, The Still e Avalon. Atualmente é vocalista do Buffalo Theory MTL, banda de Southern Metal de em Montreal, Canadá. Leitor do Whiplash! desde os anos 90 e atualmente colaborando com textos e traduções, diretamente da "terra do Voïvod".

Mais matérias de Antonio Parreira no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em maio: 1.516.623 visitantes, 3.493.157 visitas, 8.578.731 pageviews.