Nirvana: trecho de diário revela caos na banda em 1989

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Igor Miranda, Fonte: Revista Cifras
Enviar correções  |  Comentários  | 

Crédito das fotos: Bruce Pavitt e Steve Double

Bruce Pavitt e Steve Double, que escreveram o livro "Experience Nirvana: Grunge In Europe, 1989", acompanharam a banda durante a turnê "Heavier Than Heaven", de 1989. A banda estava exausta, em especial Kurt Cobain, que sentia saudades de casa. Os shows eram ainda mais caóticos do que depois que a banda conquistou a fama com o disco "Nevermind", em setembro de 1991.

Grunge e Rock Alternativo: 03 turnês que marcaram os anos 90Axl Rose: ajudando a confortar garçonete que sofreu ofensa racista

As informações abaixo foram retiradas do site Vice.com. Vale ressaltar que o baterista Dave Grohl ainda não integrava o grupo.

Imagem

"Em outubro de 1989, Kurt Cobain estava na Europa segurando uma bacia de plástico cheia de vômito. O vômito era de Tad Doyle, um ex-açougueiro de cem quilos de Idaho que, na época, fazia um sucesso razoável com sua banda grunge, o Tad. O Nirvana e o Tad estavam juntos numa turnê europeia de 42 dias e 37 shows, e lidar com o mal funcionamento gastrointestinal de Doyle se tornou, por algum motivo, uma das responsabilidades diárias de Kurt, que daria o nome Imodium para uma de suas músicas, depois rebatizada de Breed em Nevermind, por causa do remédio contra diarreia de Doyle.

Os cofundadores da Sub Pop Bruce Pavitt e Jonathan Poneman se juntaram à turnê em Roma no mês seguinte. Eles viajaram com a banda por oito dias e Bruce fez centenas de fotos pelo caminho. A turnê culminou no LameFest UK, no Astoria Theatre de Londres (agora Rainbow Theatre), um show fotografado por Steve Double para a revista de música britânica Sounds. Por alguma razão, essas fotos nunca foram publicadas ? até agora. Temos o prazer de apresentá-las pela primeira vez, juntamente com fragmentos do diário de viagem de Pavitt. Os trechos são parte de seu novo livro, Experiencing Nirvana: Grunge in Europe, 1989, que será lançado em 14 de novembro pela Bazillion Points Books. Vista sua camisa de carinha sorridente torta manchada no sovaco, coloque Bleach para tocar e divirta-se.

Segunda-feira, 27 de novembro.
Piper Club, Roma

Jon e eu chegamos a Roma para conhecer dois dos novos grupos de Seattle com quem estávamos trabalhando: Nirvana e Tad. Nossa missão era ajudar da maneira que fosse possível antes da grande mostra da Sub Pop em Londres (o LameFest UK), onde eles iriam tocar com seus colegas de selo e nossa atração principal, o Mudhoney. A mídia britânica é notória por lançar carreiras musicais e esperávamos que esse evento fosse um momento definidor para esses artistas.

Em particular, estávamos preocupados com Kurt Cobain, vocalista do Nirvana. Tínhamos ouvido que ele estava se sentindo resignado e com saudades de casa, que e estava sofrendo de exaustão. Jon e eu esperávamos levantar a moral geral com uma demonstração de apoio. Todos sabiam que era crucial chegar em Londres em boa forma, já que o LameFest UK era, de longe, o maior show da turnê, algo que poderia ter um grande impacto através da influente imprensa britânica...

O Tad subiu ao palco e começou seu set agressivo e pesado, tocando as faixas de seu disco de estreia, God's Balls. Provocando a multidão, o baixista Kurt Danielson caiu no público, gritando Foda-se o Papa, enquanto o baterista Steve Wied mantinha a batida. Depois de 40 minutos de provocação aos cidadãos de Roma, a banda mais pesada do mundo saiu do palco e subiu as escadas para se recuperar.

Era a vez do Nirvana... Dez músicas depois do começo do show, Kurt, frustrado com sua guitarra, destruiu completamente o instrumento e subiu numa pilha alta de alto-falantes. A multidão assistia a tudo, com alguns bêbados gritando Pula!. Foi um momento dramático, e potencialmente perigoso. Testemunhei ao evento do chão do clube, estarrecido, enquanto o Jon e o Tad viam tudo da área dos artistas no segundo piso. Todo mundo estava prendendo a respiração, sem saber se o Kurt ia mesmo pular. Estávamos em pânico e extremamente preocupados com o bem-estar dele.

Domingo, 3 de dezembro.
Astoria Theatre, Londres

Olá, somos um dos três representantes oficiais da cena Sub Pop de Seattle, do estado de Washington! - Kurt Cobain gritou no microfone. O Nirvana, então, começou com sua abertura típica, com a pesada School. Tocando violentamente, Kurt imediatamente quebrou uma corda. Frustrado, ele arrastou o instrumento para fora do palco para trocá-lo, enquanto Krist e Chad passavam para um cover do Stooges, I Wanna Be Your Dog. Na confusão, algumas pessoas começaram a subir no palco e mergulhar na plateia.

Krist gritou: Este é nosso último show da turnê, então vamos fazer o que a gente quiser, porra!

Kurt voltou a se reunir à banda e o Nirvana começou com Scoff, logo encontrando seu ritmo. A voz do Kurt era emotiva e intensa. Ele pulou alto e caiu de joelhos, começando a linha de guitarra de "Love Buzz", primeiro single deles. A multidão enlouqueceu e a tensão aumentou. O Nirvana tinha energia e presença.

Sete músicas depois, enquanto eles tocavam seu cover de Molly´s Lips, Kurt gritou entusiasmado sobre seu grupo indie favorito do Reino Unido. 'Esta música foi escrita por uma banda chamada Vaselines! Eles são a melhor banda do mundo!'

Mais stage dive... Mark Arm do Mudhoney observava, sem palavras, a banda que estava prestes a destronar a sua.

Então, Kurt jogou sua guitarra para Krist, que usou seu baixo como taco. Acertando o instrumento com força total, Krist destruiu o baixo recém-adquirido. Graças a Deus, eles estão indo embora".

Imagem

Imagem

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Krist Novoselic
Falando sobre reunião do Nirvana em 2012 e Cobain

Grunge e Rock Alternativo: 03 turnês que marcaram os anos 90Canal NB: Grunge is dead, a história do "estilo" em vídeoKurt Cobain: ouça vocal isolado em "About A Girl", do "Unplugged"Nirvana: exposição sobre a banda virá ao Brasil neste anoTodas as matérias e notícias sobre "Nirvana"

Charges
O que diriam as capas clássicas se pudessem falar

Unplugged MTV
As melhores apresentações segundo Gibson.com

Música Fácil
Entenda como 4 guitarristas mudaram o Rock

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 21 de fevereiro de 2014
Post de 22 de fevereiro de 2014
Post de 23 de fevereiro de 2014
Post de 26 de fevereiro de 2014

Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Nirvana"

Axl Rose
Ajudando a confortar garçonete que sofreu ofensa racista

Monsters of Rock
O que o festival nos ensina sobre preconceito

Esquire
Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin

Andre Matos: uma conversa bem descontraída com o mestreBruce Dickinson: Ele lamenta não ter dado um soco em Axl RoseJon Bon Jovi: "já perambulei pelo lado negro"E Se...: Sua banda favorita mudasse de gênero musical?Metallica: integrantes andaram ouvindo Exaltasamba?Guns N' Roses: as canções mais "fuck you" da banda

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online