Regis Tadeu: o impacto do Rising do Rainbow nos roqueiros de 1976

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Bruce William, Fonte: Regis Tadeu, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 01/06/16. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

No texto intitulado "Há 40 anos, o mundo de todo roqueiro virou do avesso com 'Rising', do Rainbow", Regis Tadeu fala sobre as quatro décadas do clássico álbum da banda de Ritchie Blackmore, confira no link a seguir. Alguns trechos estão mais abaixo.

Blend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalDuff McKagan: 3 litros de vodka, 3 gramas e meio de cocaína

https://br.noticias.yahoo.com/há-40-anos-o-mundo-de-todo-roq...

Imagem

A capa. Aquela capa. O impacto daquela imagem foi tão grande que demorou muito para que eu percebesse que o tal “Rainbow” era o mesmo que havia ouvido – e chapado – um ano antes. Demorei alguns minutos – que pareceram horas – para olhar a contracapa e ver que se tratava de mais um disco do sujeito que todos nós adorávamos naqueles tempos de 1976.

A gente já sabia que Ritchie Blackmore era turrão e briguento, que tinha saído do Deep Purple em 1974 puto da vida, principalmente por causa do redirecionamento musical que vinha sendo ditado pelo baixista Glenn Hughes. Então, ver toda uma banda remontada em torno dele e do Ronnie James Dio não foi surpresa para mim e para ninguém. Em um tempo em que encontrar um determinado LP importado era tão fácil quanto pegar um táxi dirigido por um avestruz – o que viria ser a internet era papo de ficção científica naquela época -, eu não fazia a menor ideia de quem eram o baterista Cozy Powell, o baixista Jimmy Bain e o tecladista Tony Carey. Não me importei com eles a princípio.

Aí eu olhava aquela capa e tentava observar os mínimos detalhes, como o guerreiro que está prostrado à beira do penhasco, observando a enorme mão a sair do mar e agarrar o arco-íris. Era coisa de moleque roqueiro em um tempo em que se prestava atenção aos mínimos detalhes em qualquer obra, musical ou não. Exatamente o contrário do retardamento mental que impera nos dias de hoje.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Rock e Metal
Doze ótimos álbuns para iniciantes

Blend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalRock e Metal: em vídeo, as 10 despedidas mais épicas da históriaRonnie James Dio: assista ao show do holograma no Pollstar AwardsTodas as matérias e notícias sobre "Dio"

Black Sabbath
Eles já faziam o sinal do demônio bem antes de Dio

Heavy Metal
Os dez vocalistas que cantam mais agudo

Álbuns de estreia
O Top 10 da história do Rock/Metal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 02 de junho de 2016

Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Rainbow"Todas as matérias sobre "Dio"Todas as matérias sobre "Regis Tadeu"

Duff McKagan
3 litros de vodka, 3 gramas e meio de cocaína, e mais...

Heavy Metal
10 músicas inspiradas em heróis de quadrinhos

"One"
Descartes tinha cabelo comprido e só se vestia de preto

Fotos de infância: rockstars em constrangedoras fotos de anuárioGuitar World: os 100 piores solos de guitarra da históriaAdeus cabelos: headbanger raspa cabeça após 34 anosU2: Bono cita brasileiros ao criticar Donald TrumpU2: banda prefere que Bono não toque guitarraReleituras: os 5 covers mais desnecessários da história

Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online