Evanescence: "Bring Me To Life" não representa o que sinto hoje, diz Amy Lee

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Bruce William, Fonte: Destak
Enviar correções  |  Comentários  | 

Durante conversa com o Destak, Amy Lee disse que não sabe ainda se a banda vai incluir músicas novas no repertório dos shows que o Evanescence fará no Brasil, e não se importa em cantar as músicas mais famosas e pesadas da banda como "My Immortal", "Bring Me To Life", "Call Me When You're Sober" e outras. "Cantar essas músicas traz algumas memórias antigas à tona, mas canções como 'Bring Me To Life' representam o que eu sentia na época em que foram feitas, não o que sinto hoje. Sempre escrevo de um jeito muito introspectivo, muito mais sobre sentimentos específicos do que sobre situações em si", explica.

Amy Lee: ouça "Speak To Me", da trilha "Voice From The Stone"Pink Floyd: tudo sobre "Another Brick in the Wall"

Leia a matéria completa no link abaixo:

http://www.destakjornal.com.br/noticias/diversao-arte/ser-ma...

Imagem

Comente: O Evanescence ainda é tão relevante quanto foi na época do "Bring Me To Life" ou hoje virou saudosismo?

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Graspop Metal Meeting
O impressionante lineup do festival belga

Amy Lee: ouça "Speak To Me", da trilha "Voice From The Stone"Evanescence: ouça faixa inédita lançada em nova compilaçãoAmy Lee: "Love Exists" é o novo single soloEvanescence: sempre quis provar ser mais que um rostinho bonitoTodas as matérias e notícias sobre "Evanescence"

Evanescence
Estranha criatura em foto de Amy Lee com seu filho

Evanescence
Amy Lee faz cover sombrio de música do U2

Fotos de Infância
Amy Lee, do Evanescence, muito antes da fama

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 21 de fevereiro de 2017

Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Evanescence"Todas as matérias sobre "Amy Lee"

Pink Floyd
Tudo sobre o clássico "Another Brick in the Wall"

Black Sabbath
O talvez mais bizarro cover de "Paranoid"

Woodstock
Quanto faturaram Jimi Hendrix, Creedence, The Who...?

Pearl Jam: Eddie Vedder diz o que pensa sobre as religiõesIron Maiden: "Run To The Hills" no The Voice da SuéciaMegadeth: Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatosCannibal Corpse: música não é esporte, não existe "melhor"Bandas: 12 motivos pelos quais vocês devem demitir um membroGeezer Butler: por que o Sabbath toca até hoje e o Led Zeppelin não?

Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online