Roger Waters: resenha do show espetacular no Roque Reverso

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Roger Waters: resenha do show espetacular no Roque Reverso

Por Flavio Leonel | Fonte: Roque Reverso

  | Comentários:

A capital paulista talvez tenha visto no domingo, dia 1º de abril, o maior espetáculo gerado por um show único de rock desde que os artistas internacionais chegaram ao Brasil para apresentações ao ar livre. Para um público de 70 mil pessoas no Estádio do Morumbi, o cantor britânico Roger Waters, ex-Pink Floyd, trouxe finalmente a turnê do megaclássico disco “The Wall” a São Paulo, proporcionando aos fãs um momento que eles jamais esquecerão e que será contado, por quem teve o privilégio de assistir, para filhos e netos no futuro.

Matéria publicada em 06/04/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Com uma estrutura impecável e planejada nos mínimos detalhes, o público foi presenteado durante quase duas horas e meia de evento com um show hipnotizante, repleto de luzes, efeitos sonoros e visuais de altíssima qualidade e, claro, com o bom e velho rock n’ roll de fundo. Na saída do Morumbi, muitos não tinham palavras para descrever o que haviam assistido, já que, de maneira incrível, todos ainda estavam em êxtase, tamanha a quantidade de informações que haviam captadas pelas suas mentes.

Antes do show, os fãs ansiosos já haviam lido as resenhas das ótimas apresentações de Roger Waters em Porto Alegre e no Rio de Janeiro. Muitos também lembravam que o ex-baixista do Pink Floyd tinha há pouco tempo lotado nada menos que 9 shows em Buenos Aires, quebrando um recorde que era dos Rolling Stones na Argentina em 1995, quando o grande grupo havia feito cinco shows consecutivos lotados.

Não existia dúvida alguma, portanto, que o evento em São Paulo não era algo comum. Se fôssemos comparar com o generoso cenário dos últimos três anos na cidade, o show de Roger Waters já havia ganho o status de grande evento roqueiro da temporada, de maneira idêntica às apresentações do AC/DC em 2009, de Paul McCartney em 2010 e do U2 em 2011, com sua 360º World Tour. Até então, por sinal, este último havia sido reconhecido por muitos como a mais espetacular experiência gerada por um show de rock na capital paulista.

Agendado oficialmente para as 19h30, a apresentação começou com quinze minutos de atraso, contrariando a tradição histórica dos ingleses de pontualidade. O set list já era conhecido por todos, já que Waters executa o álbum duplo “The Wall” na íntegra e na ordem exata das músicas.

A história do disco, lançado em 1979, é mais ou menos conhecida por aqueles que já ouviram falar em “The Wall”: um álbum conceitual que tem como tema central o personagem fictício Pink, baseado nada menos que em Waters. Assim como o baixista, Pink perdeu o pai morto na Segunda Guerra Mundial. Superprotegido pela mãe e oprimido pelas estruturas ultrapassadas da escola, ele constrói o tal muro em sua conciência para isolá-lo da sociedade opressora.

Apesar de ser uma obra da década de 70 e ter como uma das principais fontes de inspiração a atrocidade da Segunda Guerra lá na década de 40, “The Wall” é atualíssimo. Tudo porque algumas das críticas de Waters, que ataca as imposições do Estado em suas mais diversas formas, encontram alvos ainda na maioria dos países do mundo: em condutas políticas condenáveis, fanatismos religiosos absurdos, consumismos exacerbados e modelos econômicos perversos.

As 70 mil pessoas presentes no Estádio do Morumbi saem extasiadas do local, cientes que testemunharam um grande acontecimento da música, talvez o mais importante deste ano no Brasil. Alguns até trazem pedaços dos blocos de papelão que formaram o muro. Ironicamente, o mesmo muro que chegou a dar prejuízo ao Pink Floyd na turnê do grupo com “The Wall” hoje é sucesso absoluto por onde passa e deixa outros megaespetáculos comendo poeira.

Atualmente, apenas o U2 teria condições de peitar Roger Waters numa superprodução. Com “The Wall” bombando por onde passa, o ex-Pink Floyd lança um desafio para os demais grupos e músicos, que terão de quebrar muito a cabeça para idealizar algo tão marcante quanto ao espetáculo que passou por São Paulo no primeiro dia de abril. Um show que o público presente jamais irá esquecer.

O Roque Reverso acompanhou o show no Morumbi. Entre no link abaixo para conferir a resenha detalhada e completa das duas parte do show, o set list, fotos e vídeos selecionados no YouTube.

http://tinyurl.com/792bual

ROQUE REVERSO
O blog do bom e velho rock and roll
http://www.roquereverso.wordpress.com

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias sobre "Roger Waters"
Todas as matérias sobre "Pink Floyd"

Parcerias Brilhantes: duplas que marcaram história
Homenagens: Canções inspiradas em músicos falecidos
Mais capas de álbuns: a história do rock no Google Street View
Rock e metal: o outro lado das capas de discos
Pink Floyd: Rolling Stone lança edição especial sobre a banda
Pink Floyd: entenda o "estilo Gilmour" de tocar guitarra
Mustaine: uma nota de Gilmour vale mais que muitos solos
Pink Floyd: banda ganhará exposição multi-sensorial
Vocalistas: belíssimos timbres de alguns cantores de rock
Pink Floyd: DSOTM - o que escutar antes do fim do mundo?
Alan Parsons Project: Um álbum de audição agradabilíssima
Hunger: uma versão bem mais pesada de "Another Brick In The Wall"
Pink Floyd: um inusitado tributo a Syd Barrett
Pink Floyd: Shine On... a atmosfera Syd Barrett
Pink Floyd: E do caos nasceu "The Wall" - Primeira Parte

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Flavio Leonel

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas